{ #RESENHA } SEMPRE HAVERÁ VOCÊ – HEATHER BUTLER

05 setembro, 2017 por
SEMPRE HAVERÁ VOCÊ - HEATHER BUTLER
Título: Sempre Haverá Você | Heather Butler | Ano: 2017 | Páginas: 254 | Editora: Novo Conceito | Gênero: infanto-juenil, ficção, romance

“Quando o George escreve as coisas, destaca as suas palavras preferidas em negrito. As palavras de que ele não gosta, escreve em letras pequenas e bem magrinhas.”

“Nunca julgue um livro pela capa”, é uma frase muito usada, mas me diga: quem nunca comprou um livro apenas por aquelas lindas ilustrações e cores? Ou passou direto por outros? Não estou dizendo que “Sempre Haverá Você” tem uma capa ruim, na verdade ela é bem fofa, mas existe algo que não me atraiu. Não seria a minha primeira escolha em uma livraria e eu me arrependeria muito disso, pois não iria conhecer GeorgeTheoGoffo e toda sua família.

George é um garoto muito inteligente, seu melhor amigo se chama Dermo, a pouco tempo ele adotou um cachorro rebelde chamado Goffo, e sua brincadeira favorita é o “O Jogo da Visita”, que é algo apenas dele e de sua mãe. Por falar na mãe dele, para os garotos (George Theo) ela é a melhor pessoa que existe, até que um dia ela fica doente e não consegue mais fazer várias das coisas que todos estavam acostumados.

RESENHA DE LIVRO: SEMPRE HAVERÁ VOCÊ - HEATHER BUTLER

Narrado por George, a escrita é leve e para mim pareceu muito como um diário, contando os fatos que ocorreram, mas sem toda aquela apresentação dos personagens. Em pouco mais de 200 páginas, conhecemos a família de George e aprendemos a amar todos os integrantes pelos seus defeitos e qualidades. Nessas páginas também podemos ver como os garotos encaram a descoberta da doença da mãe, como isso afeta a família e como eles lidam com essa situação.


“Os bons amigos defendem a gente”

Enquanto estava lendo, fui automaticamente transportada para os meus dez anos de idade, me vi em várias situações parecidas que George passou e acredito que ele lidou muito melhor com várias delas do que eu. Não sei ao certo  qual foi a intenção da autora em escrever a história, mas para mim, foi para tentar falar sobre assuntos complicados para as crianças, de uma forma leve. E se essa foi a intenção, acho que ela conseguiu.

A diagramação do livro também não deixa a desejar, cada capítulo começa com um pensamento que é como se fosse a lição aprendida por George naquela ocasião. Os capítulos são todos bem pequenos, entre uma e três paginas, então você acaba lendo ele tão rápido, que assusta quando vê o final chegando.

RESENHA: SEMPRE HAVERÁ VOCÊ - HEATHER BUTLER

O que mais me incomodou é como Goffo foi colocado na sinopse, fazendo com que esperemos um pouco mais do cachorro. Sim, ele tem uma grande participação na historia, afinal, são várias as coisas que ele apronta, mas não é tão tocante assim, como estamos acostumados a ver em histórias, como “Marley e Eu”. “Sempre Haverá Você” é um livro para todas as idades, que fala sobre família, amor, amizade, companheirismo e perda. Ele é engraçado, é fofo, é triste, mas o principal, ele consegue nos tocar com a história.

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

46 Comentários

  • Georgia @stupidlambgirl
    outubro 01, 2017

    Oi!
    Pelo visto, não foi só a gente que achou a capa um tanto duvidosa. Achei bem simplória, mas gostei da diagramação interna do livro, sempre acho que dá um toque especial a leitura.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Georgia, não é? Vi nos comentários que as pessoas concordaram comigo em relação a capa, mas a diagramação interna está impecável, tem alguns elementos que remetem a história e até a forma da letra escolhida deixou a leitura mais leve.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Marta Izabel
    setembro 30, 2017

    Oi, Ana!!
    Adoro comprar um livro pela capa!! Pois, na maior parte das vezes elas dizem muito sobre a estória do livro. Mas pelo jeito essa estória está mais para lado que mexe com as nossas emoções!! Gostei da resenha e se fosse para comprar esse livro sem dúvida não pensaria duas vezes!!
    Bjoss

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Marta, fico feliz que tenha gostado da minha resenha viu? E concordo com você, a capa é o primeiro contato que o leitor tem com a história e o livro, então é um elemento muito importante.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Carol Campos
    setembro 29, 2017

    De capa não chamaria minha atenção e lendo a resenha confesso que não me interessou e o fato do cão ter deixado a desejar me desanimou um pouquinho (Amo história com cães, <3) A parte dos ensinamentos e fortalecimento diante das adversidades é bacana mas, vou deixar passar essa indicação…

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Carol, que pena que não se interessou pelo livro, mas agradeço de verdade por ter lido e comentado a resenha.

  • Jois Duarte
    setembro 28, 2017

    Situações ruins vistas pelos olhos de uma criança, narradas por uma criança. Isso é uma forma de amenizar tantos problemas. E é impossível não se colocar no lugar dos personagens com histórias assim, de luta. E ainda tem bichinhos pra deixar tudo melhor.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Jois, concordo com você, quando olhamos pelo ponto de vista de uma criança com a ingenuidade que ela possui, é uma forma de dar uma tranquilidade mesmo quando a situação é difícil.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Amanda Barreiro
    setembro 26, 2017

    Olá! Adoro quando os autores usam a perspectiva do narrador criança. Acho que sempre nos atinge e nos desperta um lado há tanto tempo adormecido. É uma ótima solução também pra contar situações mais pesadas e tristes como parece ser o caso do livro. Realmente a capa não chama mesmo a atenção, rs, se dependesse dela eu também passaria longe, mas gostei da resenha. Beijos.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Amanda, fico feliz que tenha gostado da resenha. A voz da criança em livros com temas mais pesados sempre deixa a leitura mais leve e mais tocante realmente.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Franciele Débora
    setembro 14, 2017

    Olá, tudo bom?
    Gostei da capa, achei bem bonita,mas não despertou em mim o interesse pra ler o livro :/
    Gostei da resenha e da premissa, mas sinto que não vou gostar. Dessa vez deixo a dica passar…
    Beijos.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Franciele, fico feliz que tenha gostado da resenha e triste por não ter despertado o interesse pelo o livro ;/ mas acontece não é?

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Aline Teixeira
    setembro 11, 2017

    Olá Ana Elisa! Confesso que também não seria atraída de cara por esse livro numa livraria, mas ele tem uma história tão meiga que é impossível não se sentir tocado. Com certeza ele é um daqueles livros que acabam com o estoque de lágrimas do leitor, o que me agrada bastante também! Se tiver a oportunidade com certeza vou ler. Beijos

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Aline, espero que tenha a oportunidade de ler ele mesmo. E realmente, meu estoque de lágrimas secou bem rápido com a leitura.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • pamela mendes
    setembro 08, 2017

    Eu confesso que costumo julgar muito os livros pela capa, e esse seria um livro que eu passaria reto…
    Mas esse livro parece ser muito interessante, eu fiquei me perguntando como deve ter sido para o George ter passado por essa situação com a mãe dele.
    Só é uma pena que o Goffo não tenha uma participação mais tocante nessa história, eu adoro livros em que o cachorro é bem importante para a história!
    Bjss ^^

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Pamela, é bem interessante ver como o George descobre o que está acontecendo e todas as atitudes que ele toma, me levou a repensar várias que já tomei na minha vida.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Ketherine Gomes
    setembro 07, 2017

    Confesso que tbm não compraria pela capa, mais já entrou na lista de livros que quero ler. Amo histórias que te deixam mais fortes e te ensinam algo mais. Parabéns pela escolha.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Ketherine, fico feliz que tenha gostado. Apesar da capa ter deixado um pouco a desejar a história vale muito a pena.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Rissia Ribeiro
    setembro 07, 2017

    Um post cheio de fotos fofas não tem como negar, mas como você miga se eu estivesse na livraria esse livro ia passar batido porque mesmo tendo um capa fofa não é aquele tipo que você ta passando e para. Acho que seria uma boa leitura embora não esteja desesperada pra ler esse livro vou deixar ele na listinha.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Rissia, coloca na listinha mesmo que não vai se arrepender.

      E as fotos ficaram muito fofas né? Todas tiradas pela Letícia Pimenta, aquela linda <3

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Alison de Jesus
    setembro 07, 2017

    Olá, o livro consegue nos comover com uma trama simples e com personagens pra lá de carismáticos. Ele nos ensina a valorizar quem está ao nosso redor e também a superar destinos inevitáveis. Beijos.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Alisson,

      Realmente ele nos comove, que digam as minhas lágrimas dentro do ônibus enquanto eu lia.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Samanta Samy
    setembro 07, 2017

    Olá!
    Confesso que batendo o olho meu interesse também não foi despertado rs.
    Os personagens são crianças?
    Acho super válido dar voz aos personagens infantis e juvenis.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Samanta,

      Os personagens são crianças sim e é sempre bom ler livros que mostrem o ponto de vista dos pequenos, principalmente com temas tão sérios.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Any
    setembro 06, 2017

    Oi, Ana!
    Não costumo ler livros infanto juvenil, leio sim mas é raro, só quando a trama me interessa bastante, o que não é o caso de Sempre Haverá Você, não fiquei curiosa para conhecer a história de George, por isso esse é um livro que eu não leria, mas concordo com você, se colocaram Goffo em destaque deveria ter cenas mais tocantes, principalmente por causa do assunto abordado no livro…

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Any,

      Foi o que me incomodou mais no final do livro, porque acredito que a capa tenha que passar um pouco sobre a história. Goffo participa sim, mas não tem tanto destaque quanto achei que deveria ter tido.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Giulianna Santicioli
    setembro 06, 2017

    Se eu fosse pela capa também seria um livro que não me interessaria, ela é bonitinha, mas achei ela normal demais, sem algo que chame a atenção; quanto a história, o livro parece seguir as características da capa, bonitinho, mas normal demais, se tivesse a chance de ler, acho que leria, mas não iria atrás.
    Beijos!

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Giulianna,

      Acho que o livro é uma leitura que vale muito a pena, dê uma chance para ele depois.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Marlene Conceição
    setembro 06, 2017

    Oi Ana.
    Eu, infelizmente sou uma pessoa de capa, tentei mudar isso ao longo dos naos, mas não funcionou muito bem, mas voltando ao que importa, achei a premissa do livro bem interessante, adoro quando os livros me transportam e me fazem lembrar coisas da minha infância, assim como aconteceu com você, adoro que o livro aborda o tema amizade de uma forma tão bonita, enfim estou ansiosa para ler.
    Bjs.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Marlene,

      É difícil não ligarmos para a capa não é? Afinal é o primeiro contato que temos com o livro e a história. Espero que goste da leitura tanto quanto eu gostei, e venha me falar o que achou depois.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • RUDYNALVA
    setembro 06, 2017

    Ana!
    Livros com crianças e animais sempre tocam meu coração e aqui ainda tem o drama da doença da mãe, eles terão de aprender a amadurecer antes do tempo e passarem por essa fase dolorosa. O bom é que a amizade entre eles, pode ser o elo de ligação para superação.
    Parece um livro doce e singelo.
    Uma semana de alegrias.
    “A sabedoria é um adorno na prosperidade e um refúgio na adversidade.” (Aristóteles)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Rudy,

      É um livro bem doce mesmo, recomendo muito a leitura dele <3

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Gislaine Lopes
    setembro 06, 2017

    Oi Ana,
    Adoro livros narrados por crianças, pois suas interpretações e compreensões a cerca da situação que estão vivenciando são as mais puras e inocentes. É difícil ler um livro quando se sabe que algo de ruim irá afetar a vida dessa família. Sei que o livro não é só sobre tristeza, é uma história de amor, amizade e companheirismo entre dois irmão e um cachorro. Só é uma pena Goffo não ter um peso maior na trama, trazendo mais emoção para a história.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Gislaine, realmente é um peso mesmo. Quando vi ele na capa pensei que ele teria um grande papel no livro com os garotos, mas não foi assim. Ler livros narrado por crianças é sempre impactante para mim também.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Bárbara Vitória
    setembro 05, 2017

    Não sou fã de livros com capas assim nem com esse tipo de enredo, usar crianças me dá um pouco de gastura é fato – mas li Pax com custo viu. Mas não posso deixar de concordar contigo sobre o quanto algumas capas fazem as pessoas lerem ou não uma história. Essa arte mesmo não me faria ler esse livro, nem a sinopse. Por isso muitas vezes é bom se ter um blogueiro ou booktuber que nos fale como se sentiu com aquela história, assim transpassamos nossos preconceitos e lemos o livro com gosto u.u

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Barbara,
      Sei como é, livros com crianças doem meu coração (sou tia de 5, e doida com esses pequenos). As vezes vale a pena transpassar alguns preconceitos porque existem livros com elementos que não nos agradam mas que acabam nos surpreendendo. Esse foi uma grande descoberta para mim <3

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Herica Lima
    setembro 05, 2017

    Como não gostar de livros narrados por crianças e quem tem cachorro no meio?
    A capa é bem simples mesmo e não chama muito a atenção, porém já tinha lido a sinopse desse livro e fiquei com uma enorme vontade de ler.
    Deve ser bem legal ver como o menino vai superando os obstáculos e nos ensina coisas que vão ficar na nossa mente.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Herica,

      Não tem como não amar essas coisas <3
      Realmente, é muito bom acompanhar a trajetória dele nesse momento, acaba sendo uma lição para gente.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Stephanny Manini
    setembro 05, 2017

    Quando eu li a sinopse de Sempre Haverá Você e a resenha postada aqui me chamou muita atenção foi o fato como os garotos encaram a descoberta da doença da mãe, como isso afeta a família e como eles lidam com essa situação. Já esta na minha listinha para ler =)

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Stephanny,

      Assim que ler, me fala aqui o que achou. Vale muito a pena realmente <3

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Cristiane Dornelas
    setembro 05, 2017

    De capa não foi um livro que me chamou atenção de cara mesmo. Mas gostei do titulo dele e depois vi umas resenhas bem legais e a história parece ser boa mesmo. Achei bonito ter essa narrativa com o garoto e a forma mais leve que a história ganha com isso. O jeitinho da escrita e diagramação também.
    De mostrar umas situações problemáticas da visão de uma criança é uma forma diferente de ver as coisas. Conhecer a família dele e os problemas que estão passado e como o garoto vê e lida com isso fica legal. Parece que a gente simpatiza de cara e a história nos ganha por isso, pela leveza e por conhecer as coisas dessa forma. Parece triste e bonito ao mesmo tempo. Acho que iria gostar de ler.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Cristiane,

      Acho que vai gostar de ler sim, a ingenuidade e a leveza que a visão da criança traz para a história é de tocar o coração. Apesar da capa não chamar muita atenção, o nome nos atiça a curiosidade realmente. Esse é um livro que vale muito a pena ser lido viu.

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Jessica Borges
    setembro 05, 2017

    Já vi muitas resenhas positivas sobre esse livro, mas até hoje não tive oportunidade de ler. Livros ou filmes com cachorros sempre me deixam apreensiva, porque eu choro muito e esse livro parece ser muito tocante, mesmo não tendo muitas cenas emocionantes com o cachorro. Vou ver se crio coragem para ler e não chorar! Bjos!

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Jessica,

      Crie coragem, leia e chore quando quiser, porque quando o livro toca a gente é tão bom, acho que até o autor fica feliz, mostra que ele conseguiu passar todos os sentimentos pelo papel. <3

      Obrigada pelo comentário 🙂

  • Maria Alves
    setembro 05, 2017

    Parece ser uma historia muito bonita e comovente, deve ser muito difícil para os garotos passarem por esse momento, pena as cenas com o cachorro não terem sido mais tocante, pois animais de estimação mexem muito com a gente. Pela capa não dá para dar muito pelo livro, mas a historia parece que vale a pena, sim sou daquelas que julga um livro pela capa kk.

    • Ana Elisa Monteiro
      outubro 13, 2017

      Ei Maria, acho que todo mundo já julgou livro pela capa, ela é um dos elementos principais, porque é o primeiro contato que o leitor tem com a história. Mas vale muito a pena ler o livro viu? A história é bem construída e muito emocionante.

      Obrigada pelo comentário 🙂