Distribuidora: Universal Pictures| Estreia: 12/10/2017|Orçamento: U$ 03 milhões|Gênero: Suspense, Terror, Comédia|Duração: 01:36h

Aconteceu esta semana a estreia do filme “A Morte te dá Parabéns”, a aposta para esta sexta-feira 13. Aparentemente divulgado como um filme de suspense/terror, posso dizer que é um filme muito bom… de comédia. Apresenta doses de suspense e humor na medida certa!

Acompanhamos um dia na vida de Tree Gelbman (Jessica Rothe), a estudante popular e arrogante que mora na casa das Kappa’s em seu campus (a famosa casa das populares em todos os filmes de colegiais americanos). Tree começa o dia 18, uma segunda-feira que a propósito é seu aniversário, no dormitório de Carter (Israel Broussard) após uma festa da qual não se lembra.

Seguindo vários acontecimentos durante o dia, a garota acaba sendo direcionada à uma festa surpresa para ela, mas no caminho é assassinada. Começa então um ciclo onde, após ser assassinada, ela acorda mais uma vez no dia 18, no dormitório de Carter. Decidida a desvendar o mistério de sua morte, ela passa a utilizar seus dias repetidos investigando todos os envolvidos em sua rotina antes que a morte chegue mais uma vez.

Esse filme traz de volta o estilo de terror humorado tão presente nos anos 90, sendo um misto de “Pânico”, “Todo Mundo em Pânico” e “Feitiço do Tempo”. A história apresenta várias referências clássicas das quais estamos acostumados, como a mocinha egoísta que caminha para a redenção, o rapaz ingênuo e fiel, as brigas entre os grupos de colegiais por motivos fúteis, um assassino mascarado que apresenta dicas de sua identidade nas atitudes de todos os envolvidos. O resultado dessa fórmula deu muito certo.

+ AMITYVILLE; O DESPERTAR 2017 | CRÍTICA

Happy desth day

Apesar das partes de suspense, do silêncio que precede o susto, a porta que se fecha com estrondo, ou o assassino que surge pelas costas da vítima que não percebe, as mortes de Tree não são mostradas em foco, dando a entender o que aconteceu sem cenas violentas e sangrentas. O assassino também apresenta algumas fraquezas, o que o desmitifica, além também de gerar mortes aleatórias cômicas daqueles que atravessam seu caminho. A trilha sonora apresenta essa alternância entre sons sóbrios e músicas pop agitadas.

Com atores praticamente desconhecidos, o filme é uma ótima aposta neste gênero que  andava um pouco esquecido, e promete bastante diversão através da apreensão com direito a boas risadas.