LIVRO

RESENHA | ESPERANÇA – LESLEY PEARSE

05 agosto, 2019 por

ESPERANÇA - LESLEY PEARSE

Hoje temos a resenha de mais um romance de época da Arqueiro. “Esperança” de Lesley Pearse foi lançado esse ano pela editora e tem tudo o que um bom livro precisa ter: uma história que te motiva a continuar lendo, do início ao fim.

Na Inglaterra, em 1836, o nascimento da pequena Hope tem tudo para ser um escândalo. Afinal era a prova do adultério de Lady Harvey. No entanto, a menina acaba sendo entregue a uma das criadas da dama e cresce sem saber sua verdadeira origem.

“- Não conte com isso. – Meg fez uma careta. – Uma mulher com segredo desses é um animal perigoso.”

Anos depois, quando acaba indo trabalhar na mansão dos Harveys, já com 14 anos, Hope acaba presenciando o que não deveria ver e é forçada a ir embora da mansão apenas com a roupa do corpo e sem poder contatar a família.

Morando em Bristol, no meio da miséria e de doenças, Hope se vê enfrentando uma epidemia de cólera. No entanto, a coragem e a gentileza da menina fazem com que ela se destaque no meio das pessoas e o destino até então infeliz pode acabar mudando. Porém, segredos que por muitos anos ficaram guardados, podem vir à tona.

Primeiramente, tenho que pedir desculpas. Tentei fazer uma boa sinopse, mas não sei se adiantou e vou explicar o porquê de não conseguir. O livro é denso, não falo pela quantidade de páginas e sim pela quantidade de história e acontecimentos.

ESPERANÇA - LESLEY PEARSE

Nada de romance de época onde a mocinha é uma mulher fora da sua época, encontra o mocinho, se apaixonam e depois de muita intriga conseguem finalmente ficarem juntos. Não, esse livro fala sobre amor sim, mas também fala sobre família, amizades e, tem segredos e intrigas que conseguem fazê-lo ser interessante até a última página.

Principalmente: fala sobre uma família que é muito mais do que sangue, e laços que são construídos e selados com amor.

Como disse antes, a trama te prende do inicio ao fim, e isso porque não é apenas um fato que acontece nela. Nós acompanhamos a vida dos personagens do livro e de tudo o que está acontecendo com eles. E isso é algo muito legal.

Está certo que a história tem um foco: Hope e o fato de ela ter nascido em uma família nobre mas, ter crescido com os criados. Mas tudo o que está em torno desse fato e dessa personagem não passa despercebido.

Nós acompanhamos a história desde o dia do nascimento de Hope, depois passamos pelo crescimento da menina, sempre vendo os dramas que todos os personagens estão passando. Quando a menina é expulsa da mansão, novos personagens aparecem, mas a autora consegue continuar contando a história dos antigos.

Durante pouco mais de 500 páginas a autora precisa mudar o ponto de vista constantemente, para que possa mostrar o que todos os personagens que existem na história estão fazendo.

Nas primeiras páginas acompanhamos Nell, isso me causou certa estranheza, já que na sinopse sabia que Hope era a personagem principal. Mesmo depois que a menina cresceu e a autora continuou indo para diferentes lugares e personagens, sem acompanhar Hope, comecei a entender e gostar do que ela estava fazendo.

Apesar de ter uma protagonista, o livro não foca apenas nela e sim na vida de todos que fazem parte da trama que Pearse criou.

“Havia algo nela, a ousadia em seus olhos, a inclinação da cabeça, que insinuava que poderia encontrar o caminho de volta para o lugar a que pertencia.”

Cheio de dramas, intrigas, segredos e emoção, “Esperança” te leva para uma viagem pela Inglaterra, e por fatos históricos do país, como a guerra dos britânicos com a Rússia. Além disso, a autora consegue manter o leitor intrigado e instigado até a última página, que é quando todos os desfechos da história acontecem.

Tenho que dizer que apesar dos meus elogios a história, se eu visse a edição em uma livraria eu passaria direto por ela. Isso porque a capa não chamaria minha atenção. Nunca gostei muito das capas que tivessem pessoas ao invés de desenhos. Além disso, ela acabou ficando muito clara, sem elementos que chamassem a minha atenção.

