CRÍTICA DE ESTREIA | DE PERNAS PRO AR 3

09 abril, 2019 por

Distribuidora: Paris Filmes | Estreia: 11/04/2019  | Duração: 01:48h  | Direção: Julia Rezende | Elenco: Ingrid Guimarães, Maria Paula, Bruno Garcia | Gênero Comédia

Depois de sete anos chega aos cinemas no dia 11/04 o filme “De Pernas pro Ar 3”. Estrelado por Ingrid Guimarães no papel de Alice Segretto o longa além de ser uma comédia nacional muito envolvente também trás situações que podem nos fazer refletir um pouco…

Bem, antes de mais nada devo dizer que o tempo que demorou para sair a continuação da franquia que em 2010 e 2012 fez muito sucesso foi bem aproveitado na minha opinião, os atores puderam amadurecer tanto a si mesmos quanto seus personagens conseguindo envolver o telespectador no cotidiano da família e da vida de Alice.

Com uma abertura bem dinâmica vemos que a personagem é uma mulher moderna no auge de sua carreira que, aparentemente sabe conciliar o trabalho com a vida familiar ou será que não? Já dizia alguém que quando menos se espera sua vida e as pessoas nela mudam, seja a criança que cresce e o adulto que amadurece, e ao perceber que perdeu alguns momentos da vida de seus filhos a personagem resolve deixar a empresa aos cuidados de sua mãe e se readaptar ao dia a dia familiar de forma mais presente.

Alice tem que lidar com as novas tecnologias que estão sendo utilizadas em sua área de trabalho principalmente através de uma nova personagem que tanto nos mostra uma possível rival, quanto um retrato de Alice, Leona ( interpretada por Samya Pascotto) é uma empreendedora de uma empresa online que desenvolve um incrivel óculos de realidade virtual voltado para o mercado sexual, que se envolve em diversas situações com a protagonista onde se vê uma grande desenvoltura e presença marcante, sendo que as duas atrizes tiveram uma química incrivel em cena.

Mais do que uma comédia, o filme consegue trazer de uma forma sutil e leve e inteligente temas bastante pertinentes que fazem com que o filme esteja em sintonia com o cenário em que vivemos atualmente. E um dos principais pontos abordados é a colisão entre o moderno e o antigo que no decorrer da trama se dinamizam entre as personagens de Ingrid e Samya, afinal devemos sempre buscar um upgrade, uma renovação em nós e em nossas áreas de trabalho para sermos cada vez melhores, porque a experiência sempre será fundamental na busca pelo sucesso que é o que esse filme é.

Por ultimo, mas não menos importante temos uma trilha sonora que parece ter sido feita para as cenas do filme, paisagens e cenários que são maravilhosos (destaque para a Torre Eiffel em Paris e a casa da protagonista no Brasil)  e figurinos contemporâneos e estilosos.

Essa crítica foi feita pela nossa Leitora @AliceReis, que aceitou o nosso convite para cobrir a cabine de imprensa desse filme.

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário