{ #RESENHA } A HERDEIRA DA MORTE – MELINDA SALISBURY ( A HERDEIRA DA MORTE)

16 janeiro, 2018 por
Subtitulo: A Herdeira da Morte # 1 | Autora: Melinda Salisbury | Ano: 2016 | Páginas: 320 | Editora: Fantástica Rocco  | Gênero: Fantasia, romance, Jovem adulto,  Ficção  | Onde comprar : AMAZON 

“Eu sou a arma perfeita, eu posso matar com um único toque.”

Twylla tem 17 anos, e a obrigação de ser a carrasca da rainha e a noiva do príncipe herdeiro. Vivendo no castelo, ela deveria ter tudo o que uma jovem prometida ao próximo rei merece, mas infelizmente, além do isolamento a única coisa permitida para ela é executar os inimigos da rainha, não importando se eles são culpados, ou não.

A vida não tem sido fácil para Twylla, a falta dos familiares e as constantes ameaças da rainha mantém a menina sempre alerta, tentando se adaptar a um mundo repleto de intrigas e mentiras. Sabendo que é um risco para qualquer um que a tocar e pelo fato da rainha a proibir de ter amigos, ela tenta manter todos afastados, até que um de seus guardas vê mais que “a menina com o toque mortal” e se aproxima, criando assim, uma amizade que rapidamente começa a se transformar em algo mais.

Quando comecei a leitura de “A Herdeira da Morte” não tinha lido nem a sinopse para saber do que se tratava, então embarquei totalmente às cegas em umas das melhores fantasias que eu li em dezembro de 2017. Com muito mistério e um mundo cheio de credos, que rigidamente rege a vida de todos, tudo é complicado e cheio de perigos.

Todo o enredo em si me cativou, desde a narração da história em primeira pessoa, até o fato de que ninguém realmente é inocente nessa trama, todos e principalmente os supostos vilões fazem o que tem que fazer para sobreviver, a luta pelo poder e pelo controle acontece o tempo todo, quem não é predador se torna a presa.

 Twylla se tornou uma arma que tem a pavorosa função de executor, acreditando cegamente que é a encarnação da Deusa da morte e que, por isso, ela tem que fazer o que a rainha deseja, já que os reis são os escolhidos dos Deuses. A garota é uma personagem amedrontada e manipulada pelos desmandos da rainha que, na verdade, controla com mãos de ferro todos ao seu redor.

Dez páginas foi tudo que a autora – Melinda Salisbury – precisou para me conquistar, era tanta coisa acontecendo, que eu fiquei impressionada e curiosíssima para descobrir como a ideia iria evoluir. Na mesma hora que ainda estava engolindo as atrocidades feitas pela Rainha, a autora já me apresentava a vida da Twylla antes de ser a executora que se tornou, mas de um jeito bem fluido e descritivo, onde, através de suas lembranças descobrimos que sua mãe era uma devoradora de pecados e, o que ela achou que se tornaria antes da rainha aparecer. O que é uma devoradora de pecados, é muito interessante, mas, não vou contar para não dar spoiler, porém, a ideia por trás ficou bem diferente.

Particularmente, o que me conquistou foi o enredo no geral, não teve um personagem que eu torci por: Twylla é uma heroína tão frágil e amedrontada, que fiquei chocada com a personagem e sua passividade. Ela mata as pessoas pelo toque, e sabe que isso é cruel, mas tudo na mente dela é uma bagunça. Ela acredita cegamente que essa é a sua obrigação, como muitos outros personagens da história que não questionam suas funções e que seguem elas mesmo que aquilo os estejam matando.

Teve horas que eu pensei, ‘que isso garota vamos acordar para a vida e começar a lutar’, espero que isso melhore no próximo livro, mas no geral, eu gostei muito do que estava sendo apresentado, mesmo sentindo falta de uma base melhor para o romance que começa a desenrolar. Foi uma apresentação instigante e espero que os outros dois livros sigam o mesmo ritmo desse.  Outro ponto alto é essa capa lindíssima e a diagramação da editora que ficou muito boas.

