CRÍTICA DE ESTREIA | UMA FAMÍLIA DE DOIS (DEMAIN TOUT COMMENCE)
Distribuidora: Paris Filmes | Estreia: 29/06/2017 | Gênero: Comédia,  Drama | Duração: 1h58
Essa semana entra em cartaz mais um longa Francês, e eu gostaria apenas de dizer que é um dos filmes mais lindos que eu já vi. “Uma família de dois” conta a história de Samuel (Omar Sy), um homem que vive no litoral sul da França, gosta de festas e nunca foi de ter muita responsabilidade, até que um dia ele recebe uma visita de Kristin Stuart (Clémence Poésy) com um bebê chamado Gloria no colo, que a garota afirma ser dele. Com a constante negação de Samuel, Kristin acaba deixando a criança com ele e fugindo em um táxi.

Desesperado, ele então sai em direção a Londres, em busca da mãe de Gloria, mas como não a encontra acaba ficando na cidade, e começa a trabalhar de dublê com o produtor de televisão Bernie (Antonie Bertrand). Na empreitada de criar a filha, sem fazê-la sofrer Samuel conta para garota que a mãe é uma agente secreta, sempre enviando e-mails para a menina como se fosse Kristin. A pequena Gloria (Gloria Colston), já crescida e com seus oito anos de idade, sente uma vontade imensa de conhecer a mãe, quando finalmente depois de quase nove anos, Kristin responde uma das mensagens e vai de encontro aos dois.
Com o amor, sendo a temática principal, o filme é uma mistura de comédia e drama. Podemos rir, no inicio dele com as trapalhadas de Samuel, e nos emocionar com a incrível ligação que ele e Glória possuem juntos. Muito mais do que isso, o longa pode passar bastante sobre as várias formas de família existentes. Apesar de ser um pai solteiro, Samuel conta a ajuda de Bernie para criar a filha, que dá todo o amor para a criança e acaba se tornando parte daquela família também.
A aposta francesa para o cinema, é um dos filmes mais bonitos que já vi, repito novamente. O roteiro não deixa nada a desejar, surpreendendo o telespectador em relação ao caminho que ele segue não sendo previsível como muitas produções são. Com um enredo tão bem elaborado e mesclado a trilha sonora, o filme comove e faz com que sintamos todas as emoções que os personagens estão passando, desde o inicio animado, até o fim. Um filme que vale a pena ser assistido por todos.
A fotografia do filme está impecável, as primeiras cenas se passam em uma praia belíssima no sul da França, enquanto o meio do filme podemos ver as partes mais bonitas de Londres. A direção fica por conta de Hugo Gélin, diretor Frances que já esteve a frente da comédia “A gaiola dourada” de 2014. O ator Omar Sy, já esteve presente em produções como Inferno (2016), Jurassic World – O mundo dos dinossauros (2015), X-men: dias de um futuro esquecido (2014). Já Clémence Poésy atuou como a jovem bruxa francesa Fleur Delacour em Harry Potter.