Foi se o tempo em que as pessoas não gostavam dos nerds, depois dessa onda de Zuckerberg, Page, Brin.. todo mundo sabe que o nerd da sua sala hoje, pode ser (e provavelmente será) o milionário (ou bilionário) de amanhã, então aconselho a tentar fisga-los (fala serio, Gates não é assim tao feio) e se não der certo, pelo menos descola um melhor amigo, assim o emprego ta garantido. Visando essa onda nerd mundial, hoje vou falar da minha serie de ‘comedia’ mais antiga e mais amada: The Big Bag Theory.

The Big Bag Theory devido ao seu humor diferente, suas piadinhas nerds e juntando ao fato de que nas primeiras temporadas ou você era nerd também ou simplesmente não consegue entender nada do que eles estavam falando (eu por exemplo, longe de ser nerd, boiava na metade dos episódios e na outra metade, pedia para o meu amigo nerd noivo da minha melhor amiga me explicar do que diabos eles estavam falando) é o tipo de série que ou você gosta e é viciado desde o primeiro episodio em setembro de 2007, ou não tem o menor saco e não assiste nem se jurarem te pagar uma pizza depois, para a segunda turma gostaria de dizer que com o passar das temporadas a serie muda muito e fica muito mais leve e facil de se entender, você deveria dar uma persistida.

Se passando em Pasadena e criada por Chuck Lorre (Two and a Half Men, Mike & Molly) e  Bill Prady, TBBT conta a vida de alguns nerds (outros nem tanto), falando sobre seus relacionamentos, trabalho, vida e confusões, a serie tem muitos atores principais, mas isso não faz com que seja confusa as histórias ou até menos pouco cativante o enredo de cada um dos personagens, devido as peculiaridades de cada um, você na primeira temporada se identifica com o seu favorito, vira a cara para uns e aguarda o sentido e evolução de outros.

Com base nisso, irei falar a respeito dos personagens principais e tentarei ao máximo me segurar para não sair nenhum spoiler, gente, se acontecer, por favor, não me batam depois da aula, juro que apesar de amar receber spoiler (é uma coisa doentia, sou do tipo que pausa o episodio, vai no banco de series, lê os comentários, descobre absolutamente tudo que vai acontecer, então volto para o episodio e vejo com a maior naturalidade do universo), não faria isso com vocês.

Essa foto vai ser o nosso norte e irei começar a falar de cada personagem da esquerda pra direita.

Dra. Bernadette (Melissa Rauch): É uma bióloga (sim, ela tem 1.50 de altura e não, ela nao tem a voz tao chata, é apenas na serie) que para pagar a sua pós graduação trabalha como garçonete em um restaurante, de origem polonesa, católica e não é raro a ver usando um cruz nos pescoço, Bernadette não tem uma boa relação com sua mãe, mas é o amorzinho do papai. Muito baixinha, de voz estridente e com uma dificuldade em mentir, ela é uma das personagens que mais gosto, mas que não acho graça (vocês sabem, tenho problemas em achar graça nas coisas), a evolução da personagem é incrível e estou apaixonada por ela nessa decima temporada.

