Estou aqui hoje para falar da sensacional adaptação dos livros homônimos do autor George Martin, sua famosa série Game of Thrones (Crônicas de Gelo e Fogo) (lançada em 1996). Produzida pela HBO, a série teve sua estreia em 17 de abril de 2011.

Trata-se da história do território de Westeros e a briga por ocupar o Trono de Ferro, trono onde se senta o governante dos Sete Reinos incluídos nele. Após uma longa dinastia da família Targaryen, seu último rei Aerys II Targaryen, conhecido como o Rei Louco devido todas as atrocidades que vinha realizando, foi destronado e em seu lugar assumiu Robert Baratheon.

Nesta batalha toda a família do Rei louco foi assassinada, restando apenas seus dois filhos mais jovens Viserys e Daenerys (ainda um bebê) que foram salvos por empregados e enviados para Essos, as Terras Livres (fora do domínio do Rei), para sobreviver desta busca por seu sangue que estava acontecendo.

Aliás, você precisa saber o estopim desta rebelião liderada por Robert Baratheon para entender toda a história, as teorias, e o que vem acontecendo na série até hoje!

Por que Robert Baratheon liderou uma rebelião para tomar o trono do Rei Louco e assim acabar com a dinastia Targaryen? Bom, já disse a vocês que o rei Aerys ganhou esse apelido de Rei Louco devido às coisas horríveis que estava fazendo.

Mas a história é a seguinte: Rei Aerys II assumiu o trono e nomeou como seu conselheiro (Mão do Rei) Twyn Lannister, o chefe de uma casa muito tradicional. Acontece que Twyn era quem realmente estava governando Westeros devido à sua inteligência, todos começaram a perceber isso e Aerys ficou muito enciumado.

Twyn tinha 3 filhos, sendo eles os gêmeos Cersei e Jaime, e o mais novo Tyrion, um anão. Já Aerys teve 3 filhos chamados Rhaegar, Viserys e Daenerys. Rhaegar, o mais velho dos 3 chegou na idade de casar e era um costume de sua família realizar uniões dentro do próprio sangue (com irmãs ou primas, alguém da própria família), mas ao invés disso seu pai fez uma jogada política e o casou com Ellia Martel filha do líder do território de Dorne onde ele tinha mais dificuldade de manter seu reinado.

Acontece que Twyn queria que o casamento tivesse sido realizado com sua filha Cersei, mas Aerys negou por puro ciúmes da eficiência de seu conselheiro, e como se não bastasse, nomeou seu filho Jaime como membro da Guarda Real (o mais novo que já foi nomeado), pois assim ele não poderia casar e atrapaharia a continuação da linhagem de seu pai. Twyn, revoltado, devolveu o cargo de Mão do Rei e foi embora pra seu território.

Pouco tempo depois aconteceu um torneio de lanças em Harrenhal onde todos os cavaleiros participavam, o vencedor foi Rhaegar e ele devia entregar uma rosa para a mulher mais bonita da platéia: ao invés de entregar para sua esposa Ellia Martel, ele entregou para uma linda moça por quem se apaixonou imediatamente chamada Lyanna Stark. Lyanna era da tradicional família Stark (irmã de Ned, Brandon e Benjen) e noiva de Robert Baratheon (!!!).

Apaixonado, Rhaegar sequestrou Lyanna e fugiu com ela pra um lugar chamado Torre da Alegria em Dorne, o pai e o irmão mais velho da moça (Brandon) foram atrás do Rei Aerys para que ele exigisse de seu filho a entrega de Lyanna, porém o Rei os queimou vivos (ou melhor,  o pai foi queimado vivo e o irmão sufocado tentando ajudá-lo). ESTE então acabou sendo o motivo que faltava pra uma rebelião começar.

Em determinado momento, percebendo que ia ser derrotado, o Rei Aerys tentou explodir toda a cidade, mas foi impedido por Jaime Lannister, que o matou. Rhaegar entrou em combate com Robert e foi morto, e Lyanna foi encontrada por seu irmão Ned Stark na Torre da Alegria, morrendo em seus braços e sabendo apenas ele suas últimas palavras.

Twyn, aproveitando a oportunidade de vingança, juntou seus homens e marchou para o fim da rebelião, auxiliando estrategicamente o “lado que estava ganhando”. Todos os Targaryen foram assassinados, incluindo Ellia Martel e seus dois filhos (de Rhaegar).

Anos se passaram sobre o governo de Robert Baratheon (Mark Addy), e agora este não apresenta mais o vigor de quando tomou o trono do Rei Louco. Entregue à mulheres e bebidas, ele está casado com Cersei Lannister (Lena Headey) e tem três filhos, apesar de desconhecer certo segredo grave que esta mantém com seu irmão gêmeo Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau).

Sendo uma casa de tradicional influência, e ainda mais poderosa devido ao casamento real, a casa Lannister exerce bastante controle em Westeros e no próprio palácio, sendo o nome Baratheon usado praticamente como “uma fachada”.

Alguma conspiração começa ocorrer no palácio, ou Fortaleza Vermelha como é chamado, e a mão do Rei (Conselheiro do Rei) aparece morto. Isso faz com que Robert viaje até o reino mais distante ao norte de Westeros, em Winterfell, para visitar a casa Stark e seu mais antigo e fiel amigo Ned Stark (Sean Bean), e assim convidá-lo a se mudar para Porto Real e assumir o cargo vago.

Ned Stark vive em Winterfell com a esposa Catelyn Stark (Michelle Fairley) e os filhos Robb (Richard Madden), Sansa (Sophie Turner), Arya (Maisie Williams), Bran (Isaac Hempstead-Wright), Rickon (Art Parkinson) e Jon Snow (Kit Harington), sendo este último seu bastardo.

Após uma expedição em seu território, a família Stark encontrou uma ninhada órfã de raros lobos gigantes e resolveram adotá-los, o que fez com que cada filho Stark tivesse um lobo gigante de estimação, são eles: Vento Cinzento, Lady, Verão, Nymeria, Cão Felpudo e Fantasma (respectivamente). Bom, essa visita do Rei Robert à família Stark irá mudar todo o destino desta e sua convivência pacífica nos reinos gelados do Norte está com os dias contados. A guerra começou.

Mas espera aí, e os garotos Targaryen que fugiram? Pois bem, estes cresceram com o apoio de alguns senhores das Terras Livres e Viserys (Harry Lloyd), o mais velho, está alucinado pelo poder. Ele vive a cada dia elaborando uma forma de retornar a Westeros e tomar de volta o reinado.

Sua sede pelo Trono de Ferro é tão grande que ele resolve “vender” de forma bastante hostil a sua jovem irmã Daenerys (Emilia Clarke) em um casamento com o líder do selvagem bando Dothraki, Khal Drogo (Jason Momoa), para que este lhe conceda o tão sonhado exército que ele precisa. Conhecida por sua dominação através de dragões, que há muito foram extintos, os Targaryen sempre se orgulharam de possuir o sangue do Dragão, o que não é diferente no caso de Viserys, mas talvez o Sangue do Dragão seja “mais quente” em outra pessoa de sua linhagem…

Paralelo a tudo isso, O Inverno Está Chegando…

Então gente, a série é sucesso, é recorde, é tudo junto. Cada temporada possui 10 episódios (com exceção das 2 últimas que serão menores) e os gastos com cada uma delas são absurdos. Filmados em diversos países do mundo dependendo do reino em questão, a lista conta com Irlanda do Norte, Croácia (Porto Real), Islândia (terras além da Muralha), Marrocos (Pentos e demais cidades por onde Daenerys passou), Malta (casamento de Daenerys), Espanha (Dorne) e Escócia (Winterfell), e o gasto em média por episódio é de U$10 milhões!

