LIVROS

O PRÍNCIPE CRUEL – HOLLY BLACK | RESENHAS

20 julho, 2020 por

O Príncipe Cruel – Holly Black

O Príncipe Cruel é o primeiro volume da nova trilogia da autora Holly Black, intitulado O Povo do Ar, publicado pela Galera Record.  Estamos no mundo das fadas – mas se você ainda tem a visão de seres bondosos, sem malícia, vai perceber que aqui elas não têm vez. Nesse mundo os féericos podem ser bem traiçoeiros e cruéis. Jude Duarte vive com seus pais, sua irmã gêmea Taryn e a irmã mais velha Viviene. Tudo perfeito, até que um dia um homem invade sua casa, mata os pais de Jude e leva as três irmãs para o reino das fadas. O assassino se revela o pai de Vivi, Madoc, general do grande rei do mundo dos féericos – Elphame, o que torna Vivi meio fada.

Mas viver nesse mundo, sendo humano, não é fácil. Os féericos desdenham dos humanos, que são fracos e mortais. Sendo assim, as irmãs são treinadas desde o início a se proteger das brincadeiras com as quais são atormentadas, já que elas convivem como se pertencessem àquele mundo, inclusive frequentando a mesma escola que os feéricos. Mas, não deixam de ser vistas como escória, objeto de escárnio, e crescem atentas às manipulações. Interessante que as duas irmãs, mesmo com todos os problemas, amam esse reino, ao contrário da irmã meio feérica, que sonha em voltar ao mundo mortal.

“Mesmo que por algum milagre eu seja melhor que eles, jamais serei um deles.”

Livros Holly Black

Um dos feéricos que mais se diverte atormentando as irmãs é Cardan, um dos filhos do Grande Rei. A sucessão em Elfhame é uma escolha do rei, não se relaciona com a ordem de nascimento. São seis irmãos, mas há uma certa clareza que o rei escolherá o Príncipe Dain, que tem até mesmo seu círculo de cavalheiros, e está se preparando para assumir o posto desde seu nascimento.

O Príncipe Cruel é Cardan, filho mais novo, arrogante e encrenqueiro nato – o que o afasta mais e mais da linha de sucessão. O que mais o irrita é Jude não se deixa abalar por suas brincadeiras. Ele tem seu séquito de amigos – Valerian, Nicasia e Locke Taryn procura ficar invisível, sem chamar atenção para si, mas Jude quer se tornar cavaleira, então ela treina muito, mas claro que nem mesmo seu pai postiço acredita na capacidade dela. Até que ela recebe uma proposta difícil de recusar… e acaba se envolvendo em tramoias políticas que podem levar a uma guerra furtiva pela coroa.

Quem já leu os livros da Cassandra Clare ou da Sarah J. Mass já está acostumado com os seres feéricos, e justamente por gostar muito desses seres que acabei conhecendo o mundo da Holly Black, com a leitura de O Canto mais escuro da Floresta. E, mesmo sendo estórias independentes, temos dois personagens que vão aparecer em O Príncipe Cruel. No início da estória, a trama parece bem juvenil, com adolescentes sendo adolescentes: aquelas brincadeiras bem sem noção, com humilhações públicas bem grotescas. Mas, quando estamos bem à vontade na estória, a trama começa a tomar rumos bem diferentes, e a coisa deixa de ficar tão pueril…

“Se eu não posso ser melhor que eles, vou me tornar algo muito pior.”

Livro O Príncipe Cruel – Holly Black

Jude é uma personagem muito interessante. Começa o livro vendo seus pais sendo assassinados, e tendo de ser feliz junto à nova família. Por tudo o que viveu, odeia tudo o que os feéricos representam, mas ao mesmo tempo tem uma vontade de se afirmar perante todos e, acima de tudo, com seu padrasto. Todas as humilhações que ela enfrenta acabam fortalecendo-a, e faz com que ela tenha objetivos muito claros.

Através de Jude que desenvolvemos a relação com Cardan. Ele acaba sendo uma incógnita, pois faz questão de passar a imagem de um ser sombrio e maléfico, com um posicionamento difícil de decifrar. Que é cruel, sim, mas avançando na estória vamos percebendo nuances do príncipe, chegando ao ponto de entender como sua criação o tornou tão mesquinho. E captar essa nuance deixa o personagem mais fascinante.

“Mas do que tudo, eu te odeio porque penso em você. Com frequência. É nojento e eu não consigo parar.”

