O Rei Perverso é a aguardada continuação de O Príncipe Cruel, da trilogia O povo do Ar, da autora Holly Black, publicado pela Editora Galera Record. E é um livro carregado de tensão, onde o jogo político deve ser minuciosamente planejado, e o movimento das peças pode lhe tirar o fôlego!

Cinco meses se passaram desde os acontecimentos do livro anterior, quando Jude deixou de ser a mortal amedrontada para se tornar a responsável por colocar o príncipe Cardan no trono, se tornando sua senescal. Ela conseguiu que O Grande Rei de Elfhame lhe prometesse um ano e um dia de obediência, mas não é fácil manter as aparências!

“O poder é muito mais fácil de ser adquirido do que sustentado.”

O plano de Jude era de ganhar tempo para que seu irmão mais novo, Oak, amadurecesse longe das tramas do reino dos feéricos, uma vez que ele está com a irmã mais velha, Vivi, no reino dos mortais. Mas, para manter Cardan no poder, ela tem de estar atenta a tudo e a todos!

“Tudo é um jogo, Jude […] Você sabe disso. E agora é sua jogada.”

O REI PERVERSO - HOLLY BACK

Cardan não queria essa função para si, então se torna um rei negligente, sobrecarregando Jude. Ao mesmo tempo, o pai de Jude, Madoc, só espera a filha cair – afinal, ele não sabe da promessa do rei para ela. A irmã de Jude, Taryn, está de casamento marcado com Locke, que acaba se tornando o Mestre da esbórnia. Balekin conspira com Orlagh, a rainha do reino submarino…

Mas, como se tudo isso não bastasse, chega a seus ouvidos que alguém a traiu. Alguém em quem ela confia. Com todas as peças no tabuleiro, só resta a Jude esperar o próximo movimento, que não demora a acontecer: tentam matar Cardan! Não sobra espaço para lidar com os sentimentos conflitantes em relação a ele!

“Eu ouvi dizer que, para mortais, a sensação de se apaixonar é parecida com a de sentir medo. Seu coração bate mais rápido. Seus sentidos ficam mais alertas. Você se sente desnorteada, até um pouco tonta. Estou certo?”

Que tensão, meus amigos… logo no início de O Rei Perverso encontramos Jude, assoberbada com as questões do reino, que Cardan deixou por conta dela. E nosso rei não queria a coroa, e está se lixando para o reino. Ou é isso que percebemos em suas ações. O que eu gostei nesse livro foi justamente me aprofundar nesse mistério que é Cardan. Vemos algumas lembranças de sua infância, então conseguimos entender como se formou essa personalidade tão esquiva e indolente. A versão rei quer festas e mais festas, que Jude se vire para organizar o reino – afinal, foi ela quem orquestrou tudo, não?

HOLLY BACk

A química entre Cardan e Jude chega ao auge, de tal forma que eles acabam se permitindo esquecer o ódio mútuo em poucos momentos – bem poucos.

“(…) que gosto mais dele do que eu já gostei de qualquer pessoa e que, de todas alguém e de todas as coisas que Cardan já fez comigo, fazer com que eu goste tanto dele é de longe a pior.”

O início do livro é mais lento, da mesma forma que o primeiro livro. Mas, quando todas as peças estão distribuídas no tabuleiro, as jogadas começam a ficar frenéticas. Jude está agitada, andando de um lado para outro, tentando adivinhar as próximas jogadas, tentando estar sempre um passo à frente. Poderia relaxar e conversar um pouco, mas tem medo de confiar em alguém. Claro que a traição vem de onde menos espera. E, mesmo que se apresente como uma estrategista moldada por aquele que matou seus pais tantos anos antes, ainda é só uma garota – que está sozinha, já que se afastou das irmãs. No fim, Jude e Cardan são dois lados da mesma moeda, ambos órfãos abandonados, que aprenderam a não confiar em ninguém.

E esse título… O Rei Perverso nos mostra um Cardan com várias facetas: arrogância, frieza, cuidado, crueldade, mas no final é só um garoto quebrado, ignorado e subestimado – até mesmo por Jude. Será que terá forças para mostrar quem é de fato?

O Rei Perverso foi uma surpresa agradável, desmistificando que um segundo livro de uma trilogia geralmente não traz muitas novidades. Foi uma leitura fluida e que me fez querer ler um capítulo atrás do outro. E termina de uma forma… sabe quando a gente fica no chão, procurando alguém para conversar ainda bem que a editora adiantou a publicação do terceiro livro – até então em 2021, para este semestre ainda. Precisamos de respostas!!!

“Não tem nada mais doce (…) do que aquilo que é escasso.”

______________________________________________________________________________________________________

O REI PERVERSO – HOLLY BACK | RESENHA

Serie: Povo do ar Livro
01 – O príncipe cruel
02 – O rei perverso
Autor:  Holly Black
Ano: 2020
Páginas: 307
Editora:  Galera Record
Gênero:  Fantasia
Compre usando nosso link da Amazon