Eu nunca havia lido nada da autora Agatha Christie, mas já sabia o quanto ela é conhecida. Além de trabalhar como bibliotecária, vivo visitando livrarias e seções de livros nas lojas e graças a esse constante contato com livros, já me deparei por diversas vezes com as obras dela. Contudo, resolvi que não iria ler. Não que eu tenha algo contra… Na verdade eu realmente acredito que seus livros sejam muito bons, o problema sou eu.

Bom, deixem-me tentar explicar: sou sensível eu acho, quando leio eu meio que entro no clima do livro e essa sintonia altera meu estado emocional. Sendo assim eu prefiro evitar ler sobre crimes e assassinatos, pois fico agitada e ansiosa e não gosto de me sentir assim. Mas o assunto aqui não sou eu, tão pouco meus sentimentos, então vamos em frente falar desses dois livrinhos que compõem a obra Os Diários Secretos de Agatha Christie: 50 anos de mistério na criação e que pasmem, comprei por apenas R$ 4,99 em uma promoção.

Gente que ama livros não resiste a uma promoção, foi por isso que eu os trouxe pra casa mesmo sendo de um estilo que normalmente não leio. No fim vi que foi ótimo ter dado a eles essa chance, pois gostei muito de ler cada um dos dois contos inéditos. No primeiro, chamado O incidente da bola de cachorro o grande detetive Hercule Poirot recebe uma carta que o deixa curioso e graças a essa correspondência, ele acaba por investigar uma morte. Um caso aparentemente simples, mas com detalhes sutis e determinantes que não passam despercebidos a sua inteligência.

No segundo conto A captura de Cébero o personagem Poirot é desafiado a investigar o assassinato de um ditador a fim de inocentar um assassino supostamente injustiçado. A trama ocorre em um período conturbado e tenso em meio à possibilidade de guerra. Ambos os contos são narrados em terceira pessoa e também possuem diálogos. Achei a escrita envolvente e os enredos carregados de mistério me prenderam até o fim.

Além desses contos os livros possuem informações privilegiadas sobre essa famosa escritora. Anos após a morte de Agatha, foram descobertos 73 diários da autora. Diários que são preciosos cadernos escritos a mão e que se tornaram uma relíquia. Como já disse não sou leitora das obras dela, mas logo percebi que John Curran e a editora Leya deram um enorme presente aos fãs comentando e publicando partes desses cadernos.

Imaginem só ter acesso a trechos do diário, contendo esboços e rascunhos das obras do seu autor favorito?! Meu Deus! Acho que qualquer fã amou ou vai amar. Li tudo em pouquíssimo tempo e fiquei fascinada pela maneira bagunçada e genial com que a autora registrava suas ideias. Confesso que até senti uma pontinha de inveja desses fãs e de certa forma me tornei um pouco fã também. Notei que suas histórias são emocionantes e não são tão pesadas quando eu imaginava. E vocês, o que me dizem de Agatha Christie? Beijos.

_______________________________________________________________________________________________________________
Os diários secretos de Agatha Christie Título: Os Diários Secretos de Agatha Christie
Autor: John Curran
Ano 2010
Páginas: 95
Editora: Leya
Onde comprar: AMAZON