La La Land - Cantando Estações: Críticas



Mesmo que você seja um desligado do cinema, ou pouco amante de musicais, já deve ter ouvido falar do filme “La La Land – Cantando Estações” que estreou esta semana. Principalmente após o Globo de Ouro onde ele ganhou os 7 prêmios dos quais concorreu. E é sobre ele que eu estou aqui para falar com vocês, o longa que mais aguardei nessa temporada!

 


O filme conta a história de Mia (Emma Stone, conhecida por Gwen Stacy de “O Espetacular Homem Aranha” e Sam de “Birdman”), funcionária de uma cafeteria localizada dentro de um grande estúdio e que concilia seu trabalho com o sonho da carreira artística, indo a várias audições mas sendo rejeitada apesar de seu grande talento. Do outro lado está Sebastian (Ryan Gosling, conhecido por Noah em “Diário de Uma Paixão”), um pianista de Jazz fracassado em busca do sonho de ter uma casa de shows e reconhecimento no ramo. O destino fará com que estes dois se encontrem e lutem pelo relacionamento juntamente com a busca pelo sucesso em uma cidade extremamente competitiva.


La La Land - Cantando Estações | Trailer Legendado




Já de cara você se depara com uma linda sequência musical onde o filme te mostra a que veio! No meio do engarrafamento da grande cidade, pessoas sonhadoras e aspirantes ao sucesso abandonam seus carros e iniciam um número musical, tudo intercalado com muitas cores e sons. Por falar em cores, estas acompanharão todas as sequências seguintes, dando todo um charme especial à obra. A alternância entre ritmos agitados e lentos, luzes fortes e fracas e cores vibrantes e neutras te faz viajar entre as emoções vividas pelos personagens.

 



É aquele filme que te faz
esquecer o que tem lá fora e ficar ali, vivendo aquela emoção. Durante as
quatro estações do ano
você está ali, vivendo com Mia e Sebastian os momentos
de amor, dificuldades e busca pelo sucesso. Um filme bastante atemporal, que
apesar do clima de nostalgia causado por seu figurino e fotografia, nos remete
a uma Hollywood moderna com o uso de celulares e outras tecnologias. É tudo tão
mágico ao ponto de te fazer SENTIR desde as primeiras notas das emocionantes
Late for the Date” (Tema do Casal) e “City of Stars”, pontos altos do filme
(vou deixar um trecho de “City of Stars” aqui abaixo), ambas compostas por Justin Hurwitz.




La La Land – Cantando Estações | Trailer Legendado



O filme chegou para acabar com a dúvida de que o jovem diretor
Damien Chazelle de apenas 31 anos teria o “sucesso de um filme só”. Aclamado em
2014 pelo filme
 Whiplash –
Em Busca da Perfeição
 (Indicado
a 5 categorias do Oscar, sendo vencedor em 3; vencedor do Globo de Ouro de
Melhor Ator Coadjuvante em Cinema para
 J.
K. Simmons), Chazelle aposta mais uma vez no “mundo musical” e traz para as
telonas o brilhante e doce La La Land.



O destaque também vai para Emma Stone e Ryan Gosling, que até então
não haviam recebido destaque em nada do gênero, e já começaram vencedores nas
categorias de melhor ator e atriz em musical ou comédia do Globo de Ouro deste
ano. E não é para menos, o trabalho dos dois está lindíssimo, charmoso e dotado
de bastante sensibilidade, sendo nítido o esforço que ambos tiveram nos mínimos
detalhes de seus personagens.



 

Não é de se estranhar que o filme esteja super cotado para a edição do Oscar este ano (as
indicações serão anunciadas dia 26 de janeiro). No último dia 08, saiu vencedor das
7 seguintes categorias na 74ª edição do Globo de Ouro: melhor comédia ou
musical; melhor diretor e melhor roteiro, para Damien Chazelle; melhor ator em
comédia ou musical, para Ryam Gosling; melhor atriz em comédia ou musical, para
Emma Stone; e melhor canção original e melhor tilha sonora, ambas para o
compositor Justin Hurwitz.
 
Então eu indico que
assistam, se emocionem e voltem aqui pra contar o que acharam!
Agora eu… eu
preciso urgente de um CD dessa trilha sonora!
 
14 indicações ao Oscar 2017