Oiee como vai? hoje o post é sobre a Mel (cadelinha) e o quanto ela mudou minha vida. 


Estava escrevendo um texto sobre as peripécias da (Melissa Bracho Pimenta) vulgo Mel, mais do que escrever sobres suas peripécias, quero mostrar o quanto ela mudou minha vida. 

Oh eu amo cachorrinhos, sempre gostei, mas depois que Mel chegou em minha casa, me apaixonei perdidamente por seus encantos, seus grandes olhos pidões e suas poses engraçadas. 

A determinação da Mel em me proteger, seu ciúme engraçadíssimo quando outro cachorrinho tenta chegar perto de mim, ela fica tão nervosa mas tão nervosa que começa a latir (igual uma louca) e tremer.

 


Mel tem a capacidade incrível de identificar quando estou tendo pesadelos causados pelo transtorno de ansiedade, que me fazem suar frio ( nunca tive pesadelo antes do TAG), e sou acordada por ela, com uma patada no rosto ou um choramingo bem perto do meu ouvido.

Antes preocupava com os bichinhos na rua, mas não ao ponto de me deixar realmente triste e angustiada,  depois que a Mel veio pra casa, descobri o que é preocupar desesperadamente por um animalzinho, é um sentimento tão complexo que só de imaginar ela pode ficar doente, meu estomago embrulhar.



 
A Mel passou a fazer parte da minha vida, ela mudou tanto a visão “o que é ter um pet” com todos em minha casa, a ponto que quando eu e minha irmã temos que dormir fora, meu pai abri mão de uma bela fatia da cama dele só pra que a cachorra não se sinta sozinha.

Ser dona de um pet é complicado, aqui em casa todo mundo tem um título: meu pai é vó, meu irmão é o tio pra sempre, e minha irmã é a mãe, eu sou a tia gosto muito do meu cargo de Tia, mas ainda questiono o da minha irmã, já que levo ao veterinário, e passo mais tempo com Mel.  Tia também é um pouquinho de mãe, né gente?






Lidar com um pet em casa é um desafio tanto quanto
compensador. Todos os dias temos altos e baixos, como qualquer relação com um ser
que precisa de você, não sabe como te explicar o que está
sentindo mas ao mesmo tempo com um olhar mostra que você é a melhor
coisa do dia. Temos também que aprender a relevar certas coisas, como o pet achar que sua cama é
dele e por isso todos os brinquedos ficam lá, ver uma blusa novinha sua ir
para o lixo afinal tem que se vingar já que não o levou para passear.



A Mel faz todos os tipos de brincadeiras e fora outras coisas que ela
aprontou que eu conto pra você em outro post. 



Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡!