{ #RESENHA } DARKMOUTH – SHANE HEGARTY

23 maio, 2017 por

Subtitulo: Darkmouth | Autor: Shane Hegarty | Ano: 2017 | Páginas: 336 | Editora: Novo Conceito | Selo: #Irado | Genêro: Aventura, Fantasia, Ficção, Horror, Infantojuvenil | Adicione ao Skoob

Assim que peguei “Darkmouth” em minhas mãos, percebi que o livro foi caprichosamente editado para encantar. A começar pela capa, com cores fortes contrastando com o fundo preto e uma imagem que imediatamente me fez pensar nas aventuras que provavelmente eu iria encontrar.
As primeiras páginas nos colocam diante do mapa de Darkmouth, uma cidade pequena, afastada de tudo, que em pleno século XXI ainda se encontra bastante isolada do restante do mundo. Estranho, não é?! Mas nós leitores não estamos diante de um lugarejo qualquer e sim de uma Vila Flagelada atacada por lendas.

Criaturas monstruosas como Minotauros, Basiliscos e Manticoras invadem a cidade. Elas surgem através de portais que se abrem de maneira inesperada, ligando o mundo ao “lado infestado” e caberá a Finn proteger os moradores dos ataques desses monstros. Ser um caçador de lendas é um legado passado de geração em geração, o que não deixa nenhuma escolha ao menino.
Finn tem 12 anos e vem sendo seriamente treinado por seu pai. A Conclusão (rito de passagem que o transformará em caçador) ocorre aos 13 anos. O garoto até tenta cumprir com seu dever se dedicando como pode ao treinamento, mas não costuma se sair bem e seus fracassos o deixam ainda mais desmotivado.
A verdade é que ele não tem o menor interesse em dar continuidade ao legado da família e adoraria poder escolher seu próprio caminho. A narração é feita em terceira pessoa, os capítulos são curtos e cheios de diálogos e há muitas ilustrações deixando a história ainda mais interessante.
Cada desenho, detalhe de letra, página imitando “O Guia dos Caçadores” dão um ar lúdico e chamativo a obra. Finn está no centro de tudo, mas os personagens secundários também são bem legais. Achei que história, personagens e ambientação se encaixaram muito bem. Aventura, perigo, fantasia… Ingredientes que acredito irão despertar o interesse do público infantojuvenil.
Lendo cheguei a sentir pena do personagem Finn. O protagonista vive um grande dilema. Toda a pressão para se tornar um caçador de lendas o deixa sempre dividido entre atender ao desejo do pai ou fazer o que realmente quer. Percebi o quanto ele não podia e não conseguia ser ele mesmo. Desejei muito que o menino conseguisse se sair bem nessa situação.
Considero uma boa leitura para quem gosta de infantojuvenis ilustrados, com uma pitada de ação. Ler é embarcar na fantasia e ver os confrontos caçadores x lendas. Há um pequeno mistério na trama que gira em torno de uma profecia, mas o desfecho não é conclusivo, visto que a história termina em aberto e nós ansiosos temos que lidar com a aflição de uma última página dizendo: Continua.
Gostou da resenha? Beijo da Nat.

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

24 Comentários

  • Camille Ferreira®
    junho 01, 2017

    Nossa as fotos utilizadas na resenha ficaram muito boas, adoro livros com temas infantis, voce já leu Caçadores de Trolls? Me pareceu com ele, já quero!

  • Yana
    maio 31, 2017

    Opa, já gostei! Amo infanto-juvenis e estou sempre cercada de meninos e meninos que ainda não descobriram a leitura, por isso sua indicação já está na lista para eu ler, para depois recomendar para os meus pequenos! Beijos, Nat! =)

  • Aichha Carolina Pereira
    maio 30, 2017

    Oi Nat,
    A edição realmente chama bastante atenção pelas cores e a ilustração. Gosto de infanto-juvenis mas já não sou tão adepta a continuações deste gênero. Pelo visto Finn terá muita pressão em relação a ser um caçador como seu pai.
    Beijos

  • Carol Campos
    maio 30, 2017

    Gostei muito da resenha e das fotos também. Realmente a capa do livro é muito bonita. Me interessei pelo personagem, pelo seu dilema de ser o que quiser ser sem ter de seguir um caminho já traçado pela família por gerações e gerações. E sobre as ilustrações, só fazem nos leitores adentrarmos mais no livro levando nossa imaginação além…

