CINEMA

ROCKETMAN | CRÍTICA DE ESTREIA

30 maio, 2019 por

Rocketman

Rocketman logo chegará as telas de todo o Brasil e, sendo fã de Sir Elton John, eu não poderia deixar de conferir esse filme.

Música é um tema que pode provocar conflitos, principalmente se a pessoa que escreve sobre é um fã ou um especialista, portanto desde já gostaria de esclarecer que o texto não irá falar de música, mas sim do musical biográfico sobre a vida e a carreira de Elton John.

+ GODZILLA II : O REI DOS MONSTROS – UFC DE TITÃS | CRÍTICA DE ESTREIA

Comparações podem ser feitas entre Rocketman e Bohemian Rhapsody, pois ambos tratam da vida de músicos que marcaram a história, mas os gêneros de ambos os filmes são diferentes. Enquanto o primeiro é um musical biográfico, o segundo é uma cinebiografia.

Sendo assim a responsabilidade do ator protagonista Taron Egerton (Robin Hood, Kingsman) é muito maior, pois é exigido dele que além de atuar, saiba também cantar, no que o ator arrasa, tanto nos elaborados números musicais com bastante desenvoltura, quanto na interpretação de trejeitos típicos de Elton John. Cheguei a pensar que tinham resgatado cenas dos shows antigos do Elton tamanha a entrega de Taron ao personagem.

Uma das coisas que mais me encantou, foi o fato das músicas serem inseridas no momento em que eram necessárias, ao invés de serem jogadas de qualquer jeito para obedecer a cronologia de lançamento. Duas das minhas músicas preferidas apareceram de formas que tanto me fizeram rir, quanto emocionar.

Rocketman

Um outro ponto forte de “Rocketman”, deve-se ao fato de não terem suavizado as cenas, permitindo assim que possamos ver a história de um homem real, e não apenas a parte extraordinária que define Elton John, que também possui falhas e vícios, já que nos primeiros minutos de filme ele faz uma declaração bem impactante ao entrar na sala de terapia. 

A história de Reggie ( o nome real de Elton John é Reginald K. Dwight.) é vista desde momentos de sua infância, onde vemos seu relacionamento com os pais e a avó, que o incentiva a ter aulas de piano, aos momentos de sua juventude, com a parceria e amizade com Bernie Talpin (Jamie Bell de Quarteto Fantástico (2015) e Jane Eyre), bem como o momento da sua ascensão à fama na vida adulta.

Não é apenas a amizade com Bernie Talpin que é mostrada no longa. Também temos a presença de John Reid (Richard Madden, de Game of Thrones), o primeiro relacionamento firme de Elton e também seu empresário. Ele nos mostra um personagem fascinante à primeira vista, uma vez que o ator que o interpreta contribui e muito para isso,  e, aos poucos se apresenta como uma espécie de vilão. Um mau caráter que se aproveita do protagonista.

+ ALADDIN: LIVE ACTION | CRÍTICA DO FILME

Taron Egerton não foi o único responsável por retratar Elton, também temos a presença de Kit Connor (Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata, Jogador no. 1) que como o adolescente Reggie nos mostra um grande talento de interpretação e habilidade musical.

Se você já viu alguma noticia ou apresentação de Elton John sabe que, em questão de figurino, ele sempre teve um estilo único. O filme não deixa nada a desejar, vemos uma infinidade de óculos e roupas que acredito possam ter sido emprestadas do guarda-roupa do cantor, tamanha a semelhança com fotos icônicas de apresentações dele. 

“Rocketman” estreia dia 30 de maio nos cinemas e é uma boa pedida para o final de semana, a produção ficou incrível, apesar de que eles podiam ter abordado um pouco mais sobre a  parte mais madura e atual do cantor.

 

______________________________________________________________________________________________________________

Rocketman

 

Data de lançamento: 30 de maio de 2019
Duração: 2H01Min.
Direção: Dexter Fletcher
Gênero: Biografia, Comédia Musical
Distribuidora: Paramount Pictures

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário