FILMES

KLAUS | ALERTA OSCAR

08 fevereiro, 2020 por

A crítica de hoje é um dos filmes mais fofos que vi esse ano: “Klaus”. Na animação, conhecemos Jesper, o filho do carteiro chefe que leva uma vida boa e não quer saber de trabalhar. Cansado das atitudes do filho, o carteiro chefe o manda para Smeerensburg, uma remota cidade que fica em uma ilha, e dá o prazo de 1 ano para que ele possa montar uma agência do Correio e enviar 6.000 cartas. Se não conseguir, ele irá para a sarjeta.

“Um ato de gentileza sempre gera mais gentileza.”

É com essa introdução que eu apresento para vocês “Klaus”. Confesso que demorei um pouco para ver esse filme. Sempre que a Netflix solta os filmes de natal eu vou correndo ver, mas o final do ano anterior foi um pouco corrido para mim e muitas coisas eu estou vendo por agora. “Klaus” foi um desses filmes e quero dizer que devia tê-lo visto antes.

Eu sou fã de uma boa animação, seja com os meus sobrinhos ou sozinha, eu adoro assistir. “Klaus” é uma animação maravilhosa que quando terminou eu tive a prova de porque ela está concorrendo ao Oscar. Sabe quando você termina de assistir um filme e se sente leve? Feliz, contente e satisfeito? Essa foi a minha sensação. FORA AS LÁGRIMAS, não é mesmo?

Preciso dizer que eu sempre choro em filme, em livro e tudo mais. Principalmente quando eles trazem uma mensagem bonita por trás. Quando Jesper chega em Smeerensburg, vemos como ela está cheia de violência praticada por crianças e adultos, em uma guerra infinita entre vizinhos. Acompanhamos como Jesper cria um plano para conseguir enviar as tão sonhadas 6 mil cartas.

No decorrer da animação vários personagens nos são apresentados, entre eles Klaus, que apesar de não ter sido apresentado desde o início, protagoniza o filme junto com Jesper. Alguns personagens conhecemos apenas rapidamente, já outros, é possível conhecer um pouco mais. Existem alguns que eu nem entendia o que falavam mais acabei me apaixonando por eles (para quem assistiu, estou falando da Márgu <3).

Além dos personagens maravilhosos, várias mensagens de amor são passadas para vencer o ódio que os moradores de Smeerensburg sentem. Como por exemplo, ajudar as pessoas, afinal o velho Klaus só leva brinquedos para aqueles que são bonzinhos. É bonito perceber como no decorrer do filme Jesper vai mudando o pensamento de quase todos da cidade e até dele mesmo, sem que perceba.

O filme é claramente de natal, e quando vemos as trapalhadas de Klaus e Jesper, logo pensamos no Papai Noel com um ajudante. Durante o longa é possível dar algumas risadas e se divertir com os dois.

“Klaus”’ está com classificação de dez anos e, acredito que isso seja porque quando conhecemos Smeerensburg ela é violenta, com as pessoas brigando entre si, sejam adultos ou crianças. Então, caso queira ver com uma criança, saiba que há um pouco disso no filme, não acredito que seja nada muito forte, mas é bom avisar.

Para finalizar, eu preciso dizer que gostaria de ter assistido ao filme em espanhol. Isso tudo porque a pessoa que dupla Jesper é um cantor que eu tenho estado viciada nos últimos tempos. Como na Netflix não tinha a opção do espanhol, acabei assistindo em português mesmo. O que foi bom, porque eu chorei tanto no final, que acredito que teria me desconcentrado na língua estrangeira.

“Klaus” está concorrendo ao Oscar na categoria de “Melhor Animação”, e para mim, ele merece muito esse prêmio. Além do Oscar, o filme também nominado para o Goya nas categorias “Melhor Canção Original” e “Melhor Animação”. Já no BAFTA, o filme ganhou como “Melhor Animação”.

O filme é dirigido e escrito por Sergio Pablos (“Meu Malvado Favorito” “Pé Pequeno”) , que tem em “Klaus” sua estreia como diretor, e co-dirigido por Carlos Martínez López. No Brasil, o filme é dublado por Daniel Boaventura (Klaus), Fernanda Vasconcellos (Alva) e Rodrigo Santoro (Jesper). Vozes de peso, ou não? Para não deixar ninguém curioso, na versão em espanhol quem dubla Jesper é Sebastian Yatra.

Só mais uma coisinha! Eu acredito que já tenha falado que amo uma boa trilha sonora, então que tal curtir essa música linda do filme “Klaus”? Invisible!

Já assistiram Klaus? O que acharam? Me contem nos comentários!

 

Estreia: 15 de novembro de 2019
Duração: 1h36min
Gênero: Animação
Direção: Sergio Pablos
Elenco: Daniel Boaventura, Fernanda Vasconcellos e Rodrigo Santoro
Disponível: Netflix

 

 

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário