FILMES

DE VOLTA PARA O FUTURO | CRÍTICA

17 julho, 2020 por

De volta para o futuro
Nerds saudosistas dos anos 80, para nossa alegria, De volta para o futuro está disponível em dois serviços de streaming, na Netflix e no Prime Vídeo da Amazon. Você nunca viu esse ícone da ficção cientifica? Não perca a chance, esse filme é um clássico do cinema, está comemorando 35 anos de estréia e tem uma aprovação acima dos 95% de seus telespectadores. Eu matei as saudades vendo também as duas continuações que estão disponíveis no Prime Vídeo.

Em julho de 1985, os cinemas norte americanos receberam o seu grande público para a estreia da comédia de ficção cientifica, o aclamado De volta para o futuro, que mesmo com o passar de mais de 30 anos continua conquistando novos corações. A ideia do filme surgiu quando Bob Gale (roteirista) estava organizando o seu porão e encontrou um anuário da época de escola do seu pai. “Será que eu e meu pai seriamos amigos se tivéssemos estudado juntos?” Assim, Gale e Robert Zemeckis (Forrest Gump, Naufrago) esboçaram o roteiro dessa magnifica história.

Vários estúdios recusaram a produção desse filme, até o sucesso financeiro de “Tudo por uma Esmeralda”, dirigido por Robert Zemeckis em 1984, o projeto então foi comprado pela Universal Pictures e teve Steven Spielberg como produtor executivo. Originalmente, Eric Stoltz (Pulp Fiction) foi contratado para interpretar Marty McFly quando Michael J. Fox estava ocupado filmando a série de TV Caras e Caretas, na qual o ator estava como destaque depois que uma das atrizes se afastou por conta de uma gravidez.

Após algumas semanas de gravação, Stoltz e a equipe concordaram que ele foi a escolha errada para o papel, com a restituição da atriz da série, Fox recebeu uma nova proposta e conseguiu trabalhar em uma agenda que permitia se comprometer aos dois projetos.

Na história, temos o cientista doutor Emmett Brown (Cristopher Lloyd) que realiza o seu sonho de muitos anos, constrói uma máquina do tempo utilizando um carro DeLorean DMC-12. Feliz com sua conquista, Doc liga para seu amigo Marty Mcfly (Michael J Fox) combinando um encontro no estacionamento do Shopping Pinheiros Gêmeos para mostrar sua invenção. Só que para o DeLorean funcionar é necessário plutônio, que Brown conseguiu enganando terroristas líbios, que queriam a construção de uma bomba nuclear.

Fugindo desses terroristas, acidentalmente, Marty é transportado para 1955, onde conhece as versões jovens de seus pais. Como Marty fará para conseguir voltar ao futuro? Será que conseguirá sequer nascer? Pra piorar, no passado para onde foi enviado, acabou sendo amparado por sua família materna e sua mãe se apaixonou por ele!

De volta para o futuro

O ano de 1985 apresentado no começo do filme mostra uma família Mcfly bem monótona e nada invejável, o pai George Mcfly (Crispin Glover) vive sendo insultado por seu chefe Biff (Thomas F Wilson), a mãe Lorraine (Lea Thompson) tem seus problemas com o alcoolismo e os irmãos de Marty se contentam com trabalhos mais simples, não possuem nenhuma ambição na vida, sendo ele o único sonhador em busca de sua carreira como astro do rock.

O filme nos embarca em uma aventura atemporal, a gente se diverte com os diálogos e com as situações, não tem como não pensarmos em como nos relacionaríamos com nossos pais adolescentes, que mesmo sendo de gerações diferentes (1955 vs 1985) não são tão diferentes assim.

De volta para o Futuro se tornou o filme de maior sucesso do ano, arrecadando mais de US$ 380 milhões em bilheteria e recebendo aclamação pela crítica. Ele venceu o Hugo Award de Melhor Apresentação Dramática e o Saturn Award de Melhor Filme de Ficção Científica, além de indicações ao Oscar, ao Golden Globe e outros. Ronald Reagan até citou o filme em seu Discurso sobre o Estado da União em 1986.

Em 2007, a Biblioteca do Congresso estadunidense selecionou o filme para preservação no National Film Registry, e em junho de 2008 a American Film Institute o reconheceu como o 10º melhor filme de ficção científica estadunidense.

E temos de presente a melhor trilha sonora de todos os tempos (disponível no Spotify), Alan Silvestri desenvolveu uma trilha sonora que integra ao filme uma tonalidade épica, levando a aventura atemporal a patamares elevados, além da música-tema, a trilha sonora do primeiro filme contém duas canções originais da banda Huey Lewis and the News: “Back in Time” e “The Power of Love” – esta segunda colocou a banda no topo das paradas de sucesso nos EUA pela primeira vez e foi indicada ao Oscar de melhor canção original.

