O Enigma dos Dados é o volume 1 da série Objetos de Poder. Hoje quero dividir com vocês minha opinião sobre esse livro de ficção escrito pelo autor Marcos Mota. Uma obra nacional que promete um mundo de enigmas e encantamentos… Na trama conhecemos Isaac Samus, um garoto de 13 anos, apaixonado por matemática. É graças a essa paixão que Isaac desvenda um mistério que o leva até os cinco dados de Euclides.

Mas não se trata de dados comuns, os dados que possuem diferentes números de faces, são objetos de poder com os quais o menino consegue obter respostas e prever o futuro. Inicialmente Isaac utilizava os dados para ganhar jogos de sorte, até que um dia apareceu em sua casa Vicente Bártor, chefe da guarda real. Bártor alertou o pai de Isaac sobre os perigos que a criança corria por possuir tanto poder e ofereceu proteção ao menino informando que a rainha o havia convidado para viver na capital.

Isaac e seu pai ficaram receosos, afinal Isaac é uma criança e o homem é um desconhecido, mas ao jogar os dados o menino descobre que deve seguir viagem. Apesar de acreditar cegamente na resposta dos dados, Isaac se sente desconfiado e não sabe se pode acreditar em Bártor. Suas dúvidas aumentam ao perceber que o homem aparentemente mentiroso, não está indo direto ao encontro da rainha. Bártor faz uma parada para encontrar a jovem Gail.

Com a ajuda de Isaac eles esperam seguir pistas e encontrar outro objeto de poder. A partir daí a aventura está garantida em uma jornada cheia de adrenalina. É uma história interessante, com direito a espiões inimigos, anões alados, jardim amaldiçoado e muito mais. Uma convidativa combinação de magia, conhecimento, inteligência e amizade. “Inteligência e conhecimento não podem ser roubados de ninguém” pág. 49.

O livro é curto, fácil de ler e a curiosidade fez com que eu terminasse rapidamente a leitura. Pelo caminho os personagens se arriscam, fazem descobertas e aprendem coisas novas. O mistério por traz dos quadros de Penina foi o meu preferido, mas é claro que não vou contar, deixarei que vocês leiam! De uma maneira leve a trama nos envolve em um clima de aventura, perigo e enigmas.

Vale a pena ler para compreender um pouco mais sobre os objetos de poder, sua criação e sua relação com conhecimento e inteligência. Observei que o autor foi colocando na história algumas lições…  Ao longo da jornada Isaac vivencia momentos que fazem o jovenzinho perceber o que realmente importa como amizade, companheirismo e respeito.  O menino que a princípio era arrogante e mal humorado vai amadurecendo e se tornando mais simpático e amigável.

É um bom livro. Gostei da capa, da escrita, da narração em terceira pessoa, dos diálogos. Isaac e Gail formam uma duplinha muito fofa. Também gostei muito de ver a matemática (que em alguns casos é vilã) ser apresentada de maneira tão atraente.  Certamente a história pode influenciar positivamente e inspirar pré-adolescentes que vão se identificar com os personagens. O que não quer dizer que o livro não possa agradar também a leitores de todas as idades.

Se a premissa lhe agrada, embarque nessa fantasia!  Eu adoraria ver as pessoas compreenderem que é possível obter conhecimento de forma agradável e prazerosa e que o saber vai muito além dos conteúdos divididos em disciplinas escolares. Apresentar os saberes como uma forma de magia foi algo bem legal, resultou em uma boa história e me fez ter vontade de ler a sequência… Já li O Cemitério dos Anões e estou aguardando A Maldição das Fadas, que será lançado no dia 13 de maio.

Você gostou da resenha? Conhece o trabalho do autor?

Essa matéria foi escrita por  Nathalia enquanto ainda era colunista do Coisas de Mineira. 

_______________________________________________________________________________________________________________

Título: O Enigma dos Dados
Autor: Marcos Mota
Ano: 2014
Páginas: 152
Editora: Mou Editora
Onde comprar: AMAZON