Mailing do blog

Assine e receba novidades

A ÚLTIMA COISA QUE ELE ME FALOU – LAURA DAVE | RESENHA

A ÚLTIMA COISA QUE ELE ME FALOU – LAURA DAVE | RESENHA

A Última Coisa Que Ele Me Falou veio na caixa de número 43 do Clube Intrínsecos, um suspense da autora Laura Dave, que se inicia com um desaparecimento, uma mala de dinheiro e um bilhete misterioso.

A Última Coisa Que Ele Me Falou

Autoria:
Laura Dave

Editora:
Intrínseca

Título original:
The Last Thing He Told Me

Gênero:
Suspense e mistério

Páginas (nº):
320

Hannah Hall é uma mulher bem-sucedida na vida. Tem seu próprio negócio – trabalha com marcenaria, cujos móveis artesanais trazem uma clientela de alto valor, uma paixão que aprendeu com o avô, e ama o marido, Owen, que trabalha para a The Shop, uma empresa de tecnologia de sucesso, e que a adora. Sua relação com a enteada de 16 anos não é das melhores, mas ela acredita que um dia Bailey vai aceitá-la. Afinal, pai e filha foram uma dupla por muitos anos, já que a mãe de Bailey morreu num acidente há muitos anos, quando ela tinha apenas três anos.

“Existem as razões óbvias pelas quais uma adolescente seria avessa à nova esposa de seu pai, especialmente Bailey, que tinha uma coisa boa quando eram apenas os dois juntos, melhores amigos, e Owen, seu maior fã.”

As edições do clube vem com uma revista recheada com textos, entrevistas e ilustrações para expandir o universo da obra

Um marido procurado elo FBI e Policia Federal

Eles vivem em uma linda casa flutuante em Sausalito; um dia, Hannah chega em casa e descobre que Owen desapareceu, logo que a empresa na qual trabalha é invadida pelo FBI por fraude maciça de valores mobiliários. O único recado que ela recebe é uma frase: “Proteja-a”. Para a filha, ele conseguiu deixar uma mala de dinheiro no escaninho da escola. Owen não atende o celular, não deixa pistas de sua localização. Apesar do pouco tempo de casados, Hannah tem convicção da inocência do marido.

Até que Grady, um delegado federal, diz a Hannah que ele e o FBI estão procurando por seu marido. Mais que isso, quer saber do paradeiro dele, informando que pode ajudar e, que Owen Michaels não é o homem que disse ser. É tudo o que ela precisa para acreditar que Owen fez o que fez para proteger a filha, mas ainda assim as duas querem respostas.

Para isso, vão em busca do passado de Owen. Entretanto, elas têm poucas pistas, apenas estórias contadas por ele. Uma delas se refere à faculdade que ele frequentou em Austin, Texas. Por isso, Austin é a primeira parada. E é lá que algumas lembranças de Bailey começam a aparecer…, mas descobrir o passado de alguém que fez tanto para esquecer pode ter consequências. Resta saber o que Hannah e Bailey estão dispostas a perder!

“Talvez sejamos todos tolos, de uma forma ou de outra, quando se trata de ver a totalidade das pessoas que nos amam – as pessoas que tentamos amar.”

A busca por respostas em A Última Coisa Que Ele Me Falou

A narrativa do livro alterna passado e presente, e oferece pistas sobre o passado de Owen, além do próprio passado de Hannah, que tem problemas de abandono profundamente enraizados, moldando suas escolhas no presente – justamente o que falta para dar credibilidade ao amor que ela tem por uma adolescente que claramente não a quer.

Grande parte do livro traz a busca de Hannah e Bailey – madrasta e enteada, que começam meio distantes, sem muita intimidade, mas que se unem como família para resolver o mistério do desaparecimento de Owen, a única ligação que tinham até então.

Foi difícil me acertar com a Bailey, uma adolescente mimada, birrenta, abertamente hostil à madrasta. E o amor de Hannah é bonito de se ver. Ela teve pai e mãe completamente ausentes, então entende bem a necessidade que um adolescente tem de amor, de referência. Acho que uma das coisas que mais me cativou foi a paciência amorosa de Bailey – eu já teria largado pra lá (kkkk).

Outro clichê desconstruído de A Última Coisa Que Ele Me Falou é “Não sei com quem me casei”. Logo no início tudo aponta para que Owen seja culpado – seja lá em que ele tenha se envolvido. Na verdade, a reviravolta no final deste livro é agridoce, pungente e cheio de promessas. Eu sempre vou acreditar no final feliz.

Um suspense sobre escolhas

Claro que em alguns momentos me incomodei com a insistência da Hannah em ressuscitar um passado que o Owen claramente queria esconder, mas ela não desistiu. E, romântica que sou, li acreditando que ela deveria escolher outro caminho. Mas, o objetivo principal da autora era trabalhar a relação de duas pessoas que não tem sangue em comum, ainda que possam se amar como se tivesse. Família pode ser escolha, e uma madrasta pode ser mãe, também.

A Última Coisa Que Ele Me Falou é um thriller psicológico excelente, e segue uma linha oposta em relação aos livros do gênero, sem grandes cenas de violência, sangue ou abuso. Se você quer um thriller que o manterá lendo a noite, este é o livro para você.

Eu li em dois dias, porque peguei num fim de tarde – e a primeira coisa que fiz no dia seguinte foi continuar a leitura, fluida, acelerada, um suspense de roer as unhas. Não é à toa que foi um sucesso de vendas nos EUA e ficou 36 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times!
O livro vai virar uma série na Apple TV + produzida pela atriz Reese Witherspoon e estrelada por Jennifer Garner. Já dá pra prever que o resultado vai ser incrível com essa dupla, não é?

“Como você explica quando encontra em alguém o que esperou a vida inteira? Você chama isso de destino? Parece preguiçoso chamar isso de destino. É mais como encontrar o caminho de casa – onde o lar é um lugar que você esperava secretamente, um lugar que você imaginou, mas onde nunca esteve antes. Casa. Quando você não tinha certeza se conseguiria ter um.”

Comente este post!