Data de lançamento: 22/03/2018 | Duração: 1:30H | Direção: Paul Thomas Anderson | Bilheteria: 32,8 milhões | Música composta por: Jonny Greenwood | Distribuidor Universal Pictures do Brasil | Elenco: Daniel Day-Lewis, Vicky Krieps, Lesley Manville Gênero: | Drama  

 

Só existe um único homem no mundo ganhador do Oscar de melhor ator três vezes, e ele é Daniel Day-Lewis, que em TRAMA FANTASMA o ultimo filme de sua carreira, uniu com um antigo parceiro, o diretor Paul Thomas Anderson, para construir totalmente do nada o estilista Reynolds Woodcock. Conhecido pela sua solteirice convicta, seu jeito peculiar e por exigir que suas clientes mereçam vestir suas obras, não apenas paguem por ela, morando com sua irmã (também peculiar) Cyril e um grupo de empregos que estão familiarizados, Woodcock pode facilmente ser confundido com uma criança manhosa e carente, que inventa peculiaridades apenas porque pode e deseja.
Durante uma viagem Woodcock conhece a garçonete Alma, o filme não permite com que o telespectador tome conhecimento da passagem do tempo, por isso aos olhos de quem assiste, tudo acontece de maneira muito rápida e intensa. Minimamente é dito sobre a vida e o passado da misteriosa e jovem garçonete que em poucos minutos da trama se coloca totalmente ao dispor do estilista, tornando assim sua musa e eventualmente amante quando se é necessário, guiada por paixão, amor, interesse ou ingenuidade, vemos Alma inserida no contexto excêntrico que Woodcock vive, pronta para ser moldada pelo estilista, ao mesmo tempo em que mantem firme sua individualidade.
O filme contará a historia do relacionamento conturbado e abusivo de Alma e Woodcock, e o dia-a-dia do estilista, TRAMA FANTASMA coloca o telespectador dentro da casa de um verdadeiro artista, que vive pensa e tem manias de uma gênio mimado e infantil. Caminhando por entre os corredores como um morador sem sombra da residencia de Woodcock, ao longo da trama é possível concluir como a convivência com artistas consomem  a energia, sanidade, e amor de todos ao seu redor, fazendo com que a total entrega não seja por escolha (ou só amor), e sim por cansaço ou feita de maneira despercebida e inocente.
Produzido para ser sentido, visto e compreendido, ao mesmo tempo que necessita de leitura, em sua mais nova obra de PTA aborda relacionamentos duplamente abusivos, doentios, confusos e difíceis de entender. O último presente que Daniel dá para a sétima arte não é nada menos que excepcional e completo,ele enche a tela desde o primeiro momento e merecia sem duvida o premio de melhor ator. PTA soube tirar cada pedaço do conhecido amigo, dirigindo um filme que nos pega desde os detalhes sonoros que faz o telespectador ouvir todos os barulhos da casa, até na elegância e sofisticação dos vestidos presentes no filme.
Trama fantasma concorre ao Oscar em seis categorias (melhor filme, direção, ator, atriz coadjuvante, trilha original e figurino), confira o trailer abaixo.