Assistam! Garanto boas horas de risada com esse clássico que me encanta mesmo depois de tê-lo visto incontáveis vezes. E já estou querendo ver de novo só de escrever essa crítica! Ah, a Darkside Books também tem um livro com os bastidores da história e que merece ser lido: De Volta Para o Futuro – Os Bastidores da Trilogia: O futuro é agora!

Para deixar vocês com mais vontade de assistir (ou rever) essa obra-prima do cinema, selecionei 10 curiosidades sobre o filme que eu adorei ter descoberto em minhas pesquisas:

1- “De Volta Para o Futuro” custou apenas US$ 19 milhões de dólares para ser produzido.
2- O filme estreou em uma quarta-feira e fez US$ 11 milhões no primeiro final de semana de exibição nos EUA.
3- O intérprete do Karate Kid, Ralph Macchio recusou o papel de Marty McFly, o que deve lamentar até hoje.
4- John Lithgow, que tinha outros compromissos, recusou o papel do lunático inventor, que foi parar nas mãos de Christopher Lloyd.
5- Michael J. Fox é apenas dez dias mais novo que Lea Thompson, atriz que interpreta sua mãe no filme. Além disso, ele é três anos mais velho que o ator Crispin Glover (pai).
6- Antes de escolherem o DeLorean como o veículo da viagem no tempo, os produtores do filme cogitaram até mesmo uma geladeira nas primeiras versões do roteiro, porém, eles ficaram com medo que as crianças brincassem de viajar no tempo em casa e acabassem trancadas nos refrigeradores.
7- O carro com portas que abrem para cima é de uma fabricante irlandesa e teve apenas 9 mil unidades produzidas. Acredita-se, porém, que ainda existam cerca de 6,5 mil espalhadas pelo mundo.
8- Sabe quem é o professor que rejeita a banda de Marty McFly? Huey Lewis, autor do tema principal do filme.
9- Stanley Kubrick é homenageado pelos produtores em uma cena que Marty McFly conecta sua guitarra em um amplificador no laboratório do Doc Brown. Ao fazer isso, aparece um letreiro com CRM 114. As letras são o nome do decodificador que aparece em “Doutor Fantástico” e os números se referem ao código de exploração de Júpiter em “2001 – Uma Odisseia no Espaço”.
10- Em uma cena de 1955, aparece um cinema que está exibindo os filmes “A Boy’s Life” e “Watch the Skies”. Trata-se de dois títulos iniciais de filmes de Steven Spielberg. (fonte)

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

22 Comentários

  • Victoria
    julho 27, 2020

    Eu não tenho nem palavras pra descrever o quanto eu AMO essa trilogia, tudo pra mim! Fiquei super feliz quando entrou pra Netflix e Amazon. É simplesmente perfeito, né? E SUPER bem feito! Adorei as curiosidades também, achei sensato não usarem a geladeira hahaha!

  • Lucas buchinger
    julho 27, 2020

    Acredita que eu nunca assisti a nenhum filme dessa franquia? Pretendo fazer isso muito em breve pois só vejo comentários positivos sobre <3 como sempre, um post perfeito e sem defeitos! Parabéns *-*

  • Joyce
    julho 27, 2020

    Gostei de saber sobre as curiosidades do filme. Ainda não assisti ele na Netflix, vou ver se tenho tempo pra dar uma remomerada.

  • Grazi,
    Amei matar a saudade desse filme
    Deu muita saudade mesmo

    Lembro das primeiras vezes que assisti e ano passado ate comprei o livro pra matar a saudade.

    Agora sobre as curiosidades, to chocada com o valor que foi gasto no filme, 19 milhoessssssss

  • Camille
    julho 27, 2020

    Olá, Graziela!

    Já faz muito tempo que assisti e não lembro de quase nada, mas com certeza reconheço o grande clássico que esse filme é. Com certeza, foi uma enorme contribuição para as produções sobre viagem no tempo. Acho que vou aproveitar seu post e rever para relembrar, porque me lembro de ter gostado muito da primeira vez que vi.

  • Raphael Martins
    julho 27, 2020

    Por incrível que pareça, nunca assisti, que vergonha kk, mas amo histórias de ficção científica com viagens no tempo, por isso adoro Doctor Who.

  • Carol Nery
    julho 27, 2020

    Arrasou nessa crítica, gêmea. Coisa linda!! Me senti privilegiada, pois foi quase um pedido meu esse post. Sensacional. Tanto retratando a história e nos puxando pela memória, como também desencavando essas curiosidades!!
    Ah, dos filmes, uma das minhas cenas preferidas é o Martin tocando no baile da rsco Johnny B. Goode. Aammmoooo!!!!
    Assim como amo você. Beijocas com saudades

  • Valéria
    julho 27, 2020

    Oi, Grazi. Aaah que bela postagem..me.fez viajar no tempo (olha o trocadilho hahaha )
    Eu amo esse filme. Adoro os anos 80 de modo geral. E não sabia dele estar disponível nos streamings. Lá vai eu rever hahaha

