A Elite começa com uma constatação: Maxon está apaixonado por America. Infelizmente, a clareza do fato não dá toda a segurança de que America precisa para confiar e se entregar para ele. Como se não bastassem as dúvidas a respeito das responsabilidades e deveres que vêm junto com o Príncipe, Meri agora se vê ainda mais confusa por causa de Aspen, que está sempre presente.

Com a proximidade dele e o afastamento de Maxon, ela começa a pensar que cometeu um grande erro ao dizer para Maxon que entre eles poderia haver algo. Aspen está sempre ali, o tempo todo, tentando competir pela atenção dela e prezando pela sua segurança. Maxon, por outro lado, tem outras cinco selecionadas para se preocupar, o que faz com que America se sinta ainda mais de lado e se aproxime do seu antigo amor. Mas será que essa confusão não está turvando a sua visão a respeito dos seus verdadeiros sentimentos?

“ – Sei que é difícil para você acreditar, mas eu realmente gosto de você do jeito que você é. Só preciso de mais…

– Tempo. Eu sei. E estou pronto para dar o tempo necessário a você. Só gostaria de ter certeza que você vai mesmo querer estar ao meu lado quando esse tempo acabar.” 

America continua indecisa, mas isso é uma característica dela e ao longo da série é perceptível a sua tendência a melhorar, embora ela tenha dificuldades de decidir quando há alguma outra pessoa em risco. Nesse livro também é possível conhecer mais de cada uma das selecionadas: Marlee, que se mostra muito doce e divertida; Elise, completamente obstinada e focada na vitória; Kriss, cada dia mais encantada com Maxon; Nathalie, que é bastante delicada; e por fim, Celeste, que fica cada dia mais competitiva.

A questão é que enquanto America fica confusa e pedindo tempo, as outras selecionadas travam uma batalha ferrenha para ver quem conquista a atenção de Maxon. Logo após um grande evento, porém, uma delas mostra que ele não era bem o alvo dela ali. Um ato de traição será punido, o que fará America duvidar ainda mais se é capaz de suportar a dureza que é o cargo de realeza.

Como se não bastassem esses fatos America descobre mais sobre o verdadeiro surgimento do seu país, e sobre a real natureza do seu fundador que não é nada do que ela esperava. Entre tantas coisas, acontecem ataques rebeldes que assustam todas as garotas da Elite, festas de recepção de convidados estrangeiros para aquecer a competição e um plano de apresentação sobre mudanças que elas querem ver no reino.

Mas, com a sua recente descoberta e com tudo que já viveu sendo de uma casta baixa, America deixa a insatisfação falar mais alto, e se mostra intencionada a tomar medidas radicais para mudar a realidade do reino – o que, infelizmente, não agrada nem um pouco o Rei. Com a segurança fragilizada e o orgulho ferido, o que será de America diante dessa competição que fica mais acirrada a cada dia que passa?

E vocês achando que era livro de menininha, hein? Se vocês leram a minha primeira resenha, sabem que eu tinha o maior preconceito com essa série. Mas, depois de ler, não tem possibilidade de continuar pensando a mesma coisa. A escrita da Kiera Cass é super fluida, daquelas que você lê num piscar de olhos. Além disso a história é contada de forma simples, e, apesar de tantos acontecimentos, conseguimos acompanhar o rumo sem a menor dificuldade. Acho que o que eu mais amo nesse livro é… bem, não sei citar uma coisa apenas. O livro fala sobre desigualdade, amor, esperança, tudo trazido de uma forma tão leve que você mal consegue perceber tanta densidade de assuntos até que você para para pensar no que você leu. Além disso, é emocionante o desenrolar dos fatos, sempre seguindo para dar tudo errado, até que vem algo novo e te mostra que no final pode sim dar certo!
A edição é muito linda, com esse vestido vermelho estampado que realmente lembra algo “de elite”, da realeza. As folhas amareladas facilitam a leitura e os inícios de capítulo com a coroa da capa não nos deixam esquecer que a competição continua. Todo esse conjunto faz a obra ser tão harmoniosa e encantadora que eu não posso deixar de dizer que é uma das minhas séries favoritas.
“ – Somos confusos, não acha?
– Muito.
– Ás vezes, sinto que somos um nó complicado demais de desfazer.
– É verdade – concordei. – muito de mim está atado à você. Me sinto meio perdida sem você.
(…)
– Só precisamos continuar atados então.”
E vocês? Já leram A Elite? Gostaram?
Esta resenha foi escrita por Lorhayne enquanto estava no blog. 
________________________________________________________________________________________________________________
Título: A Elite
Autora: Kiera Cass
Ano: 2013
Páginas: 360
Editora: Seguinte
Gênero: Distopia, romance
Onde comprar: AMAZON