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

7 Comentários

  • Michelli Prado
    janeiro 24, 2018

    Que capa é essa gente?? Ainda não conhecia o livro, mas a gente gosta de uma trama bem diferente e ainda mais cheia de ação, daquelas que faz a gente devorar o livro!!Será que demora muito para vir a continuação? Não gosto de esperar as continuações…. Fiquei bem curiosa =)

  • RUDYNALVA
    janeiro 19, 2018

    Leh!
    Como gosto de livros de fantasia e pelo visto esse traz ainda nossas crenças pessoais e/ou 'religiosas', achei a mistura fantástica.
    E ainda ver que tem emoção, que ninguém é realmente quem diz ser, que os volões atuam premente e os 'bonzinhos' podem não ser tão bonzinhos, torna ainda melhor a leitura.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Meta para o Ano Novo? Ser feliz!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!
    https://www.facebook.com/rudynalva.soares/posts/2033617919998358?pnref=story

  • Stephanny Manini
    janeiro 18, 2018

    Oi leh,
    Ao ver a capa do livro já senti uma enorme vontade de lê-lo. E quando eu li a resenha, essa vontade só cresceu! Já adicionei na minha listinha de desejados obrigada pela dica leh.
    https://twitter.com/stephannymanini/status/954029345210806272
    https://www.facebook.com/stephanny.manini/posts/1207520926046470?pnref=story

  • Carol Vicente
    janeiro 17, 2018

    Eu não tenho o costume de ler muitos YA não, mas não é discriminação nem nada. É só falta de espaço pra encaixar entre as leituras que mais curto mesmo.
    Quando comecei a ler a resenha, pensei que fosse mais um tipo de releitura de algum clássico "a la" Branca de Neve. Mas, essa resenha me deixou curiosa, e esse tipo de livro eu gosto de ter como indicação aqui no gatilho pra enfiar entre um mais tenso e outro. ADOREI!! Já anotei.

    Compartilhamento: https://twitter.com/Jack_sGirl/status/953565162530799616

  • Carol Campos
    janeiro 17, 2018

    Já tinha visto essa livro por aí antes mas, até o momento, não tinha parado para sequer ler a sinopse também e agora com essa resenha só posso concluir que "tava bem loka de não ter feito isso", hehe Curti toda a trama que o envolve, tenho que confessar que fico um pouco desanimada com a parte da espera por ser uma trilogia mas, pelo que descreveu, vale a pena. Fiquei curiosa com a mãe dela e na torcida que ela possa abrir os olhos e ver que não é "obrigação" e que as coisas não funcionam assim.

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/953426896443854850

  • Vitória Pantielly
    janeiro 17, 2018

    Oi Leh!
    Uau, que enredo original … Não me lembro de ter lido nada desse tipo. Confesso que tô bem curiosa para conhecer a rainha e entender como ela tem todo esse poder a ponto da Twylla obedecer tão cegamente, pelo visto ela vai ser "A" vilã, gostei disso.
    Talvez a autora trabalhe mais o romance na continuação… Pretendo ler, já me apaixonei logo pela capa, e o livro parece ótimo.
    Beijos

    (https://mobile.twitter.com/Pantielly/status/953422172898430979)

  • Marta Izabel
    janeiro 16, 2018

    Oi, Leh!!
    Gosto bastante de um bom livro de fantasia e fiquei encantada com a premissa da estória, achei bem interessante que a Twylla possa mata as pessoas pelo um simples toque, e o que chama atenção é que ela acha que isso é uma obrigação, acredito que nos próximos livros isso deva mudar e que ela deixe de achar que é uma arma para matar. Estou ansiosa para fazer essa leitura tão envolvente!!
    Bjoss

    https://twitter.com/Martaizabeln/status/953358213021421569