Lesley Pearse mora em Devon, é mãe de três filhas e avó de quatro netos. Antes de começar a escrever ela trabalhou como babá e costureira. Pearse teve seu primeiro livro publicado quando tinha 49 anos, hoje ela possui quase trinta livros publicados e mais de dez milhões de edições vendidas no mundo inteiro. Apesar de “Esperança” ser o primeiro livro da autora pela Arqueiro, Lesley tem outras três histórias publicadas pela editora Novo Conceito.

Após terminar de ler “Esperança” de Lesley Pearse só fica meu desejo para que continuem trazendo o trabalho da autora para o Brasil, porque eu simplesmente estou apaixonada pela escrita dela.

“Nell pensou em quão abnegada era sua mãe. Se concordasse em ficar com a criança, iria amá-la e cuidar dela da mesma forma que fizera com todos os filhos, e Nell não tinha dúvidas de que, dali a uma ou duas semanas, Meg provavelmente já teria esquecido que não dera à luz aquela criança.”

___________________________________________________________________________________________________________________

ESPERANÇA - LESLEY PEARSETítulo: Esperança
Autora: Lesley Pearse
Ano: 2019
Páginas: 560
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época, Ficção
Adicione à sua lista do Skoob
Onde Comprar: Amazon

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

7 Comentários

  • Yvens
    agosto 14, 2019

    Olá, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro e a autora, mas adorei a sua resenha e principalmente as fotos, elas ficaram lindas. Fico contente que gostou da leitura e que foi conquistada pela autora.
    Abraço!

  • Pollyanna Campos
    agosto 12, 2019

    Olá, tudo bom?
    Li alguns outros livros da autora e o que sempre gostei neles foi algo que você ressaltou: a autora ter uma protagonista mas não focar sua história inteiramente nela. Isso deixa a trama muito mais dinâmica e envolvente né? Adorei saber também que aqui não temos só romance e sim uma história sobre família, amizade, intrigas… Mal posso esperar para ler! Amei sua resenha ♥
    Beijos!

  • Pah
    agosto 12, 2019

    Oi tudo bem?
    li um livro da autora que saiu pela NC há uns anos atrás e lembro que gostei bastante da escrita e que a autora apresenta alguns temas fortes. Já tinha visto esse livro em algumas postagens, mas até agora não tinha visto mto bem do que se tratava. Parece um ótimo livro e adorei a resena

  • Marijleite
    agosto 12, 2019

    Oi, gostei muito de saber que a autora só teve seu primeiro livro publicado depois dos 40, dá certa esperança, rsrs. Ótima a sua resenha! Esse parece ser um romance de época beeem diferente do que vemos por aí. Fiquei curiosa para ler e desvendar todos os segredos que rondam a vida da protagonista.

  • Luna
    agosto 12, 2019

    Desde que eu soube do lançamento deste livro é que venho desejando-o! Justamente por não ser um romance de época comum. Sempre ouvi falar maravilhas das histórias da autora e nem acreditei quando a Arqueiro finalmente resolveu apostar nos títulos dela! Só preciso esperar uma boa promoção para adquiri-lo.rs

    Amo o fato da autora dar valor a todos os personagens, de não estarem na história só por estar. E por não focar tanto assim no romance, mas sim nas histórias de vida da Hope e de todos ao seu redor. Sei que vou amar este livro!

    Ao contrário de você gostei muito da capa. Também não sou de gostar de pessoas nas capas, mas esta me interessou, pois há um certo mistério no olhar da moça e o fundo da imagem que nos remete direito aos livros de época.

    Bjs!

  • Jessica Oliveira
    agosto 10, 2019

    Apesar de eu ser uma grande apaixonada pelos romances de época, esse é um dos livros do gênero que não me chama a atenção. Acho que os livros mais “melosos” como os de Lisa Kleypas, Mary Balogh e Julia Quinn fazem muito mais o meu estilo.

    Beijos.

    Books and Movies
    http://www.booksandmovies.com.br/

  • Ana Caroline
    agosto 08, 2019

    Olá!

    Apesar de ser um livro grande, da pra ver que a história é bem envolvente.
    Gostei de você ter citado que o foco do livro não fica só no romance principal, mas também em outras questões que também se tornam importantes na trama.
    Adorei a sua resenha, confesso que pela capa eu também passaria longe, mas agora estou curiosa a respeito.