Distribuidora: Warner Bros | Estreia: 09/08/2018 | Gênero: Terror | Duração: 1h30

No dia 07 de agosto, a equipe do Blog Coisas de Mineira, foi convidada a assistir a uma sessão especial do filme, “Megatubarão” na sala IMAX do shopping boulevard. E vamos confessar, esse enredo soube aproveitar as tecnologias para dar emoção a história, que em sua essência não foge muito do modelo tradicional mortes e final feliz.

Com estreia marcada para hoje dia 9 de março no Brasil, a superprodução estrelada por Jason Statham (de ‘Velozes e Furiosos 8’) no papel principal, traz para o cinema o maior tubarão que o público de cinema já viu. E além desses gigantes descritos, o filme ainda conta com Rainn Wilson (da série ‘Star Trek: Discovery”) como um bilionário mantenedor das pesquisas de um visionário oceanógrafo chinês – Winston Chao, (de ‘Fora do Rumo’), e da sua filha Suyin (Li Bingbing, de ‘Transformers: A Era da Extinção’).

A história começa quando esse grupo junto com outros membros da população abrem uma fenda na mais profunda fossa do Oceano Pacífico, mas o que até então era festa, se torna uma sequência de pesadelos após a tripulação do submarino ficar presa dentro do local devido há um ataque do Megalodon, um tubarão pré-histórica extinto de mais de 20 metros de comprimento. Para salvá-los, Jonas Taylor é contratado, pois já havia encontrado com a criatura anteriormente e era um mergulhador especializado em resgates em água mais profundas.

+ CRÍTICA DE ESTREIA | ACRIMÔNIA (ACRIMONY)

É exatamente um filme surreal, mas as cenas são selvagens o bastante para manter a atenção durante todo o tempo. O ponto alto fica para a interpretação da pequena Fan Bingbing, que traz o tom inocente e leve ao drama. Em resumo, podemos dizer que o filme mostra em sua essência as consequências de “brincar” com o fundo do mar e apresenta um tubarão gigantesco executando vingança justificável contra quem invade o seu território.

Para finalizar, se existe uma palavra que descreve esse filme eu diria adrenalina. Com imagens chocantes e cenas apreensivas a história é perfeita para os cinéfilos que procuram algo mais emocionante nas telas de cinema que beiram até o absurdo. E para que você entenda do que estou falando, a produção do filme criou um vídeo 360º com Realidade Virtual que te leva para conhecer o tubarão pré-histórico no fundo do oceano.

Curiosidades:
O filme é baseado no livro “MEG: A Novel of Deep Terror”, escrito por Steve Alten.
Eli Roth iria dirigir o longa, mas deixou a produção devido a diferenças criativas com o estúdio. Ele foi substituído por Jon Turteltaub.
Originalmente, o filme Megatubarão teria cenas de extrema violência. No entanto, foram cortadas para que o longa conseguisse a classificação indicativa de 13 anos.