Howard Wolowitz (Simon Helberg): De roupa exótica, muito esquisito (não consigo pensar em outra definição), alérgico a nozes, amendoins e amêndoas, engenheiro espacial do Instituto de Tecnologia da Califórnia do departamento de Física aplicada, com mestrado em engenharia pela MIT e teve um equipamento que projetou lançado ao espaço, mas pelo fato de não ter doutorado (como seus amigos) é constantemente alvo de de piadas. Howard mora em Altadena com a sua mãe que o trata como criança e que embora reclame desse tratamento, é possível notar que ele gosta sim, o seu pai por sua vez o abandonou quando criança e visivelmente angustiado é um assunto que ele não gosta muito de falar. Judeu, mas não realmente praticante, come carne de porco e não guarda os Kosher, mas observa o Sabbath e os feriados judaicos, poliglota, asmático e com alto risco genético de doenças cardíacas, não é o meu personagens favoritos, mas isso pode mudar, se ele crescer e conseguir ter a atitude que espero que ele tenha agora nessa nova fase de sua vida.
Dr. Rajesh Ramayan (Kunal Nayyar): Gênio Indiano (Nova Dehli) da astrofísica, que odeia a Índia, assim como suas comidas e musicas, mas adora as canções de ninar que sua mãe cantava e os catchiness de Hindi, hindu, crente em Karma, riquíssimo (constantemente fala a respeito dos seus milhares de empregados e vida rica na índia), filho de um poderoso medico e irmão mais velho de Priya. Raj é obcecado tanto por ficção cientifica, histórias em quadrinho, quanto por crepúsculo e Brigitte Jones (o que rende piadas recorrentes a respeito da sua sexualidade), melhor amigo de Howard e extremamente tímido com mulheres (sofre de mutismo seletivo, a menos que ele beba bebidas alcoólicas, ou quando ele acredita que tenha bebido álcool) mas que ao longo da serie vai se tornando pouco e praticamente nulo com o passar do tempo, é dos personagens que mais gosto desde sempre e  que mais espero ansiosa pela evolução e desprendimento.
Penny Hofstadter (Kaley Cuoco):  De uma pequena cidade nos arredores de Omaha, pouco se sabe de sua família, além de que seu pai a tratou como menino a vida inteira, sua mãe é fumante, sua irma atirou no marido e o irmão passou um tempo preso, aspirante a atriz, vizinha de Leonard e Sheldon, e garçonete junto de Bernadette. Penny ja teve diversos namorados e sempre foi a moça bonitona, mas a sua escolha como ‘amor eterno’ é o fato que causa um grande choque em todos nós, considerada a grande musa de TBBT, não me odeiem quem é fã, sejam fortes e não me julguem agora, mas essa é de longe a personagem que menos gosto no programa, desculpa, mas o nosso santo não bateu e por mais que tente, acho que não baterá jamais.
Dr. Sheldon Lee Cooper (Jim Parsons) <3: Frio, calculista, avesso a contatos humanos, dono de toc’s bizarros (lavar a roupa sábado as 8:15, tocar as coisas 3 vezes…), com dificuldade em notar ironia, piadas, reações humanas, guardar segredos e mentir (mas tenta adquirir essas habilidades), gosta de fazer Bazinga (brincadeiras.. uma abelha brasileira recém descoberta foi homenageada com o nome por causa da serie). Gênio com enorme ego e complexo de superioridade (que não se importa em fazer piadas maldosas menosprezando os outros), mas que não consegue dirigir apesar de ter licença de motorista, Sheldon tem o QI de 187, entrou na faculdade com 11 anos e recebeu o doutorado aos 16, físico teórico, com Bachelor of Science, mestre em ciência e PhD, adora histórias em quadrinhos e fã de ficção cientifica ao nível de ficar totalmente obcecado. Nascido no Texas em uma família onde é o único gênio, o seu pai morreu e pouco se sabem além de que ele gostava de futebol e alcool, sua mãe é um cristã evangélica que acredita apenas no que esta na bíblia, mas que possui uma certa compreensão a respeito do que o filho diz e seus irmãos Missy (gêmea) e George Jr, sao descritos como ‘burros como uma sopa”. Esse é de longe o meu personagem favorito em TBBT, sou apaixonada desde que o vi pela primeira vez, adoro o contraste entre ser terrivelmente inteligente e nao conseguir entender um tom de voz sarcástico, o humor péssimo e uma certa inocência que só assistindo para saber. Amo Sheldon eternamente!

Dr Leonard Leakey Hofstadter (Johnny Galecki): Colega de apartamento/trabalho do Sheldon e uma das pessoas mais engraçadas da serie, Leonard destaca pela paciência, capacidade de rir de si mesmo, seu bom relacionamento com os outros e sua vida amorosa bem sucedida. Físico experimental e com um QI de 173, recebeu seu doutorado aos 24 anos de idade, mas ainda assim é o menos bem sucedido da sua família, uma vez que o irmão é professor de direito em Harvard, sua irmã bióloga, seu pai antropólogo e sua mãe uma famosa Dra em psiquiatria. Intolerante a lactose, tocador de violoncelo e motorista do Sheldon durante anos, Leonard é o segundo que mais amo no seriado, gosto das suas danças, piadas e principalmente da maneira que ele não se leva a sério.

Amy Farrah Fowler (Mayim Bialik): Neurocientista, PhD em neurobiologia com um foco de investigação sobre o vicio em primatas e invertebrados, teve uma infância reclusa devido as crenças de sua mãe e se torna uma grande amiga de Penny. É difícil falar de Amy sem dar nenhum spoiler, mas adianto que ela sera o par amoroso de um dos personagens principal e os dois farão o casal mais improvável e fofo que você respeita, tenho uma simpatia enorme pela personagem e pela atriz, que curiosamente também é neurocientista brilhante com diversos artigos publicados. Tem um momento brilhante em um red carpet que um repórter pergunta quantas pessoas acham que ela realmente pode resolver um calculo difícil sozinha e ela responde “eu estudei calculo por muitos anos, sou uma neurocientista”,
TBBT é daquele tipo de série que vicia a gente apesar de ter 10 temporadas com 24 episódios, o fato de cada um durar apenas 20 minutos ajuda muito, então não é difícil você sentar para assistir um episodio e levantar muitas horas depois, infelizmente não esta disponível na NetFlix, mas é facilmente encontrada na internet. Considerada pelo publico a melhor serie da televisão americana TBBT também possui os três atores mais bem pagos da televisão americana, estimasse que Sheldon, Leonard e Penny ganham em media um milhão de dólares por episodio. Se você não gosta do tema ou tem duvida se o programa vai agradar, aconselho a começar a ver sem nenhum tipo de compromisso e garanto que se você se deixar levar pelas piadas e proposta da serie, é bem provável que irá gostar muito. E se você viu e não gostou, comenta aqui o motivo e me dê dicas de series que você adora.Com carinho,

Taay