LIVROS

MINDHUNTER PROFILE: SERIAL KILLERS – ROBERT K. RESSLER (…) | RESENHA

02 março, 2021 por

Mindhunter Profile: Serial Killers é o último lançamento da editora DarkSide Books, no que compreende a coleção do selo Crime Scene®. Tem como autores o ex-agente do FBI Robert K. Ressler, em parceria com Tom Shachtman, que entre outras profissões, é autor e jornalista. Como uma grande entusiasta do estudo da mente criminosa que sou, venho hoje trazer a resenha a respeito dessa obra, bem como falar sobre minha vivência com o livro nos 3 dias que levei para devorá-lo.

“Quem combate monstruosidades deve cuidar para que não se torne um monstro. E se você olhar longamente para um abismo, o abismo também olha para dentro de você. ~ Friedrich Nietzsche”

Em primeira mão, ressalto que você não deve confundir, ou comparar Mindhunter Profile com Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano, esse último publicado pela editora Intrínseca, em 2017. Embora John Douglas apareça em algumas citações em Profile, aqui, em Mindhunter Profile as experiências são contadas pela ótica de Robert K. Ressler. Robert foi o criador do termo Serial Killer (assassino em série), ainda na década de 70. A termologia utilizada até então era Stranger Killer (assassino desconhecido) – numa crença não verdadeira que o assassino nunca conhecia suas vítimas.

Mindhunter

Neste livro você irá encontrar os relatos de Ressler, cheio de fatos, de como eram realizadas as entrevistas com os maiores Serial Killers dos Estados Unidos. Ele registra nesta obra os encontros com Charles Manson, John Wayne Gacy, Ed Kemper, Ted Bundy, entre outros. Minha mente de psicóloga apaixonada pela análise do comportamento e pela construção e desenvolvimento dos perfis psicológicos do sujeito com Transtorno de Personalidade Antissocial quase explode!

Eu, como vocês já sabem, estou passando uma fase de poucas leituras devido os enjoos constantes da minha terceira gravidez. Contudo, eu não conseguia deixar esse livro de lado. Fui devorando em grandes bocados a cada oportunidade que tinha de tê-lo em mãos. Ressalto aqui que Ressler foi recrutado logo no início de sua carreira, para trabalhar com a Unidade de Ciências Comportamentais do FBI, traçando perfis de criminosos violentos. E a partir daí muita coisa mudaria na “caça” aos ditos monstros da vida real, que são os Serial Killers.

“Entre os anos de 1976 e 1979 ele ajudou a organizar as entrevistas de 36 assassinos em série que estavam presos. O objetivo era encontrar traços em comum entre os históricos destes criminosos e os possíveis motivos que os levaram a cometer crimes.

~ DARK BLOG

Fato é que o FBI, surpreendentemente, sabia bem pouco a respeito da mente do criminoso que mata em série. O trabalho de Ressler juntamente com profissionais da Saúde Mental pôde explorar novos vieses dos traços de personalidade desse público.

Ressler deu consultoria à Thomas Harris antes de sua famosa série de livros a respeito do SK Hannibal Lecter. Isso, porque o ex-agente do FBI foi tão respeitado em seu meio, e possuidor da capacidade de orientar Harris nas criações de perfis. Entretanto, Ressler ressalta que muita coisa criada pelo autor é ficção, não correspondendo muito com a realidade da caça a um criminoso de alta periculosidade – bem como as funções e atuações dos agentes do FBI dentro dessa caçada. Foi bastante informativo e legal saber sobre isso, pois sou uma admiradora de Harris e seus livros.

Algo fácil de se perceber na narrativa de Mindhunter Profile, é que Ressler não se faz de rogado. Ele está sempre levantando o valor de sua contribuição, e o quanto era capaz de exercer esse ou aquele papel. Enquanto se lê a obra, se pode ter certa impressão de que o autor é bastante narcisista e dado a autoelogios. Mas, creio que o lugar que ele ocupava, e tudo o que conseguiu perpetrar dentro da Ciência do Comportamento o faz digno de seus títulos e prêmios. Assim, eu deixava essa má impressão passar a cada capítulo.

“Somos levados a hesitar entre uma explicação que não transgride as leis naturais – é um sonho, uma fantasia – e outra que recorre ao sobrenatural – são monstros, demônios. ~ Tzvetan Todorov”

Sobre traçar perfis, esse é um dos temas que eu mais gostei de ver o autor discorrer. É muito surpreendente poder perceber como essa arte quase se torna uma ciência objetiva. Muito do conhecimento a longo prazo, devido a muitos estudos de casos, fazem com que os perfis traçados sejam quase 100% objetivos. E coloca a polícia no rastro do indivíduo culpado pelos crimes. No entanto, temos que ter a clarividência de que isso é uma ferramenta utilizada na caçada ao SK, e que mesmo a assertividade sendo tão alta, não há como ser totalmente perfeita.

Como você não pode deixar de imaginar, os 20 anos de rastreamento a Serial Killers relatados aqui em Mindhunter Profile, por Robert K. Ressler, são bastante impactantes. Existem trechos onde as descrições dos crimes podem aterrorizar ou até mesmo assombrar leitores mais impressionáveis, ou sensíveis. Então tenha um pouco de cuidado ao embrear nessas páginas. As imagens inseridas entre as histórias não são tão explícitas e amedrontadoras. Achei isso bem pertinente, uma vez que nem sempre o leitor tem interesse em ver cenas de crimes, cadáveres, e toda destruição causada por um assassino em série.

Todavia, ainda a respeito das imagens, na minha humilde opinião, teria sido mais interessante se as histórias correspondessem às imagens. Tem momentos que estamos lendo sobre um caso, e a foto é de algum SK que só aparecerá daqui algumas páginas à frente. Apesar disso, a DarkSide continua sendo totalmente excelente na qualidade de suas obras. O livro é maravilhoso visual e graficamente. As páginas recebem grifos em cor laranja, em determinados trechos, o que dá uma sensação de intimidade com a história. Nota 5/5 para mim, como não poderia deixar de ser.

“A fantasia o consumia. Ele não pensava em quase mais nada. E decidiu agir. Fazer o desejo bizarro virar realidade. Foi o primeiro passo na estrada pro Inferno. ~ Derf Backderf”

 

________________________________________________________________________________________________________________

 

Livro: Mindhunter Profile – Serial Killers
Autor: Robert K. Ressler, Tom Shachtman
Ano: 2020
Páginas: 416
Editora: DarkSide Books
Gêneros: Crime, Literatura Estrangeira, Não-ficção
Adicione a sua lista do Skoob
Compre usando nosso link da AMAZON

 

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

10 Comentários

  • Karina Rodrigues
    março 15, 2021

    Amiga!!!!!
    Se vc gostou, eu vou gostar tbm. Pq vc sabe, estamos ligadas pelas páginas sangrentas. Achei essa edição fantástica e já quero saber tudo pelo Ressler agora!

    • Carol Nery
      março 16, 2021

      Sempre ligadas! Com certeza você vai curtir. É nosso tipo de livro, e mais… a edição tá lindona realmente. É correr sempre atrás pra deixar nossa coleção de Crime Scene completiha. hehehehe

  • Lilian Farias
    março 08, 2021

    Tem algo interessante aí é que os autores vivem essa realidade, conhecem, isso muito me anima e dá para entender o fato de FBI saber pouco sobre assassinos em série e precisa de ajuda de profissionais da saúde mental. Gostei da perspectiva do livro, parece interessante.

