Medo Imortal é a edição da editora DarkSide Books de um maravilhoso livro de contos (desde a capa, a diagramação e as escolhas das histórias), escritos por autores nacionais – Mestres Brasileiros da Literatura. A organização e notas ficam por conta de Romeu Martins, e as maravilhosas ilustrações são da Lula Palomanes.

A princípio, a Academia Sobrenatural Brasileira de Letras apresenta:

  • 6 contos de Machado de Assis;
  • 1 conto de Álvares de Azevedo;
  • 1 conto de Bernardo Guimarães;
  • 2 contos de Fagundes Varella;
  • 2 contos de Coelho Neto;
  • 1 conto de Aluísio de Azevedo;
  • 3 contos de Afonso Celso;
  • 3 contos de Inglês de Sousa;
  • 2 contos de Medeiros e Albuquerque;
  • 2 contos de Afonso Arinos;
  • 3 contos de João do Rio;
  • 3 contos de Humberto de Campos e
  • 6 contos de Julia Lopes de Almeida.

Na Introdução pela DarkSide, Romeu Martins destrincha um pouco a respeito do terror, do horror e da fantasia nas histórias de autores estrangeiros e mundialmente conhecidos. Ele fala sobre a importância que todos davam, e como os holofotes estavam sempre voltados para a literatura de fora do país. Autores e livros, obviamente, que marcaram a história da literatura mundial, e ninguém nega esse fato!

“Nas páginas de Medo Imortal estão reunidos, além de poesias, 32 exemplares da prosa de escritores diretamente ligados à nossa principal instituição dedicada à literatura. São contos que evocam o sobrenatural, apresentam monstros, descrevem atos de psicopatas, dão o testemunho de todo tipo imaginável de atrocidades concebidas pela mente humana.”

Dando sequência, Martins nos questiona a respeito do que acontecia por aquela época aqui no Brasil. Isso seria 1897, e a Academia Brasileira de Letras (ABL) – inspirada no modelo francês de 1635 – estava sendo fundada. A ideia seria: reunir então os 40 mais ilustres escritores e intelectuais do Brasil – o propósito maior era preservar o idioma e memória cultural brasileira (só que com a restrição da figura feminina ocupando as cadeiras).
Antes de cada capítulo com os contos propriamente ditos, a edição nos traz uma introdução com uma biografia muito bem fundamentada a respeito de cada autor. E isso tem muito peso no enriquecimento dos contos, pois eu não reconheço todos os autores selecionados nessa antologia. Foi um diferencial muito positivo para minha experiência literária.

Ainda falando em Academia Brasileira de Letras, muitos sabem que Machado de Assis encabeçava essa trupe para desenvolver e além disso, criar a entidade. Ele foi um dos fundadores, bem como o primeiro presidente da ABL. E como admiradora de sua escrita (seja como for), além de tudo que o escritor nos proporcionou, um dos contos que quero comentar aqui hoje, é claramente de sua autoria.

“Produzidos entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, tais textos representam o que de melhor se escreveu nos primeiros cem anos de produção do terror em nosso país.”

MEDO IMORTAL

Primeiramente, hoje eu reforço um pouco mais a minha admiração por esse que é “considerado por virtual unanimidade o maior e mais universal de nossos escritores” (Romeu Martins). Escolhi falar sobre o primeiro conto do livro:
Em “A Igreja do Diabo”, o dito cujo resolve fundar uma igreja, e embora Machado de Assis seja reconhecido por seus personagens com personalidades densas e humanamente muito verdadeiros, neste conto as personagens são um tanto quanto mais etéreas – Deus e o diabo.
Não é um conto difícil de entender, mas os mais detalhistas poderão fazer muitas conjecturas. É uma história bem curta, dividida em 4 capítulos menores. Iremos ver o diabo questionando a hipocrisia do homem.

“Por que não teria ele a sua igreja? Uma igreja do Diabo era o meio eficaz de combater as outras religiões, e destruí-las de uma vez.”

Decerto é bem nítida a crítica do autor às formas diversas das mais variadas religiões – sobretudo, a salvação está à venda? Um conto/uma fábula que tem como marca a ironia. O diálogo entre os seres divinos é fantástico.
Acredito que os fãs de Machado poderão se alegrar ao contato com toda a simbologia típica, com todas as suas alegorias – algo que é uma marca da literatura machadiana. Portanto, nesse ritmo que vamos alcançando a cada trecho lido, recebemos o final do conto de muito bom grado.

MEDO IMORTAL

Minha outra escolha para a resenha de Medo Imortal é de um conto do autor Humberto de Campos. Também membro da ABL, o imortal teve um fato muito interessante em sua história pessoal. Após três meses de seu falecimento, o médium Chico Xavier psicografou alguns novos livros em nome do autor. Obviamente esse fato rendeu “problemas judiciais” entre Xavier e os familiares de Campos.
Entre os contos selecionados para figurarem em Medo Imortal, eu escolhi falar aqui sobre “Os Olhos Que Comiam Carne”. Temos contato aqui e agora com um conto extravagante e muito mais incisivo.

“Paulo Fernando mergulhou o rosto nas mãos, e quedou-se imóvel, petrificado pela verdade terrível. Estava cego. Acabava de realizar-se o que há muito prognosticavam os médicos.”

Paulo Fernando é um escritor que, após constatar estar cego, recorre à cirurgia com um renomado médico que promete milagres – um verdadeiro santo. Acontece algo bastante surpreendente (e eu já disse extravagante?) quando se é retirada as bandagens após alguns dias de feita a operação.

Enfim, para não roubar a experiência de ninguém com o conto, concluo aqui dizendo-lhes que Humberto de Campos não poupa nem um pouco seus leitores. Desesperador!!! Todavia, preciso dizer que amei?

MEDO IMORTAL

Finalizando, reforço o espetacular trabalho gráfico da editora na escolha da capa e diagramação desta edição de Medo Imortal – pertencente à coleção Medo Clássico. Eventualmente identifiquei alguma falha de revisão – contudo, nada que desmereça a obra. Só para ilustrar, o tom de cor da capa casou brilhantemente com o dourado do corte das páginas. As fitas de cetim, uma verde e uma amarela, vieram arrematar o charme dessa edição tão tupiniquim. Por fim, edição essa que não pode faltar na coleção tanto dos amantes do terror, quanto da literatura brasileira.

_________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

 

Titulo: Medo Imortal
Autor: Vários Autores
Ano: 2019
Páginas: 464
Editora: DarkSide Books
Gêneros: Contos, Antologia, Terror, Horror
Adicione a sua lista do Skoob
Onde Comprar: Amazon