Distribuidora: Paris Filmes | Estréia: 10/08/2017 | Gênero: Aventura, Comédia,  Fantasia | Duração: 1h50

Quando vi o trailer do filme, não pude deixar de fazer uma comparação com “O Alto da Compadecida”, um dos longas nacionais que eu mais gosto e não canso de ver. Apesar dessa associação que fiz dos dois filmes, a história de Pedro Malasarte é bem diferente da de João Grilo e Chicó.
“Malasartes e o Duelo com a Morte” tem como personagem principal Pedro Malasartes (Jesuíta Barbosa), um jovem que vive no interior do Brasil e é um malandro nato, conseguindo se livrar de várias enrascadas através da sua lábia e esperteza. Mas tudo isso é colocado em prova, por causa de uma profecia as parcas do destino tecem: o mais esperto dos homens enganará a morte, ou será a morte que enganará o mais esperto dos homens?

 

O longa me surpreendeu e me desapontou ao mesmo tempo. Por ter feito uma comparação com um filme que gosto muito, esperei que o personagem principal levasse o mesmo espírito de João Grilo, isso foi o que me desapontou. Não consegui achar aquele humor, meio malandro, meio sarcástico do personagem. Além disso, a história começou a ficar cansativa em determinado momento. Porém, a parte que surpreendeu foi uma das melhores coisas.
Estamos acostumados a ver as superproduções dos filmes estrangeiros, cheios de efeitos e cenários incríveis. Ao ver toda essa composição em um filme nacional, meu coração se encheu de orgulho. Em um projeto que o diretor Paulo Morelli tinha desde a década de 1980, cerca de 50% do filme são cenas montadas pelo computador. Sequências cheias de efeitos especiais e visualmente muito bem produzidas, resultado de um trabalho de dois anos. Outro ponto que me agradou bastante no filme foi a trilha sonora, composta de músicas típicas do interior do Brasil.Além de Jesuíta Barbosa, no elenco de Malasartes estão também Ísis Valverde interpretando Áurea, Leandro Hassum como Esculápio, Vera Holtz como a Parca Cortadeira e Milhem Cortaz como Próspero. O filme entra em cartaz na quinta-feira, 10 de agosto.