Vamos ser realistas, se está valendo a pena manter uma produção de tamanho custo, ainda mais com os salários dos atores que sobe exponencialmente de acordo com sucesso, imagina o retorno financeiro que está trazendo?!

Vencedora de diversos prêmios, a atração já tem em sua bagagem 38 estatuetas do EMMY em diversas categorias, sendo em 2016 indicada a 23 categorias das quais venceu 16 e se consagrou como a série mais vencedora da história da premiação (tá bom pra vocês?).

Este ano, pela primeira vez, ficará de fora da premiação devido a sua data de estreia ter sido alterada e não estar dentro do período de análise das categorias. Uma pena porque a porque a produção está incrível e a série no seu auge, inclusive dos 10 episódios mais vistos da série até o momento os 6 desta temporada estão no topo.

Com o grande sucesso vieram grandes generalizações ou suposições infundadas. É preciso que você mergulhe no universo de Westeros pra entender quão brilhante é a obra. Muitos que assistiram “apenas algumas partes” ou “viram falar na internet” (ou vamos ser sinceros, as vezes só querem ser do contra e causar ao dizer que são diferentes dos fãs) a resumem como sangue e sexo.

Existe sangue e sexo? Sim. Mas é preciso considerar o enredo e o estilo da série antes de classifica-la. Principalmente no começo (pois agora já deu uma grande amenizada) a série apresentava mesmo diversas cenas de nudez e sexo explícito, com a intenção de chocar e entregar logo ao público a brutalidade do período retratado. Sobre sangue e mortes… É uma cruel batalha pelo trono, como poderia ser diferente?! Realmente vão cair vilões e mocinhos, embora nosso coração não aceite (não se apegue a ninguém!).

Sobre os livros, foram publicados até o momento 5 volumes, sendo eles: A Guerra doa Tronos, A Fúria dos Reis, A Tormenta de Espadas, O Festim dos Corvos e A Dança dos Dragões. A história da série já “ultrapassou” a dos livros, embora tenha sido “fiel” apenas até a metade do segundo.

Hoje em dia, em alguns arcos parecem histórias completamente distintas (mas ótimas). George Martin nos faz aguardar o 6° livro “The Wind of Winter” desde 2011, o que já virou piada, raiva e agora preocupação. Ele inclusive liberou um comunicado ano passado assumindo o atraso e se comprometendo a voltar ao projeto, mas ele lança tantos outros livros e ainda participa da produção e divulgação da série que eu acho que esse lançamento só vai acontecer depois que ela for concluída.

Além dos 5 livros principais existem diversos extras e edições variadas, sendo “O Cavaleiro dos Sete Reinos” e “O Mundo de Gelo e Fogo” muito importantes, na minha opinião, para entender toda a dimensão da história.

Enfim (UFA!), com o elenco impecável e cuidadosamente escolhido, a série representa um marco em roteiro e super produção. Não é atoa que sempre que ela está para estrear ou após  novo episódio você percebe uma onda de reações do público e um turbilhão de comentários escandalizados na internet.

Já aconteceram tantas coisas que só de lembrar eu tenho vontade de postar vários 😱😱😱 pra vocês. Então vou simplesmente deixar aqui um vídeo de reações criado por um grupo de fãs de SP, que eu pude participar no do episódio 7×04 (sou a do meio lá na última fila – Obrigada Kitty por me convidar), mas é realizado semanalmente no Sena’s Bar. Vejam a dimensão do que esta série causa e peçam aos Deuses Antigos, ou se apoiem na Fé dos Sete, para salvá-los dessa aflição (ou não).

_________________________________________________________________________________________________________________
Título: Game of Thrones
Distribuidora: HBO
Temporadas: 7
Status: Renovada
Gênero: Drama
Duração dos Episódios: 55 min
Disponível na HBO GO