    Amei essas curiosidades. Não sabia de pelo menos metade das informações.
    Küss

  • Erika Monteiro
    julho 27, 2020

    Oi, tudo bem? Ah, que nostalgia mais gostosa. Amo os filmes dos anos 80. Um melhor do que o outro. O que dizer da trilha sonora? Desse filme não lembro tantas músicas mas de outros como Flashdance ou O clube dos cinco são inesquecíveis. Sendo sincera acho que o Michael deu mais certo do que se o Ralph tivesse aceito. Ele é melhor em Karatê Kid. Um abraço, Érika =^.^=

  • Maisa Gonçalves
    Maisa Gonçalves
    julho 27, 2020

    Grazi, que delícia de post… é da minha época, e como amei acompanhar Marty e o Dr. Brown, nem sei quantas vezes assisti. Preciso apresentar à minha filha… adorei as curiosidades, só sabia da geladeira!

  • Eu amo tanto esses filmes, cresci os assistindo esse ano a sky fez uma maratona com todos os filmes em sequência e adorei relembrar todos. Adorei o post, trouxe muita nostálgica. Pretendo adiquirir o livro para ter como lembrança

  • Débora Vicente
    julho 26, 2020

    Eu gosto bastante da história e tudo, mas hora em dia por conta dos gráficos não consigo mais assistir sem achar estranho.

  • Debora Sapphire
    julho 26, 2020

    OMG! Eu já assisti repetidas vezes esse ícone da ficção científica dos anos 80 e sua franquia. Nunca me canso de ver “De volta para o futuro”. Muito bacana que esteja disponível nesses dois serviços de streaming. Ou seja, na Netflix e no Prime Vídeo da Amazon. É ótimo se ter no catálogo! Enfim, adorei e achei bem instigante ler as suas considerações sobre esse filme! Amém de todas essas curiosidades incríveis! Deu até vontade de assistir de novo hahaha.

  • Vitor Damasceno
    julho 26, 2020

    Ai gente, esse filme é pura nostalgia ! Muito muito bom! Um dos melhores da Sessão da Tarde, rsrsrs lembro que eu fazia até pipoca, kkkk
    Gostei muito das curiosidades que trouxe, vou aproveitar para reve-los.

  • Letícia Guedes
    julho 26, 2020

    Gente, eu já perdi as contas de quantas vezes tentei começar a ver o primeiro filme da trilogia e, por um motivo ou outro, parei. E é engraçado, porque todo mundo a minha volta ama e me indica com frequência esse clássico, dizendo (como você disse) que é um filme bem engraçado e interessante. Bom, vendo a sua crítica e sabendo de todas essas novas informações (a curiosidade da geladeira tá me fazendo rir a cada vez que lembro), fiquei tentada mais uma vez a assistir, ainda mais sabendo que consigo ver a trilogia toda pela Amazon Prime. Espero que agora dê certo huahuahaau

  • Eduardo
    julho 25, 2020

    Olá,
    Esse filme é um clássico, enquanto lia seu post lembrei das tardes em que assisti esse filme quando passava na Globo. Anos depois pude entender a relevância e importância dele pra história do cinema, todas as referencias que buscou, e como também se tornou fonte de referencia de tantos outros.
    Seu post está incrível, muito bem elaborado e completo.

    Att, @somaisumaleatorio (https://somaisumaleatorio.wordpress.com)

  • Yasmine Evaristo
    julho 25, 2020

    Esse é um daqueles filmes que envelheceu super bem. e não apenas o primeiro como suas duas sequências. Fora que a maneira que eles se encaixam tão bem faz parecer que foram gravados ao mesmo tempo. Sem dúvidas um dos meus favoritos.

  • Cris
    julho 21, 2020

    Clássico!!

    Não tem como comentar sem falar essa palavra! Pura nostalgia! Esse texto faz a gente lembrar aquele momento de sessão da tarde onde todos paravam pra ver o menino do “ de volta para o futuro” adore ter essa recordação durante essa leitura!

  • Leila
    julho 21, 2020

    Adorei sua opinião sobre esses clássicos amiga! Não sou dos anos 80, mas amo esses filmes kkkk estou planejando revê-los há um tempo e agora que tem nas duas plataformas, vou aproveitar!

  • Gabriel Telles
    julho 21, 2020

    Não só um grande clássico dos anos 80 como da história do cinema. Adorei as curiosidades trazidas por sua crítica, Graziela! De volta para o futuro influenciou várias gerações e marcou uma era! Parabéns pela análise!

  • Ana Lúcia
    julho 21, 2020

    Ah, Grazi, esse filme é top demais. Faz a gente se lembrar de 1985 como se fosse hj. Eu tinha só 15 anos. Que época feliz e descompromissada. Vc escolheu um filma muito bom. Tomara que as pessoas se animem a ver, e os outros a rever.

  • Carolina
    julho 21, 2020

    Filme muito bom, nostálgico e essa resenha maravilhosa.