Melissa Bracho Pimenta – Para os íntimos só MEL

 

Ter um pet é uma delícia, mas quando somos donos de primeira viagem acabamos passando por vários apertos com o cãozinho, que talvez pudessem ser evitados se ele tivesse recebido as vacinas na época certa.

Quando a Melissa vulgo Mel chegou aqui em casa, eu e minha irmã só sabíamos que ela deveria tomar o vermífugo e a vacina contra a raiva, não imaginávamos que tem época para cada vacina, para aplicar a medicação de verme e muito menos o quanto a falta delas prejudicaria a cachorrinha.

Acreditávamos que ela só precisava de ração e água limpinha e tudo ficaria bem. Quem dera fosse somente isso, mas se não vacinar corretamente o bichinho, ele fica exposto a diversas doenças que podem ser transmitidas por outros animais, fezes e até mesmo pelo ar.

Essa do ar me pegou de surpresa eu achei que eles tinham mais resistência, porém a Veterinária da Mel explicou que nos primeiros 45 dias ela tem os anticorpos que recebeu da mãe, mas depois desse tempo ela começa a desenvolver os seus próprios e acaba ficando frágil às bactérias e vírus presentes no ar.

Com essa explicação eu acabei caçando na net quais as vacinas a Mel tinha que tomar e a época certa.

E como foi de grande valia essa pesquisa para mim, resolvi trazer para vocês o que encontrei de prazos e vacinas.

Lembre-se o blog é somente um caminho para se informar. Antes de aplicar qualquer vacina no seu cãozinho,  pesquise primeiro sobre o veterinário, a qualidade, validade e a referência dos produtos utilizados.

Caso você pegou o pet na rua, ou não sabe se ele já tomou todas as vacinas recomendadas, não deixe de aplicar duas doses de Vacinas Múltiplas com intervalos de 21 dias entre elas.

Lembre-se do mais importante NUNCA vacine seu amigo de quatro patas antes dos 45 dias.

FONTE: R7 E TUDO SOBRE CACHORROS