Robert Bryndza é um escritor inglês autor da serie de sucesso que acompanha a Detetive Erika Foster, com mais de 5 livros publicados nos EUA (existe promessa de serem todos trazidos para o Brasil), A Garota no Gelo é a primeira obra do autor que chega no Brasil e o seu primeiro romance policial
Logo no começo nos é entregue um corpo de uma jovem coberto por uma camada de gelo, nada sabe sobre a causa morte, motivo ou em que circunstancia aconteceu, apenas isso, um corpo sem vida deixado para ser esquecido em um rio ao sul de um parque em Londres. A jovem assassinada é Andrea Douglas-Brown, filha de uma membro rica, noiva de empresario e dona de uma vida aparentemente perfeita com luxo, festas em boates exclusivas e muito dinheiro, e isso levanta uma questão, o que uma mulher frequentadora apenas da área nobre de Londres estava fazendo na área ‘pobre’ da cidade?
Erika Foster devido a um caso fracassado que terminou da pior maneira possível acarretando na morte de cinco policiais incluindo o seu marido foi afastada das suas funções de policial e retorna com o cargo de detetive chefe justamente com a missão de resolver o assassinato de Andrea, que é filha de um politico influente de Londres. Erika é uma excelente detetive da mente afiada que segue um raciocínio preciso e frio onde o único objetivo é descobrir a verdade, mesmo que isso custe a imagem da vitima ou até mesmo o seu emprego, com o desenvolver do caso ela encontra diversas dificuldades principalmente da família de Andrea que parece tentar dificultar as investigações.
Com o passar das paginas a detetive vai descobrindo os segredos obscuros de Andrea, e a conectando com coisas que em nada condizem com alguém do seu perfil, mostrando ao leitor que de perfeita a vida da padecente (lógico) não tem nada. Os criminosos já fizeram outras vitimas antes, porém nenhuma delas têm algo em comum com Andrea, o que faz o leitor concluir logo no começo da trama que nada é o que parece, essa conclusão, a maneira simples que ela é vem torna a historia muito  surpreendente. Sem contar que quanto mais próximo Erika chega de descobrir o que aconteceu, quanto mais ela se envolve na historia,  mais a sua própria vida corre risco e a detetive nem suspeita disso, nos dando uma boa dose de suspense.
Apesar de ter gostado do livro não foi o meu favorito, a história é boa, mas nada que tenha me ganhado de primeira e me feito não conseguir largar o livro, pra ser bem sincera, tive dificuldade em começar a me conectar com os personagens e com o enredo da trama, mas quando ultrapassei essa barreira a leitura fluiu leve e curiosa, pois uma coisa é certa, é impossível não querer saber o que de fato aconteceu com Andreia. Um ponto forte na minha humilde opinião é a narrativa feita em terceira pessoa, tornando tudo bem ágil, e o foco na vida de Erika que faz com que o leitor se envolva com a detetive e construa uma relação de admiração, carinho e compaixão com a mesma.
A Garota no Gelo também é conhecido como Detetive Foster #1 e nos próximos livros iremos conhecer mais a respeito da vida de Erika e suas dificuldades no trabalho, pra quem gosta de romance policial a leitura é interessante e proveitosa.
________________________________________________________________________________________________________________
Título: A Garota no Gelo
Autora: Robert Bryndza
Ano: 2016
Páginas: 336
Editora: Gutenberg 
 Ficção, Suspense e Mistério
Onde comprar: Amazon