Li O Acordo da autora Elle Kennedy porque gostei da capa e descobri que era New Adult que cairia super bem na retrospectiva meio louca que estava criando para o encontro de 3 Anos do #ClubedolivroBH e também porque ganhei de um amigo muito querido.  Posso dizer sinceramente que foi uma escolhe ótima o livro além de encaixar bem no que eu queria ainda tem uma história tão legal e marcante que na hora de indicar ele no evento tenho certeza que passei toda a minha empolgação.

Adoro quando um livro me surpreende e me dá um enredo bem melhor do que esperava, fico na mistura de quero mais, de porque acabou tão rápido e minha nossa todo mundo tem que ler.  E isso até alegra minha semana porque toda hora eu me pega pensando nas cenas que eu mais gostei da história.

[…] “Só por curiosidade.” diz ela “Depois que você acorda de manhã, você admira-se no espelho por uma hora ou duas?”  “Duas.” Eu respondo alegremente.”Você cumprimenta a si mesmo?” 
 “Claro que não.” eu sorrio. “Eu beijo cada um dos meus bíceps e, em seguida, aponto para o céu e agradeço o grande homem lá de cima por criar um perfeito exemplar masculino.”  Ela bufa. […]

RESENHA: O ACORDO - ELLE KENNEDY

Achei que estava entrando em uma narrativa rasa estilo besteirol americano onde a mocinha bonitinha se apaixona pelo atleta bonitão da faculdade e sonhava em viver uma louca paixão com ele e só acabava se dando mau, pois as únicas coisas boas que o atleta tinha era seu rosto e corpo bonito e nada mais. E na verdade o que achei enquanto ia lendo O Acordo foi uma personagem forte, determinada e muito ocupava que estudava e trabalhava para se manter na Universidade e o empenho de boas notas. Um atleta apaixonado pelo esporte que compete, capitão do seu time Hóquei, muito estudioso, sem papas na língua e um humor tão divertido que consegue contagiar todo mundo, não dá para ficar bravo com Garret Graham, seu sorriso matador e sua personagem alegre te captura na hora.

Também gostei muita da narrativa da autora Elle Kennedy e de como os personagens foram ganhando profundidade e aos poucos desvendando seus passados e mostrando que os dois eram muito mais do que podia imaginar, como a amizade forjada a partir de um acordo mútuo entre ele, o qual cada um tinha sua vantagem Garret passar na prova que ele tanto precisava e Hannah conseguir chamar a atenção do atleta que ela tinha uma queda, se tornou algo muito maior que eles esperavam quando um beijo entra na jogada. Sem o estres de maus entendidos e palavras faladas no calor do momentos os dois se dão tão bem e se entendem que até mesmo suas brigas acabam em risos e momentos divertidos da Leitura e os conectam ainda mais.

[…] “Eu tive tanta diversão hoje à noite.” Hannah balbucia feliz. 
“Está vendo? Eu posso estar quebrada, mas eu ainda posso me divertir.” […]

Quando a autora deu um toque mais sombrio ao enredo não perdeu o humor ou o fato de que os dois são pessoas determinadas e alegres e que mesmo com todas as dificuldades, eles não se deixam abater e continuam persistindo naquilo que acreditam.

Mas não se iluda achando que serão momentos só de gargalhada, porque sério, dá para rir muito, nem recomento ler em público para não passar carão, mas também pelo fato de abordar temas tão complicado como estrupo, violência doméstica, medo de relacionamentos e como isso abala um relacionamento, principalmente quando se trata de momento mais íntimos no quarto, e ai entra a parte mais séria da autora, onde ela te chama para refletir e se sentir extremante injustiçado como os personagens.

Outro ponto que quero ressaltar é que o livro tem conteúdo hot sim e a autora não tem calos nos dedos na hora de descrever essa semana que por sinal ficaram muito legais, tão bem feitas que casou muito bem com o livro, mas que acaba não sendo recomendado para menores, principalmente A cena do vestiário, que te faz rir daquele momento.

E para finalizar, não posso deixar de comentar sobre a Hannah e como ela me conquistou desde o início, muito esperta e inteligente quando se trata dos estudos e de tomar conta da sua vida, mas um pouco insegura quando tem que conversar ou chegar no rapaz que ela gosta. Me lembrou muito de alguém que conheço. O Acordo é o primeiro livro da série Amores Improváveis da autora Elle Kennedy, publicado pela selo Paralela da Ed. Companhia das Letras, e que vai mostrar a cada novo livro um novo casal, dando um gostinho dos personagens do livro anterior. E matando a saudades dos que já surgiram.

________________________________________________________________________________________________________________

RESENHA DO LIVRO: O ACORDO

Série Amores Improváveis

1. O acordo
2. O erro
3. O jogo
4. A conquista

Autor: Elle Kennedy
Ano: 2016
Páginas: 360
Editora: Paralela
Gênero: Romance, New Adult
Onde Comprar: Amazon
Adicione a sua lista do Skoob