Não faz muito tempo desde que comecei a gostar de ler e a fazer disso um hábito, mas agora que me habituei não consigo mais parar e estou numa de ficar experimentando diferentes autores e gêneros para descobrir as variadas sensações que a leitura pode nos proporcionar. Movida por essa vontade de ler algo diferente do habitual, entrei na livraria a procura de uma obra mais sombria e menos doce do que eu estou acostumada.  Dentre as opções escolhi Loney e confesso que o fator decisivo, tipo critério de desempate, foi a capa.

Além de parecer ter o enredo compatível com o que eu buscava o livro é bonito e livros bonitões já ganham de cara um ponto comigo. Sei que escolher pela capa é um critério pobre, mas gosto muito quando elas são caprichadas e agradáveis aos olhos.

Livro Suspense

A trama transita entre passado e presente, mas a maior parte da história são relatos do narrador Smith (apelido Tonto) sobre uma marcante peregrinação. O irmão mais velho de Smith, Andrew (chamado também de Hanny) é mudo e a família religiosa, em companhia de Bernard (padre substituto) e também de outros paroquianos, faz na Páscoa uma tradicional peregrinação em busca de Deus e de um milagre de cura para Andrew. Contudo, desde o início fica claro que algo diferente aconteceu nesta última visita.

O fato desconhecido traz um ar de mistério à obra e há também acontecimentos estranhos como a descrição assombrosa da Moorings (velha casa na qual os personagens se hospedam), o comportamento hostil de alguns moradores locais e também conselhos intimidadores em meias palavras dando a entender que houvesse algo perigoso os rondando. Em meio a tantas estranhezas destaca-se o Loney, local descrito como uma porção inútil de litoral, imprevisível, perigoso, onde as súbitas mudanças de maré fazem frequentes vítimas fatais.

Blog Literario

A meu ver o Loney só faz aumentar o clima enigmático da trama, me sentia angustiada ao pensar nos jovens garotos em meio ao local arriscado para… Vou deixar vocês descobrirem! Gostei da escrita, Hurley utilizou uma descrição detalhada que mexeu com minha imaginação e me fez criar os acontecimentos em minha mente. Ele também mexeu com minhas emoções, pois a forma como escreveu fez com que eu tivesse sempre a sensação de que algo horrível estava prestes a ser revelado.

Achei os personagens intrigantes, inclusive Smith que com seu enorme desejo de tomar conta do irmão, tentava de uma maneira obstinada protegê-lo. Também preciso citar a mãe deles, Esther Smith. Sua postura dominadora, a obsessão por religião e por ver Andrew curado, a forma dura como tratava o filho mais novo (narrador) e também suas inúmeras tentativas de moldar o comportamento do novo padre despertaram em mim uma enorme antipatia por ela (ô mulher chata!).

#Estante, #amoler, #blogueira

Loney aborda bastante o tema fé e proporciona reflexões sobre o assunto. O que acontece quando a fé de alguém desmorona? A historia também me fez pensar sobre a relação de dependência emocional e posse que as pessoas podem estabelecer umas com as outras. Uma forma de amor doentio em que o cuidado algumas vezes extrapola os limites tolhendo a liberdade e o direito de escolha do outro que se diz amar.

Cheguei a pensar que a história seria aterrorizante e admito que tive receio de que o livro me amedrontasse , mas trata-se apenas de um suspense que felizmente não conseguiu me meter medo.  Considero Loney interessante para quem gosta de suspense, mas vou logo avisando que muito da obra fica implícito. Nem tudo é revelado e nem todos os fatos são expostos abertamente. É o tipo de leitura que deixa lacunas a cargo de sua imaginação. Se um texto assim te agrada você está diante de uma boa aposta. Beijos.

Esta resenha foi escrita pela Nathalia quando ainda estava no Blog. 

Ajude nosso blog a crescer, compartilhe nossos posts em suas redes sócias e nos segui por lá também! 

________________________________________________________________________________________________________________

Titulo: Loney 
Autor: Andrew Hurley  
Páginas 304 
Ano 2016 
Editora: Intrínseca
Onde comprar: AMAZON