Estou apaixonada por esse novo nicho da Ed. Arqueiro, os livros de época. Ela tem caprichado nas publicações e investido pesado nesse mercado, tanto que a cada mês acabamos vendo em suas redes sociais uma novidade,O Príncipe dos canalhas , e claro que eu, uma romântica sem fim tenho acompanhando de perto essa fase que tem um charme único.

Mas, único e charmoso mesmo é o livro que vou apresentar a vocês. Esse aí, da foto acima. Diferente dos outros romances de época onde a mocinha simples e humilde apaixona-se pela cara bonitão e de boa família, e casa com ele, o que vai contra todas as regras da sociedade.

Em “O Príncipe dos Canalhas” teremos dois personagens da nobreza britânica, porém somente a mocinha é bem vista pela nobreza, já que o Lorde é um moço de aparência grosseira e faz questão de ser um libertino como nenhum outro, provando a todos e a seu pai falecido que ele não se importa com a opinião de ninguém.

“No meu dicionário, romance não é um sentimento piegas e pegajoso – disse ela – É algo picante, temperado com entusiasmo e uma boa dose de cinismo.”

Nesse livro somos apresentados a Sebastian Ballister, um jovem lorde que é mais conhecido com Lorde Belzebu ou Dain, por sua aparência, tamanho e também por seu temperamento, que vai contra todas as regras da sociedade. Desde seu nascimento Dain é rejeitado por todos, incluindo seu pai que faz questão de dizer ao menino de apenas 8 anos que nunca o quis como filho e que tudo era culpa de sua mãe que tinha acabado de ir embora.

Também conhecemos Jessica Trent, uma mulher decidida e determinada que não se deixa intimidar pela presença ou autoridade de Sebastian e o desafia a todo momento que se encontram, isso foi um dos melhores pontos do livro, a coragem de Jessica me conquistou desde o início fazendo dela uma das personagem mais queridas que eu já li, principalmente por ela ser uma dama bem educada e refinada, e muito a frente do seu tempo.

Um dos motivos de me apaixonar pela história de “O Príncipe dos Canalhas” foi a forma como a autora começou o livro contando desde a infância do personagem até os tempos atuais dentro da época do livro, criando desse modo uma empatia pela história de vida do Dain, em vez de focar na história de vida da  Jessica Trent. Isso realmente criou um momento único na leitura e me ajudou a entender bastante das coisas que o Dain aprontava.Única ressalta do livro foi que Loretta  fugiu bastante dos costumes e modo esperado dos personagens ambientados em livros historicos. Mostrou uma mocinha demais entendida e corajosa que acabou me fazendo esquecer algumas vezes que estava lendo um livro de época. Porém isso não me impediu em nada de devorar a leitura em menos de um dia e colocar o livro no meu top 5 dos livros de época preferidos ♥.

Para Finalizar a resenha, não posso deixar de agradecer a editora Arqueiro pelo envio do livro, e dos brindes que vieram. Tudo, desde a diagramação do livro, até os brindes são de extremo bom gosto. Obrigada Nati.

 

Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos!♡! 
_______________________________________________________________________________________________________________
Titulo:O Príncipe dos canalhas 
Subtitulo: Canalhas # 1
Autora: Loretta Chase
Ano: 2015 
Páginas: 288 
Editora: Arqueiro 
 Ficção,  Romance Histórico 
Onde comprar: Amazon