LIVROS

RESENHA | TUDO QUE VOCÊ QUISER QUE EU SEJA – MINDY MEJIA

09 maio, 2019 por

Tudo que você quiser que eu seja da autora Mindy Mejia é um jovem adulto que mistura suspense e misterio em uma instigante história de manipulação, assassinato, traição e culpa, publicado em 2019 pela Rocco.

{ #RESENHA } TUDO QUE VOCÊ QUISER QUE EU SEJA - MINDY MEJIA

Sabe aquelas surpresas boas que animam a sua semana? A minha dessa vez é o lançamento da editora Rocco, o suspense “Tudo Que Você Quiser Que Eu Seja”, que eu não conhecia até chegar às minhas mãos. Com uma capa pouco reveladora e um nome mais sugestivo a romance, o livro traz uma instigante história de manipulação, assassinato, traição e culpa.

Hattie Hoffman não se sente parte da cidadezinha em que vive. Aos 17 anos e no último ano do ensino médio, sonha com o dia em que vai ficar livre de tudo isso e se mudar para Nova York, onde pretende ser uma atriz da Broadway de sucesso. Enquanto seu sonho não se concretiza, ela usa seu talento de atuação para ser exatamente aquilo que cada um deseja dela, quer seja uma filha amorosa, uma aluna dedicada, uma amiga fiel. Mas sua farsa está com os dias contados, pois algo vai dar errado. Hattie é encontrada morta, com o rosto desfigurado, em um celeiro abandonado da cidade.

“Sou boa em ser o que as pessoas querem que eu seja. Fique olhando e você verá.”

Del é o xerife da cidade de Pine Valley e está responsável pela investigação do assassinato da jovem, que além de tudo é filha do seu melhor amigo. Ele tinha um carinho muito grande por Hattie, a qual viu crescer e sempre foi com ele uma garota doce e gentil. Ele começa uma corrida contra o tempo para identificar o assassino da garota, tendo como principais nomes o namorado Tommy e o professor Peter.

Peter Lund sempre foi um rapaz de cidade grande. Ele se casou assim que formou com sua namorada de colegial Mary e viviam bem felizes, até que sua sogra adoeceu e a moça precisou assumir a fazenda da família e cuidar da saúde da mãe. Peter então, acompanhando a esposa, conseguiu um emprego de professor na escola de Pine Valley, aguardando ansiosamente o dia em que possa voltar para sua vida de antes. Porém, começa a perceber que algo está mudando. Sua esposa não é mais a mesma e deseja aquela nova vida que ele tanto detesta. Essa crise conjugal é seu ponto inicial para o caso que inicia com sua aluna Hattie Hoffman.

“Hattie tinha múltiplas personalidades, essa era a única explicação. Ela era perigosa, calculista, diabólica e… brilhante. Putz, ela era brilhante.”

A história é contada em primeira pessoa alternando a visão das três peças principais da trama: Hattie e Peter (ambos relatando fatos do passado), e Del conduzindo a investigação. Essa escolha de narrativa foi muito acertada, pois insere o leitor aos poucos no contexto da cidade e de todos os personagens, aumentando a expectativa dos fatos e a adrenalina à medida em que a cronologia antiga vai alcançando a data do crime. Você consegue perceber a alteração da situação de conflito por mais de um lado.

Por se tratar de uma personagem que finge e manipula seu comportamento frente à situação, um cuidado da autora a ser valorizado é a ótima descrição dos personagens envolvidos, com bastante foco em suas vontades e desagrados. Hattie é uma protagonista peculiar. Ela será também pra você, o leitor, aquilo que você quiser que ela seja. No capítulo em que ela te conta que quer fugir, ela será pra você a menina do interior que quer crescer e usar seu talento; quando fala da escola, ela é pra você a amiga e estudante dedicada… Mas no fundo de tudo ela é fria, calculista e manipuladora. Não mede esforços pra ter aquilo que quer, sendo que seu sonho sempre foi NY, até a chegada de seu professor Peter Lund.

“Era nesse monte de merda que você se transformava quando se apaixonava.”

No geral, o livro é uma ótima opção para aqueles que gostam de suspense investigativo, de acompanhar passo a passo da trama que tem mais do que aparentava inicialmente. Com todos os elementos necessários, como personagens complexos, mais de uma motivação para o crime, vários suspeitos e uma grande reviravolta no final, “Tudo Que Você Quiser Que Eu Seja” merece ser incluído na sua lista de próximas leituras.

“Quando eu tivesse terminado meu assunto com Pine Valley, ninguém jamais iria se esquecer de quem eu era.”

___________________________________________________________________________________________________________________________

Titulo: Tudo que você quiser que eu seja
Autora: Mindy Mejia
Ano: 2018
Páginas: 352
Editora: Rocco
Gênero: Jovem adulto, Suspense e Mistério
Adicione a sua lista do Skoob
Onde comprar: Amazon


veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

1 Comentário

  • […] LEIA TAMBÉM: RESENHA | TUDO QUE VOCÊ QUISER QUE EU SEJA – MINDY MEJIA […]