Em Sonhos em Flor conhecemos Eden Jones de 17 anos, pais amorosos, um irmão gêmeo que a entende, uma melhor amiga que ama, e um futuro já planejado: vai para Nova York se tornar uma grande bailarina. Mas toda a perfeição da sua vida começa a desmoronar, quando ela vai mal em uma aula importante de balé em Nova York, e descobre que seu irmão e sua melhor amiga começaram a se envolver. Como se isso não fosse o suficiente, ela sofre um acidente e entra em coma.

Depois de um mês dormindo, ela acorda com a sensação de que tem alguma coisa errada. Enquanto estava dormindo, conheceu uma menina no intermediário, e essa menina está na mesma ala do hospital que ela. Como se não bastasse, agora Eden vê flores negras brotando em todos os lugares. Isso tudo leva a garota até Joe, amigo da menina em coma, e com ele, ela descobre um pouco mais sobre a misteriosa garota e as alucinações que insiste em ver.
“Dizem que tudo é possível depois de uma concussão. Meu cérebro sofreu um golpe e tanto. Quem sabe o que pode acontecer quando a massa cinzenta é atingida? Uma vozinha, porém, fica me dizendo que não é nada disso. Ela me diz que eu trouxe lá da morte alguma loucura comigo se essas flores são tão reais quanto qualquer outra coisa que eu consiga ver ou tocar. Melhor ignorar essa tal voz, eu acho. Melhor sufocá-la até que suma.”
“Sonhos em Flor” é a continuação de “Essa Luz Tão Brilhante” e devo dizer que quando peguei ele fiquei meio intrigada, porque não tinha lido o primeiro volume ainda. Depois de ver alguns comentários, vi pessoas falando que o livro poderia ser lido separadamente, então comecei a minha leitura e devo dizer que não fez tanta falta assim, ter ou não lido o primeiro. Pode ser que muitas das perguntas que eu me fazia tivessem sido respondidas antes, se eu tivesse o conhecimento da primeira história, mas elas não deixam de ser respondidas, e fez com que “Essa Luz Tão Brilhante” entrasse para a minha lista de leituras. Dito isso, vamos às impressões.
Muitos podem discordar, mas eu achei Eden uma personagem mimada, arrogante e egoísta, mas isso tudo fez com que a garota se tornasse bem real para mim, e com que eu gostasse um pouco mais dela. Eden não é a personagem perfeita dos livros que vemos por aí, ela possui muitas coisas a serem trabalhadas e melhoradas em sua personalidade, como acho que todos nós meros mortais, temos. Joe não é o garoto lindo por quem nos apaixonamos, e sim um jovem inseguro e com medo de perder uma das que mais ama, e ter que lidar com a dor da perda outra vez. Eden e Joe juntos acabam se ajudando, precisando curar feridas, insegurança e aprendendo a viver outra vez.
Não vou dizer que foi uma das leituras mais fáceis que eu tive (provavelmente foi por causa da ressaca literária que eu estava), mas a história acaba te chamando e te deixando curiosa nos capítulos, eu ansiava por saber qual era a conexão das flores com as garotas, e também como Joe e Eden seguiriam em frente, com as suas vidas, como eles superariam os obstáculos que se ergueram no caminho. Definitivamente, é uma obra que fala de esperança: esperança de um lugar melhor, uma vida melhor. Esperança de que é possível superar traumas e barreiras para ser feliz.
“Porque a vida é muito difícil, as pessoas são malucas, ferem-se mutuamente e, na maior parte do tempo, são um saco. A vida é misteriosa, assustadora, frustrante. Mas também é linda, brilhante e mágica.. E é sua. Portanto, trate de se apossar dela. Quer dizer, por que não?”
A diagramação da publicação está a coisa mais linda, com uma capa escura e a presença das cores verde, rosa e branco (lembro que há pouco tempo a editora sorteou um kit com os dois livros no facebook e eu olhei para as duas capas e me encantei). A história é dividida em três partes: antes (novembro/dezembro), durante (janeiro) e o depois. Os capítulos não possuem número apenas as primeiras palavras em destaque com uma letra maior e mais escura. “Sonhos em Flor” foi lançado este ano pela Editora Arqueiro e é o segundo da autora Estelle Laure. Seu primeiro livro “Essa Luz Tão Brilhante” foi traduzido para mais de dez idiomas. Estelle possui bacharelado em artes cênicas e mestrado na faculdade Vermont de Belas-Artes, em escrita para crianças e jovens adultos. Mora em Tao, no Novo México, com os dois filhos e é fã do escritor Kurt Vonnegut.
 
“Este lugar aqui tem cheiro de óleo e de poeira. Não tem ninguém em coma, ninguém correndo atrás de mim. Posso pensar no dia de hoje, na sensação de ter alguém ao seu lado mesmo que não haja ninguém, como rastros gravados em você. A pessoa é um sabor, um tufo, a bela metade de uma mágoa dourada, como no poema de Gwendolyn Brooks. Eu nunca tinha percebido como as coisas podem ser assustadoras, empolgantes e possíveis… Quando existe uma escolha.”
________________________________________________________________________________________________________________
Título: Sonhos em Flor
Estelle Laure
Ano: 2018
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance, Ficção, Young Adult
Adicione a sua lista no Skoob
Onde comprar: Amazon