Livros Holly Black

Madoc, o assassino dos pais de Jude, acaba se transformando em uma figura paterna, moldando seu caráter, e é uma relação muito conflituosa que vai deixar marcas. Taryn… ai, que vontade de entrar no livro e dar um grito. Ela se faz de invisível, mas tem seus planos e ambições, que acabam surpreendendo no final. Mas eu gostei mesmo da relação de ódio entre Jude e Cardan. Eles estão todo o tempo pensando em como derrubar o outro – e a gente sabe bem como isso deve acabar. Mas Holly Black talvez tenha outros planos para esses dois. Ou não?! Fato é que são um casal que tem faísca, sim. Quando estão juntos em cena, fiquei como aquele jargão: vou soltando o ar que não sabia que estava prendendo…

Mas, se até aqui a estória ia num crescendo, de repente é acontecimento atrás de acontecimento. São tantas reviravoltas – e todas bem vindas, que de fato eleva a estória num patamar surpreendente. O final é eletrizante, e só correndo para ler O Rei Perverso, que foi lançado recentemente, para acalmar os ânimos.

O Príncipe Cruel é indicado para quem gosta do gênero fantasia, com personagens femininas fortes, mapas – eu adoro, relações e personagens com múltiplas camadas e que com certeza vai te deixar querendo mais.

_____________________________________________________________________________________________________________

O PRÍNCIPE CRUEL - HOLLY BLACK

Serie: Povo do ar Livro
01 – O príncipe cruel
02 – O rei perverso
Autor:  Holly Black
Ano: 2018
Páginas: 320
Editora:  Galera Record
Gênero:  Fantasia
Adicione a sua lista Skoob
Compre pelo nosso link da AMAZON

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

32 Comentários

  • Graziela Costa
    julho 27, 2020

    Você sabe que por você estou descobrindo livros que nunca imaginei ler né? E que resenha é essa amiga? Você arrasa em passar para a gente os sentimentos vividos no livro. Amo fantasias e amo personagens femininas fortes, mais um para minha eterna TBR!

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Grazi, obrigada! Olha, só melhora, a Jude é avassaladora!

  • Victoria
    julho 27, 2020

    Caramba, pela capa eu não imaginava uma história tão complexa e densa. Mas me pareceu muito boa e daqueles livros que você não consegue parar de ler. Ótima resenha, adorei.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Vic, obrigada! Acho que você iria gostar da estória…

  • Lucas buchinger
    julho 27, 2020

    O TANTO que eu quero ler esse livro não está escrito! Já comprei ele no meu Kindle recentemente pois estava muito barato! Agora que eu li essa resenha já vou colocar na lista de próximas leituras! <3
    Mais uma vez nesse blog uma resenha muito bem feita e fotos PERFEITAS!

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Lucas, que gentileza! Pode ler, porque é incrível. Já li o segundo, e não me segurei, tive de ler o terceiro em inglês mesmo!

  • Joyce
    julho 27, 2020

    Amei o livro e as fotos, ficaram incríveis. Bom, sobre o livro ainda não conhecia. Vou adiciona_lo a minha lista de desejados, pois pela sua resenha parece ser ótimo e não são todos os livros de fantasias que me identifico. Bjs

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Joyce, espero que goste da leitura!

  • Maisa, primeiramente eu tenho que falar, essa maça parece estar deliciosa (vou pergar uma na cozinha e ja volto)

    Agora que to pensando direito de novo hahahahha bora pra resenha.

    Eu nao sou chegada a fantasia, ja tem um tempo.
    Ma pelo que voce falou vale a pena dar uma lida, principalmente por causa desse final eletrizante que tem que correr pro proximo.
    Amo livros que dao o desespero pra ler o proximo

    Ja queroooooooo

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Renata, maçãs são mesmo deliciosas. E no livro, amiga, que maçã! Kkk, brincadeiras à parte, é uma trilogia que cresce a cada livro, eu já terminei e amei!

  • Camille
    julho 27, 2020

    Olá, Maisa!

    Minha experiência com os livros da Maas não foi a melhor de todas. Eu não consigo mesmo gostar de Corte de Espinhos e Rosas, vejo tantos problemas na obra que não sei nem por onde começar a enumerar. Contudo, ao que me parece pelo que você falou, Jude é realmente uma protagonista empoderada e de personalidade forte e bem construída. Assim, a chance de que esse dê mais certo comigo é maior. Vou ver se arrisco depois.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Camille, mas aqui temos Holly Black! Esqueça Acotar, e se arrisque!

  • Valéria
    julho 27, 2020

    Toda Fantasia que se preze tem que ter um mapa hahaha sou dessas. Ja tinha ouvido falar do livro por alto, não me aprofundei mto na premissa. Mas parece ter um enredo bacana. Fiquei curiosa em conhecer esses série e pq os pais de Jude foram mortos.
    Küss

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Valéria, concordo muito. A primeira coisa que faço é procurar mapa!

