FILMES

O EXTERMINADOR DO FUTURO: DESTINO SOMBRIO | CRÍTICA

31 outubro, 2019 por

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio (Terminator: Dark Fate) se passa em 2020 e nos traz uma Sarah Connor (idosa, mas SUPER inteirona) em companhia de uma humana híbrida (melhorada, segundo ela…), em cenas marcantes de lutas incríveis com o objetivo de sempre: fugir ou chegar o mais perto possível de destruir um Exterminador mas, sobretudo, guardar a vida de uma pessoa muito importante para a rebelião futurística dos humanos contra à inteligência artificial.

Esse “novo” Exterminador do Futuro é simplesmente todo melhorado e modificado do que já conhecemos desses assassinos que chegam à Terra de hoje, vindos lá de 2042. Sabemos que já se passaram 20 anos desde que Sarah conseguiu evitar o que seria o dia do Julgamento Final. Pelo menos, eu pensava que o destino da humanidade tinha sido reorganizado a partir disso.

Aparentemente, conforme podemos perceber, o passado é obstinado (como diria King), e novamente um Exterminador – muito mais avançado em tecnologia – precisa vir resolver a questão de eliminar alguém que fará algo importante (no futuro) para impedir o domínio da máquina sobre o homem. Esse novo Exterminador é um modelo Rev-9, enquanto o Exterminador de Schwarzenegger é um T-800.

Grace é uma soldado super capacitada, com o bônus de ter sido melhorada artificialmente. Uma espécie de ciborgue. Grace realmente é leal a seu propósito. Entende porque foi enviada e dá tudo de si. Embora ela seja aprimorada, também continua sendo humana e tendo algumas limitações. Porem sua força, sua rapidez e sua resistência são seus diferenciais. Além de todo conhecimento futurístico que ela carrega consigo.

Dani é a pessoa que Grace foi enviada para defender. E Dani vive com seu pai e seu irmão Diego na Cidade do México. Depois de causarem inegavelmente muitos problemas durante a fuga do tal Rev-9 – esse que se liquefaz, se refaz novamente, se duplica e é indestrutível –, precisamos lidar com a união de Sarah Connor (ai, que saudade) com essa dupla inusitada. Sarah não deixou de lutar nesses últimos 20 anos. Ela está otimamente em forma, e ainda dá muito trabalho para o Exterminado atual.

Algo que acho bem interessante nessas máquinas enviadas do futuro com a missão de eliminar alguém é como eles são firmes em seu propósito. Eu sei que uma vez programado para aquilo, a máquina não vai desviar nem para a direita e nem para esquerda. Mas, como o que enxergamos durante o filme é uma “fantasia” de humano, eu fico chocada de ver como não há sombra de desistência. É no solo, é no céu, é debaixo da água… Não importa onde Dani, Grace, Sarah e Carl – esse eu vou deixar para vocês conhecerem melhor quando forem ao cinema! – estão, o Exterminador os encontrarão.

Em O Exterminador do Futuro 6, Grace volta de 2042 para proteger uma pessoa muito importante para a resistência dos humanos contra as máquinas.O Exterminador do Futuro 6 nos traz Sarah Connor em ótima forma.

Fiquei extremamente feliz de poder acompanhar essa cabine de imprensa, e mais realizada ainda por ter visto um filme dessa importância (pelo menos na minha vida) em uma sala IMAX. Não foi nem uma nem duas vezes que eu me pegava com expressões de assombro no rosto. Precisava fechar a boca que se abria com meu espanto perante as cenas. Adorei as lutas, os confrontos, as explosões e a garra de todos, principalmente de Dani. Essa moça é muito forte! E estou dizendo emocionalmente, além de fisicamente. Entretanto, para entender melhor você precisa conferir o longa.

Linda Hamilton mostrou que nasceu para ser Sarah Connor, para ser mãe de John Connor, que nasceu para caçar Exterminadores nas telas do cinema. Amei ver seu vigor e sua força de vontade. Realmente não parece que se passaram mais de 20 anos. Schwarzenegger também está em uma forma física bastante boa para sua idade (ele está com 72 anos!!!). Acho que ele é a máquina com mais “emoções” que poderíamos conhecer através da sétima arte. Os dois “old school” estão de parabéns. A presença de ambos no filme fez toda a diferença – pelo menos pra mim.

O Exterminador do Futuro antigo

Finalizando, eu primordialmente gostaria de recomendar esse longa para aqueles saudosistas da franquia que começou em meados dos anos 80. Esse é o sexto filme, e eu não sei dizer se será o último. Histórias para construção de novos roteiros em gêneros como a ação e a ficção científica brotam muito facilmente. E esse filme, usando e abusando da força, da personalidade e da presença feminina não deixou a desejar.

Ah, gostaria de ressaltar sobretudo àqueles que assistiram e gostaram dos 2 primeiros filmes da franquia, que em O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio você poderá ver referências que fazem a nostalgia bater forte!

_______________________________________________________________________________________________________________

Estreia: 31 de outubro de 2019
Duração: 2h 8min
Direção: Tim Miller
Elenco: Linda Hamilton, Arnold Schwarzenegger, Mackenzie Davis e Natalia Reyes
Gênero: Ação , Aventura , Ficção Científica
Distribuidora: Paramount Pictures

 

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário