Com bastante sucesso no Festival de Sudance e surpreendendo a crítica especializada, Buscando … (Searching) , traz para as telas do cinema uma reflexão sobre a tecnologia e a ligação com as nossas vidas cotidianas em uma narrativa que se passa inteiramente “dentro” de uma tela de computador.

Buscando… tem definitivamente aqueles enredos tristes que te fazem se emocionar junto com os personagens, mas mesmo beirando o trivial, a trama consegue ser mais apreensiva do que dramática em seu desenrolar. E isso é perceptível logo pela abertura. Uma sequência clipada surpreendente, que te deixa confuso, sem saber o que está acontecendo no cinema.

A história em si, se passa após o desaparecimento da filha de 16 anos (Michelle La) de David Kim (John Cho – da série O Exorcista, da Fox), que ainda sofria pela perda da esposa e precisa pedir ajuda às autoridades locais. Já se passaram 37 horas e nenhuma pista foi encontrada, desesperado, David procura por mais informações no computador da menina, seguindo o seu rastro digital e se deparando com o seu maior temor “não saber que realmente não conhecia a sua filha”.

O longa que conquistou 89% de aprovação no Rotten Tomatoes, ganhou também o fascínio da imprensa, que considerou o filme como uma produção intrigante, com ótimas performances e uma base emocional que garante a identificação com o público, mostrando um lugar onde todas as pessoas guardam seus segredos: o mundo online.

Como no filme “Algo que Amizade Desfeita” (Unfriended, 2014), Buscando… segue a mesma estética de narração, mas o fato é que a questão soa muito mais realista e convincente aqui. Usando as palavras da Rolling Stone o diretor Aneesh Chaganty, construiu um thriller de alta voltagem contada pelos smartphones, telas dos notebooks, janelas de navegadores e filmagens de câmeras de segurança. Uma maravilha técnica, com um coração latente, que tem seu diferencial no resultado da história.

O formato investigação aberta, não deixa você descolar o olho da tela em nenhum momento em um enredo um tanto novelesco, mas compensado por reviravoltas criativas que justificam a experiência final.  Entre as questões atuais abordadas observamos o uso de avatares falsos, stalkeamento, buscas desmedidas e hipocrisias em trocas de likes.

Para finalizar recomendo esse filme como um imprescindível guia principalmente para os pais sobre o que esperar e o que realmente descobrir sobre os seus filhos.   Refletindo a realidade digital urbana de 2018 com eficácia, trata-se ainda de uma boa oportunidade para ver Debra Messing (de Will & Grace) num papel dramático (ela vive a delegada que assume o caso do desaparecimento). Bom filme e espero o seu comentário ou seria sua aprovação?

Detalhe importante:


A Sony Pictures Brasil traduziu para o português TODOS os textos, sites e conversas que aparecem na tela do computador, em um trabalho primordial que melhora ainda mais a experiência em assistir ao filme.

 

Título: Buscando… ( Searching )

Distribuidor: SONY PICTURES

Estreia: 20/09/2018

Duração: 1h 42min 

Direção: Aneesh Chaganty 

Elenco: John Cho, Debra Messing, Michelle La

Gêneros Suspense, Drama

Nacionalidade EUA