LIVROS

A BOA FILHA – KARIN SLAUGHTER | RESENHA

23 abril, 2019 por
RESENHA: A BOA FILHA - KARIN SLAUGHTER

Título: A Boa Filha | Autora: Karin Slaughter | Ano: 2018 | Páginas: 464 | Editora: HarperCollins | Gênero: Suspense, Mistério, Crime | Adicione a sua lista do Skoob | Onde comprar: Amazon

Existem alguns autores renomados em vários gêneros e se você é fã de romance policial, suspense e thriller, com certeza já ouviu falar de Karin Slaughter. Se ainda não, considere este post como um dever de casa. Você precisa conhecê-la!

“A Boa Filha” é um suspense lançado no ano passado pela Editora HarperCollins. Conta a história das irmãs Charlotte e Samantha, iniciando na infância delas onde algo muito grave aconteceu. A casa em que as jovens (13 e 15 anos) moravam foi invadida e viveram momentos de grande horror, resultando no assassinato a sangue frio da mãe delas.

Vinte e oito anos se passaram, os acusados foram julgados e as duas seguem separadamente suas vidas. Ambas advogadas, Samantha bem sucedida em Nova York, enquanto Charlotte trabalha com o pai defendendo pequenos casos da cidade natal, Pikeville. Porém, um novo caso na pequena cidade irá causar o retorno de Samantha e a necessidade de desenterrar vários casos do passado.

RESENHA: A BOA FILHA - KARIN SLAUGHTER

O livro já começa de forma eletrizante. Ele não te dá muito tempo para pensar em como vai ser a história e te dá, logo de cara, o tom de brutalidade que será utilizado. A situação inicial na adolescência das garotas é o fato mais importante e que rege todo o livro. Por isso, com uma sacada bem interessante da autora, será recontado várias vezes ao longo da história, sempre por um “lado” diferente ou acrescentando algum detalhe.

A descrição dos personagens também é outro fator interessante no livro, pois te ajuda a entender a motivação e as reações de cada um. Com uma trama bastante intrincada e cheia de caminhos, é necessário situar o leitor ao máximo. Não existem partes monótonas, cansativas ou enrolação. Cada trecho conta e será usado para o andamento da história. Escrita de quem entende o que está fazendo.

RESENHA: A BOA FILHA - KARIN SLAUGHTER

A relação das irmãs Sam e Charlie é bonita e real, isenta de fantasias. São pessoas que se amam mas não sabem ficar juntas após um acontecimento tão grave. Sendo assim, existe muita culpa, mágoa e tristeza envolvidas. O mesmo acontece na relação de ambas com o pai, Rusty, um excêntrico advogado que defende casos impopulares e questionáveis.

Karin aposta em um teor pesado, sombrio e forte neste livro, chegando causar grande pesar no leitor. Portanto, esteja ciente do momento certo de fazer essa leitura, para evitar possíveis gatilhos. São abordados: assassinato, abuso infantil, manipulação, violência, abuso de poder, estupro.

É necessário ressaltar que a inclusão de diversas situações a serem investigadas acabou me decepcionando, pois sinto que algumas ficaram sem solução ou mal explicadas. Este é o grande risco de se fazer um texto tão abrangente, algo pode ficar esquecido. Gostaria que a autora tivesse abordado melhor algumas conclusões e motivações.

No geral, “A Boa Filha” é uma leitura empolgante, impactante e revoltante, um misto essencial para o gênero. É uma história com personagens bem próximos ao real, com suas falhas e medos, e também uma história que mesmo envolta a tanto sangue e dor conseguem abordar a importância da família, amizade e amor.

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário