FILMES

CASA GUCCI (HOUSE OF GUCCI 2021) | CRÍTICA

25 novembro, 2021 por

“Casa Gucci” está entre nós, mas se você não sabe do que eu tô falando, por favor, reveja sua lista de prioridades! Brincadeira (mas um pouquinho verdade). Protagonizado por Lady Gaga e Adam Driver, o filme causou barulho na Internet desde a liberação de cada pôster. Quem não gosta de uma boa fofoca de bastidores, ainda mais envolvendo investigação criminal e uma marca de sucesso estrondoso até hoje?!

Casa Gucci filmeData de lançamento: 25 de novembro de 2021 (Brasil)
Duração: 2h 37min
Diretor: Ridley Scott
Roteiro: Becky Johnston; Roberto Bentivegna
Gênero: Biografia, Drama
Classificação: 14 Anos
Distribuição: Universal Pictures 
Elenco: Lady Gaga, Adam Driver, Al Pacino, Jared Leto, Tom Ford

Conhecemos Maurizio Gucci, um jovem estudante de direito que carrega um sobrenome de fama, mas que também pode ser visto como uma maldição. Alheio ao império da moda construído e gerenciado por seu pai, Rodolfo Gucci, e o tio, Aldo Gucci, ele segue sua carreira acadêmica. Até que em uma festa se encanta por Patrizia Reggiani.

Patrizia Reggiani é uma jovem de classe inferior, funcionária da loja de carros do seu pai. Ambiciosa, logo se encanta por Maurizio, e por seu sobrenome, óbvio! Ela faz de tudo pra que um novo encontro aconteça e para que o rapaz se apaixone por ela. E isso acontece! E acontece de certa forma que ele acaba sendo deserdado pelo pai contrariado com o casamento, e indo morar na casa humilde da moça.

CASA GUCCI (HOUSE OF GUCCI 2021)

Entra então em cena Aldo Gucci, o tio de Maurizio. Encantado pelo sobrinho e por sua esposa, ele os leva pra NY, e os coloca por dentro do mundo da moda e da forte empresa familiar. A partir daí a história real segue uma turbulenta linha de trapaças, traições, prisões, farsas e até um assassinato!

Inúmeras são as formas de enaltecer a produção. Então vou começar pela trilha sonora sensacional. Com certeza fez toda diferença e causou o impacto necessário como complemento de cena. Além disso, temos figurino e fotografia dando show. Lembrando que a história se passa nos anos 80 e 90, então temos uma caracterização de época muito bem feita.

O império da moda chamado Gucci é mundialmente conhecido. Suas cores, combinações e logotipo chamam a atenção por onde passam (e não passam muito por qualquer lugar não…). Porém, a história por trás de sua criação, os escândalos e o motivo de hoje não ter nenhum Gucci como funcionário da empresa não costumam mais ser muito falados atualmente.

Então durante as 2h38min de filme, vemos essa casa Gucci pegar fogo por inúmeros motivos familiares. Italianos, sangue quente, muito dinheiro e poder envolvidos, um prato servido para brigas. Em determinado momento eu até achei que eles foram caracterizados de forma beeeem caricata. Bom, uma linha tênue ali, por onde o filme transitou. Sinceramente, não chegou a me incomodar. Mas não sei o que os próprios achariam dessa representação exagerada e com sotaque extremamente carregado.

CASA GUCCI (HOUSE OF GUCCI 2021)

E além dos escândalos, achei muito bonito mostrar o carinho e as histórias de desenvolvimento de alguns produtos. Por ser uma empresa de família, muitas memórias e sentimentos estavam ligados aos modelos criados, o que acabou não passando batido. E isso também serve como uma das mais fortes justificativas para tanta confusão e disputa. No final todos queriam poder e dinheiro, mas também queriam proteger um legado.

Por falar na família, a famosa Casa Gucci, prepare-se, pois eles fazem tudo ao extremo. Quando se amam, amam muito; se admiram, admiram muito; mas quando se odeiam… Eu vou te dizer que fiquei até bem perdida em alguns cortes do filme. As mudanças de sentimento acabaram parecendo meio bruscas e de difícil compreensão. Talvez seja uma falha da edição ou até mesmo do roteiro. No entanto, acredito que depois de um início brilhante e bem trabalhado, o filme merecia um meio menos arrastado e um final menos corrido.

E claro, vamos falar das atuações, pois temos nomes extremamente consagrados aqui. Além da Lady Gaga, carro-chefe de divulgação do filme por causa da sua bem-sucedida entrada no mundo do cinema, temos Adam Driver, Al Pacino, Jeremy Irons, um IRRECONHECÍVEL Jared Leto, Salma Hayek e Jack Huston.

Lady Gaga está ótima. Pegou uma personagem bem difícil, que muda muito de personalidade ao longo do filme. Ela se mantém muito boa em todas as etapas da intensa Patrizia Reggiani. Adam Driver também é outro que precisa se provar com as inconstâncias e alterações de vontades do seu personagem. Segue impecável. Al Pacino e Jeremy Irons fazem jus ao nome e à experiência, dando vida, tradição e importância à casa Gucci. Jared Leto… Meu Deus do céu. Eu custei a acreditar que era ele por baixo daquela caracterização bizarra do excêntrico Paolo Gucci. Muito bom, como sempre!

Eu só posso agora insistir pra que vocês assistam logo essa impecável produção. Venha conhecer a ascensão e o declínio dos Gucci, o que acaba sendo irônico tendo em vista como a marca ainda se mantém firme e famosa. Hoje, na Gucci, não se encontra nenhum Gucci. Mas se você procurar bem, vai encontrar vários escândalos, prisões e um determinante assassinato. Seria mesmo Patrizia uma boa escolha para Maurizio?!

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

LIVROS INDEPENDENTES DO AUTOR QUERIDINHO DA NETFLIX HARLAN COBEN 5 K- DRAMA COM HAN SO HEE, ATRIZ DE MY NAME LANÇAMENTOS DE K-DRAMAS MAIS AGUARDADOS DE NOVEMBRO CRÍTICAS SÉREIS E FILMES COM PERSONAGENS NÃO BRANCOS Dicas de livros, filmes e Doramas para animar seu final de semana. Black Friday: Saiba como escolher o melhor kindle para você OS LIVROS DE FANTASIAS MAIS INDICADAS PELOS TIKTOKS DORAMAS DUBLADOS NA NETFLIX Promoção Kindle Unlimited Sarah J Maas? Quem não conhece tem que conhecer!