  • Raphael Martins
    julho 27, 2020

    Achei incrível a ideia de ter um mapa, nunca tinha visto isso em um livro :O. Bem criativo

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Raphael, geralmente livros de fantasia têm mapas, ajudam muito a entender o universo.

  • Carol Nery
    julho 27, 2020

    Aaahhh, Maísa
    Me socorre aqui. Tô doida pra ler A Rainha logo. E agosto que não chega. Acho que nem vou conseguir segurar pra ler a meta do grupo. hahahahhaa
    Eu amo o Cardan. Ele e a Jude são a química perfeita. São cheios de faíscas sim. O que os deixam muito mais interessantes.
    Eu odeio a Tarryn e o Locke. Casalzinho Chernobyl! Nossa… Não suporto!!!!!
    E com aquele final que a Holly joga no meio da nossa cara, fico por aqui, ao contrário de você, bem consciente do ar que estou prendendo de ansiedade por ler o próximo livro. hahahahaha
    Beijocas

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Carol!!! Larga essas metas, porque sou toda do Cardan! E a Jude… putz. Trilogia incrível, me sinto órfã.

  • Erika Monteiro
    julho 27, 2020

    Oi Maisa, tudo bem? Já vi o livro algumas vezes e o enredo me chamou atenção. As vezes uma história começa devagar e quando pensamos que não vai acontecer nada o autor nos surpreende. Semelhante thriller quando tudo é revelado quase nas últimas páginas já percebeu? Gostei dessa edição ter um mapa me lembrou Harry Potter. Um abraço, Érika =^.^=

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Érika, de fato, um bom thriller é bem assim. Adoro mapas, em livros de fantasia são cruciais!

  • Débora Vicente
    julho 26, 2020

    A primeira coisa que eu olho quando vou escolher um livro para comprar é se tem algum mapa nele, gosto de me sentir no lugar, de conhecer bem.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Débora, te entendo super. Já li livro de fantasia sem mapa, fico completamente perdida!

  • Debora Sapphire
    julho 26, 2020

    Eu curti como esse primeiro volume da nova trilogia da autora Holly Black, O Príncipe Cruel, traz uma trama onde os féericos não gostam de humanos e essa ideia de seres fadas bondosas cai totalmente por terra! Ainda preciso ler para tirar minhas próprias conclusões, porém é um livro pelo qual estou bem empolgada para começar a ler. Inclusive, tenho o volume um e quero o segundo já em breve. Enfim, achei a minha cara, porque adoro ler fantasia e personagens femininas fortes.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Debora, se gosta de fantasia, pode ler que vai se encantar!

  • Vitor Damasceno
    julho 26, 2020

    Nada melhor do que uma boa literatura fantástica toda criativa e de profundidade, obrigado pela indicação! Resenhe também sobre os próximos volumes dessa trilogia.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Vítor, a resenha do segundo acabou de sair, dê um pulo lá para ver. E o terceiro, a editora já confirmou que sairá esse ano ainda!

  • Letícia Guedes
    julho 26, 2020

    Oioi! Eu adquiri recentemente o ebook em uma promoção graças a uma outra resenha que tinha lido do livro e, agora, lendo a sua, fiquei ainda mais ansiosa para começar. Tem algo sobre O príncipe cruel que simplesmente me atrai. Agora, sabendo mais sobre Jude e Cardan, me sinto ainda mais atraída pela obra, pois personagens fortes e com profundidade sempre são bem-vindos. Espero gostar tanto da leitura quanto você. Abs!

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Letícia, também espero que sua leitura seja tão prazerosa quanto a minha foi! Abraços.

  • Eduardo
    julho 26, 2020

    Olá,
    Nossa, eu acho a ideia geral desse livro simplesmente genial embora ainda não tenha lido, vejo que ele é um dos queridinhos dentro da comunidade de leitores, sempre tem alguém falando dele. Como gosto de personagens envolventes e cheios de personalidade, fico muito atraído pela premissa.
    Amei o seu texto, aguçou ainda mais a vontade.

    att, @somaisumaleatorio (https://somaisumaleatorio.wordpress.com)

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Eduardo, que bom que gostou, eu realmente me encantei pelo universo da autora!

  • Yasmine Evaristo
    julho 25, 2020

    Literatura fantástica é o meu segundo gênero preferido, principalmente quando fogem do lugar comum de fadas boas e belas. Pelo visto essa série é uma que vai me agradar bastante.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      julho 31, 2020

      Yasmine, se gosta do gênero, pode se arriscar sem medo, ela cresce de uma forma maravilhosa!