  • RUDYNALVA
    maio 30, 2017

    Nat!
    Gosto muito dos livros infantojuvenis justamentee porque são sempre muito criativos, carregados de ação e aqui ainda vem com ilustrações, o que torna a leitura bem lúdica.
    Imagino o tanto de frustração do pequeno protagonista por não querer ser um caçador de Lendas, querer tratar seu próprio destino.
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

  • Nathalia
    maio 27, 2017

    Bonita né Pâmela
    Pra quem gosta é um banquete
    Beijo

  • pamela mendes
    maio 27, 2017

    Eu confesso que não tenho muito interesse nesse livro. Não sou a maior fã de livros de aventura e infantojuvenis. Mas o livro parece ser muito bom, e uma ótima dica para quem gosta. E essa edição está bem bonita mesmo, gostei muito da capa.

    Bjss ^^

  • Leituras da Ketellyn
    maio 25, 2017

    Eu adoro uma aventura, ouvi falar bem desse e assim que vi que estava disponivel para solicitar no skoob eu solicitei, agora estou aguardando chegar, mas acho que irei gostar muito. Concordo com voce sobre a capa

    • Nathalia
      maio 26, 2017

      Hum… tomara que chegue logo!
      Espero que goste!
      Depois me conta.
      Beijo.

  • Alison de Jesus
    maio 25, 2017

    Olá, a belíssima diagramação conspira juntamente com a trama para uma grande aventura, com uma trama não tão original mas bem construída. Beijos.

    • Nathalia
      maio 26, 2017

      Verdade… Nada muito inédito, mas
      o presente veio bem embrulhado e
      acaba conquistando.

      Beijo

  • Márcia Saltão
    maio 25, 2017

    Oi.
    A capa está bem bacana e as ilustrações bem criativas, enriquecendo mais a leitura. Sempre é bom uma leitura leve e divertida, para os intervalos de livros mais pesados.
    Ótima resenha.
    Abraços.

    • Nathalia
      maio 26, 2017

      Pois é… leve, rápida e divertida.
      Bom pra descontrair né!?
      Beijo

  • Herica Lima
    maio 24, 2017

    Adorei os livros. É bom observar como a editora teve um trabalho cuidadoso para impressionar os leitores. Realmente as ilustrações são bem bonitas!
    Adorei.

    • Nathalia
      maio 25, 2017

      Também acho ótimo!
      um livro caprichado
      assim conquista os jovens
      leitores.

      Beijo

  • Caroline Garcia
    maio 24, 2017

    Parece ser uma aventura bem gostosinha de se ler!
    A história parece ser bem bacana e curto quando personagens secundários são legais também.
    Essa questão de seguir o legado da família chamou bastante a minha atenção.
    E fiquei curiosa para descobrir o desfecho dessa história, da história do Finn!
    Gosto bastante dos títulos lançados por esse selo, as edições são bem caprichadas.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    • Nathalia
      maio 25, 2017

      É uma leitura leve.
      Boa pra ler depois de
      uma ressaca

      Beijo

    • Nathalia
      maio 25, 2017

      É uma leitura leve.
      Boa pra ler depois de
      uma ressaca

      Beijo

  • Gislaine Lopes
    maio 23, 2017

    Oi Nathalia,
    Parece ser uma história divertida e que instiga a imaginação do leitor. O drama vivido por Finn sobre ter que escolher entre ser alguém "predeterminado" pelo legado da família ou ser quem ele deseja, pode se tornar uma grande lição para os jovens que se vêem, constantemente, tentando agradar os pais ao deixar seus sonhos de lado.

    • Nathalia
      maio 25, 2017

      Verdade Gislaine
      Sofrer esse tipo de pressão
      dos pais deve ser terrível
      Beijo

  • Cristiane Dornelas
    maio 23, 2017

    Parece um livro bem legal, gostoso de ler e com aventura e fantasia é sempre interessante. Não dei muita atenção pra ele quando vi porque achei que não seria lá meu tipo de livro, o jeito dele não é muito pra minha idade. Mas acho que seria bom de ler no fim das contas. Finn parece um personagem que toca nosso coração pelas coisas que tem que fazer, os dilemas que passa e etc.
    A edição dele está linda também.

    • Nathalia
      maio 25, 2017

      É uma história bem infantil
      Realmente é ideal para crianças,
      mas nada impede que a gente se
      aventure pelas páginas e se
      envolva com trama… Espero que
      goste. Beijo