{ #RESENHA } EU TE DAREI O SOL – JANDY NELSON

06 março, 2018 por

Título: Eu Te Darei o Sol | Jandy Nelson | Ano: 2015 | Páginas: 384 | Editora: Novo Conceito | Gênero: Romance, Drama, Young Adult | Adicione a sua lista do SkoobAmazon: COMPRE AQUI


“Antes de deixar a escola, consultei o Grande Oráculo: o Google. Pesquisas pela internet são melhores do que folhas de chá ou cartas de tarô. Você questiona: Sou uma pessoa má? Esta dor de cabeça é sintoma de um tumor cerebral incurável? O que devo fazer quanto a Noah? Então você separa os resultados e encontra suas respostas.”
A resenha de hoje é de um livro lançado em 2015 pela editora Novo Conceito. “Eu Te Darei o Sol” conta a história de Noah e Jude, um casal de irmãos gêmeos que sempre foi muito unido, apesar de serem bem diferentes: Noah é o garoto estranho, que não tem outra amizade além de sua irmã e adora pintar e desenhar – imagina suas pinturas o tempo inteiro na cabeça -, o menino também acredita que seu pai não gosta muito dele, mas apesar disso, conta com o grande amor de sua mãe. Já Jude, é a menina dos olhos do pai – para os irmãos -, tem vários amigos e é popular entre eles, a menina também possui um grande talento no mundo artístico, fazendo esculturas, apesar de não acreditar nele e não contar sobre ele para as pessoas. Apesar das diferenças, os irmãos vivem bem, até que alguns acontecimentos começa a distanciar os dois, e uma tragédia acaba por separá-los.

A história começa com Noah narrando os acontecimentos de quando eles tinham treze anos, o capítulo de Noah se intitula o “Museu do Invisível”, o livro estava fluindo bem, sem ter muitas surpresas por ser o início da história, mas logo no segundo capítulo vemos Jude narrando os acontecimentos, não de quando tinham treze anos, mais com dezesseis e com título de “A História da Sorte”. Acredito que quando vi a história dar esse pulo, meu interesse pelo livro aumentou ainda mais. A autora intercalou o livro entre o antes e o depois da tragédia, onde vamos descobrindo os pequenos acontecimentos que mudaram a vida dos irmãos e depois como eles ficaram três anos depois.

“O roupão azul dele brilha sob o sol como se fosse de um rei. Ele joga o cigarro no chão e depois abaixa a cabeça e a segura com as mãos – espere aí, o que é isso? E então eu vejo. Essa é a pose verdadeira, cabeça nas mãos com a tristeza saltando dele e vindo na minha direção.
(Retrato: Menino Sopra a Poeira.)”

O que mais me deixou animada é que da forma que a autora escreveu, não deixou o livro confuso, fazendo que um capítulo completasse as lacunas do outro mesmo com a passagem de tempo de três anos. A história também não é nada superficial, e aponta vários problemas da adolescência, como a descoberta da sexualidade e do primeiro amor, além de mostrar as relações familiares. A história é completamente envolvente, do inicio ao fim e acabou virando um dos melhores livros que eu li – acho que tudo que a Jandy escrever vai ser assim, vamos esperar o próximo para ver.
A capa do livro ficou bem bonita – inclusive, algumas pessoas que me viram com ele na rua até elogiaram a capa -, em um amarelo ouro e com um sol representado, dentro do livro, o desenho do sol também é utilizado. A autora Jandy Nelson é agente literária, poetisa e acadêmica, seu primeiro livro “O Céu Está em Todo Lugar” foi lançado no Brasil em 2010 – quem ainda não leu, recomendo que leia, pois é muito bom. “Eu Te Darei o Sol” é o segundo livro na carreira da autora e teve várias premiações e entrou para algumas listas importantes de literatura como: Prêmio Michael L. Printz e Prêmio Stonewall Honor, de 2015, Top 10 da lista de livros Young Adult da revista Time de 2014, Um dos 12 melhores livros Young Adult do Huffington Post de 2014.

“Fecho os olhos e, por um instante, é como se eu tivesse acordado de um repouso profundo, como se alguém tivesse me tirado do granito. Porque eu percebo: não importa que Noah me odeie, que ele jamais me perdoe. Não importa se eu perder Noah e o papai para sempre. Simplesmente não importa. Tenho que reavivar o sonho dele. Isso é o que importa.”

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

19 Comentários

  • Anônimo
    março 24, 2018

    Ooi, Ana! Tudo bem?
    Sua resenha está muito massa <3 eu tenho curiosidade sobre esse livro, achei que a história era outra, mas lendo a resenha achei bem interessante. Gosto de romances com drama familiar, mas não tão dramático haha
    Beeijos!

    asemfim.blogspot.com

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Ruuh,

      Fico feliz que tenha gostado da minha resenha e que ela tenha te dado uma outra perspectiva do livro. Espero que goste da leitura, depois me conta.

      Obrigada pelo comentário 😉

  • Yana Sofia
    março 09, 2018

    Oi Ana, já comecei achando esse livro um amor para leitura. Eu estou meio atrás com Young Adults depois que comecei ler um livro do gênero e fiquei muito desmotivada com a leitura. Claro que generalizar os outros livros por causa disso é uma grande erro, mas eu não deixo de ficar receosa. Com certeza darei chance para esse, que inclusive já tinha visto a capa por aí, mas não sabia do que se tratava. Resenha muito amor <3

    Beijo da Yana,
    Marshmallow Com Café

    https://www.facebook.com/marshmallowcomcafe/posts/626321277759656

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Yana,

      Vi que o compartilhamento do post, fico feliz que tenha gostado da minha resenha.

      Generalizar o gênero por causa de alguns livros realmente não é uma boa, porque acabamos perdendo boas histórias no processo. Espero que você goste dessa história da mesma forma que eu gostei.

      Obrigada pelo comentário 😉

  • Carol Campos
    março 07, 2018

    Um bom relacionamento entre irmãos, é sempre bonito de se ver mas, na trama as coisas deixaram de ser assim para os gêmeos o que, me desperta curiosidade para descobrir o motivo. A forma como a autora optou para nos contar a história, deixa as coisas mais interessantes pois, são duas exposições de diferentes pontos de vistas, sentimentos e pensamentos, nos envolvendo da melhor forma possível. Também gostei da capa, simples mas significativa. E o nome do livro é bastante chamativo.

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/971214337686810624

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Carol,

      Essa autora é definitivamente um amorzinho, o primeiro livro dela já diz muita coisa. Sempre achei interessante a relação que gêmeos possui, e do jeito que ela colocou no livro, foi legal de ver. Espero que goste da leitura.

      Obrigada pelo comentário 😉

  • Letícia Alves
    março 06, 2018

    Livro instigante!
    Relacionamento entre irmãos é sempre complicado, mas sendo gêmeos, tem uma áurea toda diferente!
    Não conhecia a autora!
    Boa dica!

    https://twitter.com/leticialves/status/971157967356784640

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Letícia,

      Se não conhecia recomendo muito que leia os livros dela. São realmente bons. A forma como esse aborda a relação entre os irmãos é bem interessante.

      Obrigada pelo comentário 😉

  • Gislaine Lopes
    março 06, 2018

    Oi Ana,
    Explorar a relação entre irmãos, tanto na amizade quanto na distância devido a algum desentendimento, é um ponto forte que faz este livro se destacar entre tantos outros do gênero. Uma ligação forte como a de Noah e Jude, não se romperia por pouca coisa, precisaria que algo muito grave acontecesse, fato que só me deixou mais curiosa para conhecer essa história. A narrativa e a forma como a autora escolheu para contar essa história faz com que tudo seja mais intenso, pois temos o ponto de vista do ambos personagens e seus sentimentos e pensamentos serão expostos ao leitor fazendo com que a leitura fique o mais envolvente possível. Também acho essa capa muito bonita e bem condizente com o título.

    https://twitter.com/GisahSLopes/status/971122748427767808

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Gislaine,

      Depois de ler o livro percebi que até o título tem tudo a ver com a história. A autora e realmente incrível e a forma que ela escreve também, a maneira que ela escolheu mostrar os dois pontos de vista em "tempos" diferentes, foi bem interessante.

      Obrigada pelo comentário 😉

  • Vitória Pantielly
    março 06, 2018

    Oi Ana!
    O livro parece ter uma história emocionante, e achei interessante tratar dessas mudanças de fase, principalmente se tratando da adolescência. Confesso que também fiquei bem curiosa para saber porque Noah não foi para a escola de arte, e pior, porque tentou esconder sua sexualidase depois de algum tempo … Deve ser tudo bem marcante!
    Quero mto ler, já está na listinha.
    Beijos

    (https://mobile.twitter.com/Pantielly/status/971105613144043520)

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Vitoria,

      O livro é realmente bem interessante, ainda mais escrito da forma que foi, intercalando o que aconteceu no passado com o presente em pontos de vista diferentes. Depois me conta o que achou?

      Obrigada pelo comentário 😉

  • Daiane Araújo
    março 06, 2018

    Oi, Ana.

    Acho que essa constante afeição preferencial dos pais por um dos filhos, 'colaborou' para esse distanciamento da Jude e do Noah…. Surgindo, aí, diferenças e as famosas disputas.

    Claro que tal acontecimento no decorrer da trama os afastou, mas as disputas por atenção foi um passo para tal coisa.

    Espero que no meio do caminho, eles tenham aprendido a se aperfeiçoarem um ao outro, e tenham entendido o significado da união, diante dos percalços da vida!

    Link do compartilhamento:

    https://mobile.twitter.com/DaianeAS1/status/971099807866671104

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Daiane,

      Concordo com você, a disputa pela atenção dos pais definitivamente foi um grande motivo para os irmãos se afastarem. Me conta depois se acredita que os dois conseguiram entender as coisas e se reaproximar.

      Obrigada pelo comentário 😉

  • O Vazio na Flor
    março 06, 2018

    Me recordo muito bem quando a Novo Conceito lançou este livro e do quanto de resenhas positivas ele alcançou em pouco tempo.
    Eu acredito que tudo que envolva famílias, já é válido ser lido, imagina quando a relação familiar se estende a irmãos gêmeos, onde já há toda uma mística em torno?
    O livro está na lista de desejados há um tempo. Espero um dia, conseguir ler!
    Beijo

  • Marta Izabel
    março 06, 2018

    Oi, Ana Elisa!!
    Sempre achei mágica o relacionamento entre irmãos, principalmente quando esses irmãos são gêmeos. Mas pelo que pode notar o o relacionamento dos gêmeos Noah e Jude não é tão fantástica assim. Fiquei bem curiosa para saber o que aconteceu com o Noah e Jude e qual foi a tragédia abalou o mundo desses dois?!! Amei a indicação.
    Bjoss

    https://twitter.com/Martaizabeln/status/971031082744369158

    • Ana Elisa Monteiro
      abril 21, 2018

      Ei Marta,

      Eu também sempre achei interessante a ligação especial que os irmãos gêmeos possuem. E achei bacana a forma como a autora aborda isso. Fico feliz que tenha gostado da resenha e colocado o livro na sua lista.

      Obrigada pelo comentário 😉