  • Val
    março 08, 2021

    Amei esse marcador de fita cassete rs
    Então, quanto ao livro, vi muita gente falando bem dele, pena esse lance das imagens… Isso me deixaria irritada durante a leitura, confesso. . De qualquer forma, é algo que eu leria por ser uma temática que muito me desperta interesse. Tô sempre catando coisas sobre SK.
    Tbm amo Thomas Harris. Fiz resenha do primeiro livro da quadrilha Hannibal lá no canal.
    Tschüss

  • Debora Sapphire
    março 08, 2021

    Uau. Eu também fico fascinada e realmente intrigada em conhecer obras assim. Então, já adorei conferir tudo o que apresentou aqui sobre essa sua experiência com o livro, como uma grande entusiasta do estudo da mente criminosa que você é. Por isso, achei tudo ainda mais interessante ao conhecer a obra pelo seu ponto de vista. Achei espetacular essa coleção do selo True Crime, Darkside arrasa demais!

  • Erika Monteiro
    março 08, 2021

    Oi Carol, tudo bem? Quanto tempo não apareço por aqui. Não tinha visto essa edição ainda mas me chamou atenção. Legal você ter explicado a diferença entre as duas edições, ainda mais por serem de editoras diferentes. Apesar de gostar muito do gênero thriller quase não leio sobre o perfil dos personagens, a menos que isso faça parte do livro é claro. Também acho interessante ex-agentes do FBI e de outras corporações compartilharem como foi sua experiência enquanto na ativa. Apesar de que é meio dúbio. A partir do momento que eles compartilham certas informações isso pode influenciar outros serial killer a agirem diferente e não serem pegos. Me entende? Não sei… é algo que fiquei refletindo. Agora fiquei curiosa para ler os dois livros haha Uma ótima semana pra você. Um abraço, Érika =^.^=

  • Isa do Le Portraitdeisa
    março 07, 2021

    Amei sua resenha! Eu também sou uma apaixonada pelas mentes de serial killers , mas ainda não carrego o titulo de psicologa que pretendo carregar em breve , então você já deve imaginar que fiquei apaixonada pela sua resenha o jeito que descreve o livro e o autor é realmente muito bom me deixou com muita vontade de ler , eu confesso que fiquei meio receosa com a parte em que você fala que o autor pode ser dado a autoelogios e ao narcisismo , mas como você mesma disse os feitos dele foram tão grandes que ele simplesmente não é modesto com suas conquistas. Adorei mesmo a resenha muito boa!

    • Carol Nery
      março 08, 2021

      Obrigada, Isa! Fico feliz que tenha te agradado ler minhas impressões sobre a obra.
      Tomara que logo você ostente o título de psicóloga também, e possa se jogar mais ainda nesse mundo das mentes insólitas. Eu adoro estudar esses temas!!!
      Se tiver oportunidade de ler o livro, sei que vai reparar como o autor é meio o “bambambam” sempre. hehehehe Mas, ele marcou para sempre a história do FBI e da Ciência do Comportamento. Acho que tudo bem… hahahahaha

  • Desejo demais ter essa obra, deve ser uma história sensacional, mais uma vez a Darkside arrasando com suas edições que são de tirar o fôlego. Gosto demais desse selo.

    • Carol Nery
      março 08, 2021

      Eu sou completamente apaixonada por esse selo. E tenho todos os livros que compõe o dito cujo.
      Essa obra está realmente digna de se ter. Vale a pena, meu caro!

  • LIVROS INDEPENDENTES DO AUTOR QUERIDINHO DA NETFLIX HARLAN COBEN 5 K- DRAMA COM HAN SO HEE, ATRIZ DE MY NAME LANÇAMENTOS DE K-DRAMAS MAIS AGUARDADOS DE NOVEMBRO CRÍTICAS SÉREIS E FILMES COM PERSONAGENS NÃO BRANCOS Dicas de livros, filmes e Doramas para animar seu final de semana. Black Friday: Saiba como escolher o melhor kindle para você OS LIVROS DE FANTASIAS MAIS INDICADAS PELOS TIKTOKS DORAMAS DUBLADOS NA NETFLIX Promoção Kindle Unlimited Sarah J Maas? Quem não conhece tem que conhecer!