LIVROS

QUEM É VOCÊ, ALASCA? – JOHN GREEN | RESENHAS

17 dezembro, 2019 por

QUEM É VOCÊ, ALASCA? - JOHN GREEN

Quem é você, Alasca?, é o primeiro romance do renomado escritor americano John Green, publicado originalmente em 2005. O livro, lançado há mais de uma década, conquistou prêmios como o Prêmio Michael L. Printz de 2006 da American Library Association, além de ter conquistado a 10° posição de Best Sellers no The New York Times em julho de 2012.

No livro, somos apresentados a Miles Halter, um adolescente meio nerd obcecado com as últimas palavras de grandes nomes da história. Ele adora ler biografias, não tem amigos e está cansado da sua vida de sempre. Sua mais recente obsessão é o que o move: as últimas palavras do poeta François Rabelais, “Saio em busca de um Grande Talvez”. A partir disso, Miles resolve se mudar da Florida para um colégio interno Culver Creek, no Alabama.

Em um trecho do livro, Miles diz “François Rabelais. Era poeta. Suas últimas palavras foram: Saio em busca de um Grande Talvez. é por isso que estou indo embora. Para não ter de esperar a morte para procurar o Grande Talvez.” Assim, com isso em mente, ele se muda, acreditando que essa é uma forma de encontrar o grande talvez e viver novas experiências. O que ele não esperava, claro, é encontrar muito além do grande talvez.

“Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante.”

 

Sendo o primeiro livro de John Green, Quem é você, Alasca? é uma obra polêmica e que sempre traz opiniões divergentes. O tipo de livro 8 ou 80, as pessoas amam ou adoram. Também é o primeiro do consagrado estilo do autor: um adolescente um pouco solitário que de repente vê sua vida mudar, um conflito psicológico geralmente envolvendo se encontrar ou encontrar o sentido da própria vida, uma garota problemática e irresistivelmente linda e inteligente. Ah, e cigarros. Muitos cigarros.

“Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante.”

Talvez a faixa etária indicada a ler o livro pudesse ser um pouco mais alta do que é atualmente. Afinal, eu li o livro com 20 e poucos anos e acredito ter sido melhor assim. Talvez seja uma influência um pouquinho negativa para adolescentes e pré-adolescentes, simplesmente porque é necessário um certo discernimento para entender que aquilo é apenas uma história e não um modelo a ser perseguido. Mas isso é só a minha opinião!

Enfim, Miles se muda para o Alabama. E no colégio Culver Creek ele conhece seu colega de quarto, o Coronel, que o apresenta para todos os seus amigos. Ele também conhece Alasca, uma menina enigmática, inteligente e muito, muito sexy, com lindos olhos verdes. Alasca é muito segura de si, tem uma personalidade muito forte e, sim, é uma garota problemática. Ela bebe, fuma e por vezes explode e surta com todo mundo.

 

“Passamos a vida inteira no labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em quanto será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente.”

 

QUEM É VOCÊ, ALASCA? - JOHN GREEN

E é assim que John Green nos ensina, de forma brilhante, sobre o impacto que uma vida pode ter sobre outras. A narrativa é sensível, rápida e viciante. Apesar de o livro ser curtinho, é muito rápido de se ler e é denso, carregado de acontecimentos que ocorrem de forma natural. O livro conta, inclusive, com a opinião do célebre autor Patrick Rothfuss (O Nome do Vento) no Goodreads em que ele conta como sua assistente recomendou o livro por muito tempo e, depois de ler, ele perguntou a ela se todos os livros de John Green deixavam com a sensação de se ter um buraco em seu interior.

“Se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.”

A resposta, querido Rothfuss, é: sim. John Green tem a incrível capacidade de revirar os sentimentos dentro de seus leitores, de nos trazer a sensação de que hey, pode ser que fique tudo bem!, e em seguida despedaçar todos os nossos sonhos e esperanças. E Quem é você, Alasca? não é nenhuma exceção a esse dom. Afinal, é seu primeiro livro, e talvez um dos mais fortes.

Inegavelmente, A Culpa é das Estrelas foi o seu livro que mais conquistou e emocionou pessoas. Mas preciso dizer que Quem é você, Alasca? alcança uma profundidade muito maior no que se propõe a discutir. John Green entra em temas como saúde mental, problemas familiares e o poder da amizade. Como já é um título lançado há mais de uma década, acho que posso soltar alguns pequenos spoilers sem medo de estragar o livro para alguém.

Portanto, vamos lá. Alasca é uma garota muito complexa e ao mesmo tempo muito viva. Quando questionada sobre seu hábito de fumar, ela responde simplesmente “vocês fumam para saborear, eu fumo para morrer”. E essa única frase, que ficou mundialmente conhecida, tem o poder de nos proporcionar um vislumbre bem íntimo de sua mente e de sua alma.

“Eu queria ser uma dessas pessoas que têm uma sequência a manter, que chamuscam o chão com sua intensidade. Mas agora, pelo menos, eu conhecia pessoas desse tipo, e elas precisavam de mim como  um cometa precisa de uma cauda.”

QUEM É VOCÊ, ALASCA? - JOHN GREEN

Principalmente quando analisamos o comportamento de Alasca como um todo. Sua propensão a explodir, sua vontade de conhecer muitas coisas (sua estante enorme de livros é uma grande prova disso). Mas, acima de tudo, o principal ensinamento de John Green é: fiquem atentos. Alasca é uma menina cheia de sonhos, inteligente, ávida pela vida, mas que demonstra alguns sinais de alerta. E quando chegamos à notícia que muda todo o livro, achamos que nada daquilo faz sentido. A realidade, porém, é que faz. Tudo se encaixa.

“Chega uma hora em que é preciso arrancar o Band-Aid. Dói, mas pelo menos acaba de uma vez e ficamos aliviados.”

O livro, que a princípio consideramos falar de Miles e sua busca pelo Grande Talvez, nos mostra muito mais do que apenas um garoto e seus amigos. Nos mostra como pequenas ações, pequenos gestos, podem influenciar vidas. O livro é carregado de quotes filosóficos e de lições de vida. E passar por essa experiência é um furacão de sentimentos, tanto bons quanto ruins. John Green, em sua primeira obra, é brilhante.

E nós, enquanto leitores dessa obra, conseguimos sentir cada coisinha que Miles sente, cada aventura, descoberta, aprendizado. Sentimos sua dor, lemos sua alma e aprendemos muito com esse grupo de adolescentes. Gosto de pensar que as obras de John Green são excelentes para adultos lerem e se lembrarem de como é ser jovem, de como todos têm um pouco a ensinar e aprender. A experiência é como estar em uma tempestade de sentimentos. Mas o sol sempre aparece no final e nos deixa enxergando a vida de uma forma nova.

“Só quero saber como vocês vão se enquadrar em sua visão de mundo a presença incontestável do sofrimento e como esperam navegar pela vida, apesar disso.”

_______________________________________________________________________________________________________________

FICHA TÉCNICA:
Título: Quem é você, Alasca?
Autor: John Green
Editora: WMF Martins Fontes
Número de Páginas: 240
Ano de Publicação: 2010
Gêneros: Romance, Jovem adulto, Literatura Estrangeira, Ficção, Infantojuvenil
NOTA: 4/5
Compre usando nosso link da Amazon
Adicione a sua lista do Skoob

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

1 Comentário

  • […] QUEM É VOCÊ, ALASCA? – JOHN GREEN | RESENHAS […]