LIVRO

RESENHA | CONFISSÕES – KANAE MINATO

20 junho, 2019 por

 

Confissões - kanae Minato

Em Confissões da autora Kanae Minato, seus alunos mataram sua filha. Agora ela quer se vingar. O mundo da professora Yuko Moriguchi girava em torno da pequena Manami, uma garotinha de 4 anos apaixonada por coelhinhos. Agora, após um terrível acontecimento que tirou a vida de sua filha, Moriguchi decide pedir demissão.

Antes, porém, ela tem uma última lição para seus pupilos. A professora revela que sua filha não foi vítima de um acidente, como se pensava: dois alunos são os culpados. Sua aula derradeira irá desencadear uma trama diabólica de vingança.

Narrado em vozes alternadas e com reviravoltas inesperadas, Confissões explora os limites da punição, misturando suspense, drama, desespero e violência de forma honesta e brutal, culminando num confronto angustiante entre professora e aluno que irá colocar os ocupantes de uma escola inteira em perigo.

O livro Confissões mais uma vez me tirou da minha zona de conforto, e mais uma vez fiquei satisfeita. É um livro que nos faz fazer uma leitura num fôlego só, ou seja, começamos a leitura e só paramos no final do livro.

“Mas o verdadeiro pesadelo ainda não tinha acontecido. A temporada de caça às bruxas estava prestes a começar.”

 KANAE MINATO

Confesso que fiquei tocada com o sentimento de perda da Yuri, sou mãe e não aceito que machuquem meus filhos, imagine matá-los. A nossa consciência moral e cristã dita que somente Deus tem direito de tirar a morte, porém momentos como este fazem com que deixemos esta moral de lado e sejamos capazes de fazer justiça com as próprias mãos.

Esta “justiça com as próprias mãos” é o ponto de partida para Kanae Minato escrever sua pequena obra visceral, brutal e de uma frieza assustadora e chocante. Confissões traz uma sucessão da realização da vingança mostrando de forma literal que este é mesmo um prato que se come gelado, que tem o momento certo para acontecer.

A narrativa foi feita de forma ágil e envolvente, cada capítulo foi narrada pelos olhos de um personagem, ligando assim um emaranhado de confissões que vão ajeitando a vingança da professora Yuko Moriguchi.

O seu plano de vingança provoca uma série de acontecimentos que afeta a vida de diversos alunos e personagens, mesmo aqueles que não têm nada a ver com a morte da sua filha. Cada narrador conta a dimensão que a vingança tomou, sem detalhes, apenas os fatos ocorridos, de forma fria.

“Não estou sendo nobre ao manter a identidade de A e B em segredo. Não contei para a polícia porque não acredito que a lei os possa punir. A queria matar Manami, mas no fim não provocou a morte dela; B não tinha desejo nenhum de matar, mas a levou à morte”.

dica de leitura: Confissões

Quando a autora já identifica os culpados logo no início da história, ela faz de nós leitores testemunhas e não mais curiosos, ou “investigadores. Somos espectadores do desenrolar do plano de vingança, eu cheguei mesmo a me questionar se seguiria a mesma linha de pensamento e ação, caso o fato tivesse acontecido comigo.

O diferencial aqui é a cultura japonesa.

A professora tem os seus motivos por ter agido com determinadas atitudes, uma vez que a forma de criação e educação das crianças japonesas, sempre na cobrança de melhores resultados, resulta em jovens desestruturados emocionalmente, muitas vezes sem noção de certo e errado e com fortes tendências ao suicídio.

“Entendo por que assassinato é considerado crime. Mas não entendo por que é essencialmente mal.”

Título: Confissões

O livro nos traz de pano de fundo, alertas dados de forma bem sutil para as maneiras como devemos educar, em casa e na escola, nossas crianças. E isso vale tanto para a realidade do Japão quanto do Brasil.

Adorei ler um pouco da cultura japonesa, é algo bem diferente da nossa e apaixonante. Apesar de que penso que eles valorizam muito o profissional e pouco o emocional, o que acaba gerando pessoas robôs, algumas sem consciência de valores tais como os alunos A e B da professora Yuko.

O desfecho da história consegue fazer com que fiquemos com uma sensação de missão cumprida, nos provoca um sorriso de satisfação.

_________________________________________________________________________________________________________________

Estante de livros Título: Confissões
Autora: Kanae Minato
Ano: 2017
Páginas: 174
Editora: Vestígio.
Gênero: Thriller psicológico, suspense
Adicione à sua lista no Skoob
Onde comprar: Amazon

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

18 Comentários

  • Nicole Linhares
    junho 25, 2019

    Eu li este livro e confesso que fiquei incomodada com a narrativa desde as primeiras páginas, é livro pequeno mas intenso. Custei a ler pelo drama psicológico mesmo, o que me motivou a continuar foi a curiosidade pelo desfecho.

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Também tive este sentimento, a curiosidade foi maior do que o medo rsrsrs

  • Fátima Cristina Amaral
    junho 25, 2019

    Nunca li nada puxado mais pro lado oriental, mas por ser um Thriller psicológico, suspense me interessou muito. Neste primeiro contato fiquei estarrecida pela excelente qualidade da estória e seu desfecho.

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Que bom que gostou. Não é meu estilo de leitura também, mas não me arrependi de ter lido

  • Jaum
    junho 25, 2019

    Histórias policiais e suspense é bem minha praia, e este livro sai um pouco do padrão “aleatório” de assassinato e do cenário. Adorei a resenha

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Fico feliz por ter agradado pois esta não é a “minha praia”. Estou aprendendo a sair da minha zona de conforto e tem me feito muito bem.

  • Mary Cândido
    junho 25, 2019

    Confesso que fiquei intrigada com o livro. Cada cultura de cada país não nos dá o direito de se ter razão em nossas ações, ao passo que o mal que nos rodeia ou nos atinge não reflete na atitude como referência cultural. O amor por nossos familiares nos levam agir, independente de qualquer coisa. O amor ao nossos nos deixa cego, nos dando total certeza de que estamos fazendo o que é correto e é de nosso direito.

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Concordo com a sua opinião, mas o recado que a personagem quis passar, no meu entendimento é que ela não deixaria a morte da filha ficar impone pelo fato dos assassinos terem “privilégios” por ser menores. Seri ao mesmo aqui no Brasil dos pais daquele casal que foi morto num barraco por um adolescente ( não me lembro dos nomes), por ser menor o máximo seria a reclusão até completar os 18 anos e depois disso ficha limpa. O pai poderia agir como a personagem do filme entende. Ela usou o acontecido para mostrar a cultura japonesa e talvez fazer uma crítica às falhas existentes.

  • Ana Carolina
    junho 25, 2019

    Adoro livrios que tenham morte, e etc. Têm até um da Intrinseca nesse mesmo estilo na lista

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Morte de todo jeito? então você é fãzona do Nicholas Sparks??? (meu autor preferido, apesar de sempre matar um personagem kkkk)

  • Ana
    junho 25, 2019
    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Ana

      o que você achou da resenha?

  • Jéssica Cristina Fontoura Amaral
    junho 25, 2019

    Já quero! Nada se compara a fúria da dor de uma mãe, sua resenha realmente prendeu minha atenção. Será minha próxima leitura.

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Nada mesmo Jéssica, sou mãe e pelos meus filhos faço e aconteço. Que bom que gostou da resenha, irá amar a história.

  • Camille Ferreira
    junho 25, 2019

    Como futura educadora, consigo ver essa resenha com outros olhos, a educação hoje em dia vive drama ainda piores do que os narrados nessa historia, quero ler ate mesmo por questões acadêmicas.
    Será que a tendência é piorar? Rezo, por dias melhores no âmbito escolar, e que a leitura esteja presente nesse salvamento.

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      Camille,

      também sou educadora e também compartilho deste sentimento de incerteza. tenho medo do que está por vir dentro das salas de aulas devido a tudo que tenho acompanhado e vendo noticiado rezo e peço que Deus interceda por todos e que tudo melhore.

  • Nicole Ferreira Soares
    junho 25, 2019

    Livros que tem reviravoltas é emocionante e angustiante e esse livro retrata muito bem isso.

    • Saionara Rodrigues
      junho 29, 2019

      com certeza Nicole, leia, você irá adorar.