Você tem um compromisso na segunda-feira, 30 de maio. Foi essa a frase inicial que li bem no primeiro capítulo do livro A vez da minha Vida. Ainda desacreditada pela grande coincidência fui conferir no calendário e era verdade… Eu estava no dia 25/05/16 quando comecei a ler e a próxima segunda-feira cairia exatamente no dia 30.

Um tanto intrigante não acham?! Não pude deixar de pensar que isso queria dizer alguma coisa, então continuei a ler. No livro a autora Cecelia Ahern conta a história de Lucy Silchester, uma mulher mentirosa que tem um encontro marcado com sua vida. Sim, com sua vida, literalmente, porque a palavra não foi empregada no sentido figurado.

Lucy estava negligenciando sua vida, tentava inclusive fugir desse encontro, mas pressionada pela insistência da vida acaba cedendo. No encontro sua vida – no caso um homem – a coloca contra parede e a incentiva a repensar o modo como está vivendo.  Vida é um personagem, todos sabem quem ele é e até interagem com ele. Na história é normal essa coisa de vida materializada em forma de gente, o que achei engraçado e estranho, mas acabei me acostumando.  Outro ponto engraçado é o fato da personagem principal ser extremamente mentirosa.

Em seus quase 30 anos ela levava uma vida solitária, acompanhada apenas por seu gato, tinha um emprego que não a deixava realizada, sentia-se desconfortável com sua família e amigos e ainda sofria com a falta do ex-namorado que insatisfeito havia terminado tudo com ela. Acontece que Lucy mentia sobre tudo isso e se negava a admitir o quanto sua atitude estava errada.

Achei muito engraçada a forma como a autora construiu a história. Lucy narrava um acontecimento em detalhes para depois terminar dizendo “ok, eu menti”. Acabei ficando com o pé atrás, lendo sempre desconfiada de que aquilo poderia ser mais uma mentira. Porém, isso não fez com que eu perdesse o interesse pelo livro. Na verdade a trama é envolvente e me deixou com uma enorme vontade de descobrir como tudo iria terminar.

Vida é um homem feio e suas desagradáveis características físicas se devem ao fato de sua aparência ser um reflexo do que Lucy vivencia. Ela precisa mudar seu comportamento e na tentativa de ajudá-la vida passa a acompanhá-la em seu cotidiano. O que parecia apenas algo engraçado foi se mostrando mais profundo do que eu esperava e no meio de todo esse enredo ainda há espaço para o romance, pois Lucy tem seu coração dividido entre o ex Blake e Don, um possível novo amor.

A princípio o livro me fez pensar em mentiras, essas perigosas mentirinhas que parecem inocentes, mas que acabam enredando o mentiroso em uma teia desconfortável. Depois concluí que o livro não era só sobre mentiras. Acho que elas estão na história apenas para nos fazer perceber o quanto é importante sermos verdadeiros, principalmente com nós mesmos.

Lendo também me senti convidada a repensar minha vida e vi que certas questões pessoais são muito íntimas e por isso ficam apenas entre você e sua vida, em um local que só você pode acessar. E que tal embarcar em A vez da minha Vida para quem sabe também pensar em tudo isso?! Não precisa ser exatamente dia 30, na verdade não há dia, hora ou lugar exato para se refletir sobre a vida! Amei a leitura e recomendo. Beijos.

_______________________________________________________________________________________________________________

Título: A vez da minha Vida
Autor : Cecelia Ahern
Paginas: 383 
Ano: 2012
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: AMAZON