O despertar do príncipe . 

Sabe quando você já ouviu falar muito a respeito de uma autora e o quanto seus livros são bons?! Seja ele em roda de amigos ou até em grupos no facebook, mas nunca leu os livros dela? Pois é, isso aconteceu comigo em relação aos livros “Maldição do Tigre” da autora Colleen Houck. Li e ouvi maravilhas sobre essa série e também que os livros foram traduzidos para vários idiomas e com uma trama viciante conquistou milhares de fãs pelo mundo.

Meu interesse real só foi despertado para a escrita da autora quando a editora Arqueiro revelou que irá publicar uma nova série da Colleen, e o tema central da história é o Egito. Aí sim, fiquei ansiosa para que o livro chegasse logo ás livrarias, para assim minha oportunidade de conhecer a escrita da autora ser suprida.


E agora eu entendo por que essa autora já vendeu mais de 500 mil exemplares pelo mundo todo, seu livro é viciante, instigante e tão bem amarada que quando assustei já estava terminando O Despertar do Príncipe e torcendo igual uma louca para que a Arqueiro tenha um coração bondoso e nós fale qual a previsão de lançamento do segundo livro. Felizmente o coração bondoso eles tem, mas previsão mesmo só lá para 2016 sem um mês especifico.

Em O despertar do príncipe já entramos de cabeça em um prefacio alucinante contado a história de três príncipes muito amados no Egito antigo, que tem a dura obrigação servir de oferenda aos deuses para que os mesmos não fiquem irritados e queiram se vingar nas terras do Egito que tem passado por dificuldades com a colheita e a falta de água. Logo em seguida fomos levados a muitos séculos a frente e conhecemos Lilliana Young, uma nova-iorquina de 17 anos que vive a vida de acordo as regras de seus pais. Conformada com a vida que tem Lilly tenta deixar os pais o mais satisfeitos que consegue, os deixando escolher seus amigos, os lugares onde deve ir e até mesmo qual a faculdade e curso que deve fazer, sem nunca reclamar ou se opor a qualquer uma de suas escolhas.

Mas por dentro ela quer viver seus sonhos,  passar o máximo de tempo estudando as pessoas e as desenhado, para isso Lilly passa muito dos seus dias enfurnada em cantos de um grande museu, aprendendo o máximo que pode sobre todas as exposições e pessoas que passam por eles, é em um desses seus refúgios que ela dá de cara com uma múmia de milhares de anos acordada com o nome de Amon um dos que tem a missão de impedir um Deus Egípcio de destruir a terra em sua vingança, porém para isso ele precisa da ajuda da Lilly que quase está dando um infarto de tão assustada que ela ficou, ela se recusa no primeiro momento embarcar com Amon nessa aventura.

 

Adorei o fato da Lilly não aceitar de cara entrar de cabeça com o Amon e principalmente que autora conseguiu mostrar que ela tem personalidade forte, bate o pé quando não concorda com algo, então aquela ideia de conformismo do início acaba sendo quebrada no decorrer do livro, também gostei bastante do fato ser dividido em três partes e da aula de história que temos e a capacidade da autora de escreve um enredo tão leve e gostoso, mas como personagens marcantes e cativantes e cenários lindos que de tão bem escritos me transportou para cada um deles. 


Outro ponto muito positivo é o fato que a editora caprichou bastante na diagramação e escolha dos matérias utilizado para distribuição da obra aqui no Brasil. A capa está linda, o tamanho das letras bem confortável para visão.

Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos!♡! 
_______________________________________________________________________________________________________________
Titulo: O Despertar do Príncipe
Subtitulo: Deuses do Egito # 1 
Autora: Colleen Houck 
Ano: 2015 
Páginas: 384 
Editora: Editora Arqueiro