LIVROS

ONDE ESTÁ DAISY MASON? – CARA HUNTER | RESENHA

23 junho, 2021 por

Onde Está Daisy Mason? (Close to Home), é a primeira história da autora Cara Hunter, com o detetive Adam Fawley. O livro saiu aqui esse ano de 2021, pela editora Trama. E hoje eu vou contar um pouquinho sobre o que se trata essa obra. Essa é uma narrativa de suspense, mistério e um thriller de primeira. Pelo menos eu, como fã desses gêneros, tive uma opinião muito positiva ao chegar nas últimas páginas. Claro, algumas ressalvas, mas isso é normal. Minha nota no Skoob e GoodReads foi de 4 estrelas em 5.

Assim, iremos conhecer o detetive que irá, aparentemente, ter uma sequência de casos em futuros livros. Adam Fawley é o nome dele, e vamos descobrindo ao longo da narrativa, algumas poucas coisas a respeito de sua vida familiar. Contudo, o que dá para sentir, é que tem uma grande tristeza que ronda a vida de Fawley. E tem a ver com suas relações familiares. Também pode ser que isso seja algo importante no desenrolar do caso de Daisy Mason. Ou não! Vamos conhecer mais um pouco sobre essa garota, e o que de fato, significa o título desse livro: Onde Está Daisy Mason?.

Uma garota de apenas 8 anos desapareceu. Ela se chama, como você já deve imaginar, Daisy Mason. Daisy significa margarida, as flores. E a menina sempre foi cercada de tudo que remetesse às tais flores, por causa de seu nome. Sua família, composta por um irmão mais velho, pai e mãe, promove uma festa em sua residência, em Oxford, para os vizinhos. Uma festa à fantasia, para “ajudar a complicar” as coisas um pouco. Após constatado o desaparecimento da pequena Daisy, o detetive Adam Fawley percebe que a família da garota é um tanto, como posso dizer, estranha…

ONDE ESTÁ DAISY MASON

A mãe da garota é extremamente obcecada com as aparências. Quer sempre se demonstrar superior, ou que possui mais condições do que realmente a família tem. O pai de Daisy é completamente desligado, chegando a ser frio. E para o detetive Fawley, ainda existe aquela máxima em que 9 de cada 10 vezes, o agressor em casos assim, é alguém muito próximo ou da família. O irmão de Daisy é ainda criança, muito retraído e não fala com os outros se não for questionado. Ele enfrenta alguns problemas com bullies na escola, e parece que ninguém faz nada por ele.

A investigação se dá de forma desesperada, uma vez que cada hora que se passa, as chances de encontrar Daisy com vida, diminuiu. Só que, ninguém tem a menor ideia de onde a menina está. Ou sequer, sabem qual foi a última vez que a garotinha, com fantasia de margarida, foi vista! Isso beira o absurdo, não é mesmo? Já meto um julgamento feroz aqui, porque sou uma mãe chata, que está sintonizada onde os filhos estão todo o tempo.

Como você não sabe a última vez que viu sua garotinha? Para você ter só uma ideia no nível de concentração dos pais de Daisy com a tal festa… Se envolveram tanto em fazer algo bem feito, e impressionar os vizinhos, que nem ao menos se deram conta da menina que corria para lá e para cá vestida de margarida. Convenhamos, se não é desleixo, pelo menos é bastante suspeito! Ou disfuncional. E o detetive Fawley percebe que é como se Daisy tivesse sido engolida pela Terra. Não há vestígio algum para trás.

ONDE ESTÁ DAISY MASON? – CARA HUNTER

Durante a narrativa, iremos conhecendo um pouco mais da rotina das crianças, sobre a escola, professores, familiares dos colegas, e outras linhas de investigação. Algo bastante interessante e atual que Hunter usa aqui, é ‘recortes’ de redes sociais. Como se o caso de Daisy Mason estivesse ‘bombando’ na internet. Comentários no Twitter e Facebook mostram como um caso sério como esse pode acabar explodindo, dependendo do tipo de conversa que pessoas aleatórias passam a ter online.

Esse pode ser considerado um thriller psicológico, pela forma como ele instiga o leitor, e mexe com áreas emocionais, bem como o estado psicológico de seus personagens. A gente vai percebendo ao longo da leitura, que cada um ali envolvido naquela história tem uma bagagem psicológica que pode fazer com que não estejam bem resolvidos no momento atual de suas vidas. Claro, ninguém é ou está 100% e nós sabemos disso. Mas, a carga de significações que você vai poder ir reunindo ao passar das páginas, se faz compreender onde a história acaba chegando, no fim das contas.

 CARA HUNTER

Infelizmente, essa é uma resenha daquelas que eu preciso falar (escrever) pouco. Qualquer deslize, palavrinha a mais, poderia roubar um pouco da sua experiência ao se deparar com essa obra. Afirmo que fiquei sintonizada nessa história, e adentrei a madrugada para termina-la. Para saber enfim Onde Está Daisy Mason?. O que de fato aconteceu com essa menina de 8 anos. E fiquei com minhas opiniões borbulhantes aqui. Pois, esse enredo foi algo que mexeu com alguns dos meus valores. A forma que a autora escolheu para finalizar essa história, se é certo ou errado… bom! Você precisa ler para decidir.

____________________________________________________________________________________________________________________

 

Título: Onde está Daisy Mason? (Detetive Adam Fawley #1)
Autora: Cara Hunter
Ano: 2021
Páginas: 336
Nota: 4/5
Editora: Trama
Gênero: Romance policial, Thriller Psicológico, Suspense, Mistério
Adicione a sua lista do SKOOB
Onde comprar: AMAZON

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

9 Comentários

  • Letícia
    julho 13, 2021

    AMEI a simbologia por traz do nome dela. Margarida. Faz muito sentido! Fiquei bastante curiosa para saber sobre esse passado e a sequência dos livros que o Adam vai protagonizar também. Muito boa a resenha!

  • Camille
    julho 12, 2021

    Super entendo! Às vezes, menos é mais. Nem se preocupe. Na verdade, foi uma resenha super instigante, fiquei bastante curiosa para conhecer a história do Adam (tanto a familiar quanto a busca pela Daisy).

    Adorei!

  • Lilian Farias
    julho 12, 2021

    Coitada de Daisy com os pais que tem, não conhecia o livro, é a primeira resenha que leio e aparentemente parece ser ótimo, mas acho que vou ficar um pouco angustiada com o desenrolar da história.

  • Erika Monteiro
    julho 12, 2021

    Oi Carol, tudo bem? Ah, que coincidência ontem mesmo vi o livro no shopping e quase comprei. Também gosto muito de um bom thriller psicológico e fico presa a cada página. Quando li a sinopse me perguntei como assim os pais não lembravam de ter visto a criança? Como não sabiam seus últimos passos? Isso soa estranho não? Outro detalhe que gosto muito é quando um detetive participa de vários casos como a Erika Foster nos livros do Robert Bryndza ou o Bolitar do Harlan Coben. Também fico pensando em não falar muito para não estragar a experiência dos leitores. Um abraço, Érika =^.^=

  • Valéria
    julho 12, 2021

    Ja vejo tanto caso de crimes com crianças que desaparecem, que já me pego angustiada quando me deparo com uma leitura do tipo.
    Deve ser uma trama muito densa, que deixa o leitor imerso nos acontecimentos…vou anotar a digestão.

  • Debora Sapphire
    julho 11, 2021

    Excelente saber que, neste livro, vamos conhecer esse detetive que, pelo que parece, terá uma sequência de casos em futuros livros. Fiquei bem intrigada e curiosa com as informações que apresentou aqui sobre o livro e personagem, esse detetive destaque, no caso. Quero saber o que de fato aconteceu com essa menina de 8 anos!

  • Angela Cunha
    julho 03, 2021

    Já curiosa pelo final e sim, o livro está na estante e será uma de minhas próximas leituras!
    Eu gosto muito do gênero,mas fico sempre apreensiva quando tem criança no enredo. Dá um gelo na barriga rs
    Mas o livro está sendo muito elogiado e eu espero gostar muito.
    Beijo

    Angela Cunha/O Vazio na flor

    • Carol Nery
      julho 06, 2021

      Angela, eu acho que você vai curtir bastante. Eu também fico meio receosa quando tem criança na história. Mãe já se coloca no lugar das personagens, né? Passo aperto às vezes. Mas, aqui é até bem tranquilo perto de umas coisas que já li por aí, viu?!
      Beijão

      • Letícia Rodrigues
        julho 11, 2021

        Acho interessante essas obras de suspense que tem um bom desenvolvimento dos personagens sabe? E isso eu percebi na forma como você conta da relação da família da Daisy que nem ao menos sabia da criança antes da festa. Eu leria só de saber que temos essas nuances das relações sabe?

  • INDICAÇÕES DA 25ª MOSTRA TIRADENTES 10 LIVROS MARAVILHOSOS PARA VOCÊ LER NAS FÉRIAS REBELDE: UM REBOOT PARA UMA NOVA GERAÇÃO, MAS SEM DEIXAR QUE A ANTIGA SEJA ESQUECIDA! LIVROS QUE VÃO VIRAR SÉRIE/FILME EM 2022 LANÇAMENTOS LITERÁRIOS JANEIRO DE 2022