O Halloween de Hubie, o novo filme estrelado por Adam Sandler, lançado na Netflix, segue com o mesmo humor exagerado de costume e garante boas risadas com coisas óbvias e situações bem típicas desse tipo de filme humor família e datas comemorativas.

Na sequencia o ator vive o tímido e retraído Hubie, um adulto que se comporta como criança e sofre bullying de todos da cidade por ser “estranho”. No entanto, a noite favorita do ano de Hubie é o Halloween, pois passa todos os anos na missão de garantir que os residentes de sua cidade natal, Salem , celebrem e sigam as regras com segurança.

Mas neste ano, coisas bizarras estão acontecendo após um maníaco (na vibe Michael Myers) ter fugido do presídio e retornado para causar na cidade de Salem e um novo vizinho misterioso colocaram Huber em alerta máxima, principalmente quando as pessoas começaram a desaparecer.

Ele até tentou convencer a polícia (Kevin James e Kenan Thompson) e os habitantes da cidade de que esses monstros eram reais e só ele poderia detê-los, mas sem apoio ele vive quase como um greatest hits da carreira de Sandler, brincando de Scooby-Doo na esperança de solucionar os mistérios que o cercam antes que a noite acabe.

Dois detalhes importantes é que devem ser observados no filme são os fatos de Salem, em Massachusetts ser conhecida por seu histórico de caça às bruxas durante o período colonial dos Estados Unidos. E a trajetória do personagem que mesmo durante a escola, nunca foi o mais popular, e passou longe de ter muitos amigos, mas ainda que todos pegassem no seu pé, ele sempre fez questão de ser gentil.

E por ter Adam Sandler envolvido na produção, é bom se preparar para múltiplas experiências, tanto boas quanto ruins (em sua grande maioria). O astro da Sessão da Tarde já entregou tanta presepada durante a carreira, que é complicado esperar qualquer coisa que não seja um filme vazio e superficial, com humor pastelão e exagerado e que acaba divertindo involuntariamente por tamanha falta de noção.

Pois bem, é exatamente assim sua mais nova empreitada que conta ainda com Julie Bowen (Modern Family), Ray Liotta (Shades of Blue: Segredos Policiais), Noah Schnapp (Stranegr Things), Steve Buscemi (Miracle Workers) e Maya Rudolph, produzido por Happy Madison.

O filme é dirigido por Steven Brill, escrito por Tim Herlihy e Adam Sandler e produzido por Adam Sandler, Kevin Grady e Allen Covert possui também uma quantidade confusa de acontecimentos, que não é necessariamente um problema, porém no meu ponto de vista tira um pouco o foco principal.

Mesmo assim, o filme me agradou bastante, principalmente pela leveza, pela garrafa térmica faz tudo do Hubie, e pelo humor, que apesar de bobo, confesso que me fez rir. Gostei muito da forma com que o filme termina, da reviravolta e da homenagem que prestaram ao falecido ator Cameron Boyce.

Por trás de toda uma camada grudenta de humor exagerado, o longa faz referências divertidas à clássicos do cinema e estabelece uma atmosfera de “filme para ver com os amigos na noite de Halloween” que envolve e cativa muito facilmente. Há muito carisma envolvido, tanto no elenco, quanto na trama sem pretensão alguma de ser qualquer coisa senão um filme infantil sobre amadurecimento, ainda que explore essas questões em segundo plano (e com o uso de um homem adulto infantilizado!).

Assista ao trailer: 

______________________________________________________________________________________________________________________

Título: O Halloween de Hubie
Data de Estreia:  7 de outubro de 2020 
Duração:  1h 42m
Gênero: Fantasia/Mistério
Direção: Steven Brill
Elenco: Adam Sandler, Noah Schnapp, Julie Bowen, Paris Berelc, Peyton Roi List.
Distribuidora: Netflix
Assista: Netflix