Hoje a resenha é sobre o livro de suspense policial da editora Arqueiro que já prende a atenção do leitor logo com sua lindíssima capa. Escrito por Daniel Cole, o traz uma proposta “raiz” do estilo, aquelas que imaginamos de cara como dariam um bom filme.

Boneco de Pano” conta a história do detetive William O. L. Fawkes, apelidado de Wolf, responsável pela investigação dos crimes do “Cremador”, um serial killer que mata e queima garotinhas. No dia do julgamento, influenciados pela mídia e pela defesa do caso, os jurados optam por inocentar o réu Naguib Khalid, o que irrita Wolf que quase o mata em frente a todo o público. O detetive então é preso em uma clínica de reabilitação psicológica, porém… Khalid é pego em flagrante após assassinar mais uma garota.

“Um corpo. Seis vítimas.”

Boneco de Pano

Anos depois, com Wolf já readmitido em seu cargo na polícia, um novo caso assustador aparece. Em um apartamento em frente ao do detetive  (coincidência?) é encontrado um corpo, apelidado de boneco de pano durante a investigação, onde foram costuradas partes de 6 vítimas diferentes. Mais estranho ainda é perceber que o boneco de pano está “apontando” para a janela de Wolf, e que uma das partes costuradas pode ser de um velho inimigo seu (!!!). Mas não acabou! Em meio a tudo isso, a ex-mulher do detetive, a jornalista Andrea Hall, recebe um envelope contendo fotos do crime e uma lista com nome e data das 6 próximas vítimas do assassino, sendo que o último nome é: o próprio detetive Wolf!

“Iluminado por um refletor, um corpo nu flutuava cerca de 30 centímetros acima das tábuas empenadas do piso, de costas para o quarto, pendurado a dois ganchos industriais por meio de centenas de fios de náilon quase invisíveis. Contorcia-se em uma posição pouco ou nada natural…

– … Um cadáver só, mas… seis vítimas!”

A narrativa do livro é ótima, te prende desde o começo. Nada como um suspense policial tradicional! Na evolução da história e apreensão pelos próximos passos do assassino, você se prende ao livro e fica difícil pausar a leitura. Os personagens também são muito bons e muito bem trabalhados. Wolf domina a história no papel do eficiente, linha dura e justiceiro detetive; sua colega de trabalho Emilly Baxter demonstra a frieza e audácia no exercício de sua função; Andrea Hall, a ex-mulher, representa claramente a briga entre o emocional e o profissional exigidos por seu trabalho; e meu preferido, o estagiário de Polícia Edmunds, que é o personagem de melhor desenvolvimento e crescimento durante o livro, mostrando sua importância aos poucos e se tornando indispensável a partir de determinado momento.

Com uma história que me lembrou muito os filmes de suspense/terror dos anos 90 (que eu adoro), “Boneco de Pano” entra com certeza na minha lista de destaques do ano e eu indico fortemente para que vocês leiam.

“Verificando se não havia ninguém por perto para ouvir, Wolf susurrou para Simmons:
– Ele está apontando para a minha janela.”

_______________________________________________________________________________________________________________

Título: Boneco de Pano
Autor: Daniel Cole
Ano: 2017
Páginas: 336
Editora: Arqueiro
Onde comprar: AMAZON