LIVROS

CORALINE – NEIL GAIMAN | RESENHA

13 julho, 2020 por

CCORALINE - NEIL GAIMAN

Coraline está de volta! Mais uma vez a Editora Intrínseca faz tudo e dá a Coraline a edição de luxo que ela sempre mereceu. O livro ficou lindíssimo, em capa dura e com destaques em tons de roxo. Como uma grande fã da história, fiquei muito animada com lançamento e tive o prazer de já receber o meu exemplar enviado pela editora. Vamos ver como ficou!

“Coraline” foi escrito pelo famoso e renomado autor de fantasia Neil Gaiman, sendo publicado em 2002. Seu objetivo inicial era criar algo para sua filha Holly, de cinco anos, inspirado na casa em que viviam e com o clima sombrio que a garotinha tanto gostava. Nesta edição temos então, já de cara, uma introdução feita pelo próprio autor falando sobre o processo de criação de “Coraline”, desde as semelhanças com sua vida à escolha do nome da personagem.

A jovem Coraline Jones acabou de se mudar com os pais para uma casa muito grande muito velha. No entanto, eles não moram sozinhos no local, que funciona basicamente como um complexo de apartamentos. Abaixo do apartamento de Coraline fica o das senhoritas Spink e Forcible, duas atrizes de teatro aposentadas e um pouco rabugentas. No apartamento acima da garota mora um velho maluco que treina ratos para uma apresentação circense. E ao lado do apartamento de Coraline fica um outro vazio.

A garotinha é bem curiosa e animada, tendo como principal hobby explorar novos lugares. Inicialmente a nova casa, com seu grande quintal e os novos vizinhos, são de grande distração para menina. Mas um dia chuvoso a coloca em completo tédio. Sem poder sair de casa e sem a atenção dos pais que estão muito ocupados com o trabalho, ela começa uma exploração nos cômodos da casa.

“Era uma vez uma garota que se chamava maçã.
Ela dançava muito. Ela dançou e dançou até seus pés virarem xauxixas. Fim.”

CORALINE - NEIL GAIMAN

E é então que ela encontra uma porta fechada com tijolos que na verdade é uma passagem para um mundo oculto onde ela tem outros pais, parecidos com os dela, ainda que com botões no lugar dos olhos. Aliás, tudo nesse novo mundo parece uma cópia do seu, tudo é idêntico, desde a decoração até os vizinhos.

No entanto, parecem sempre fazer a sua vontade, seguir sempre aquilo que a garota deseja, em uma tentativa de que ela não vá mais embora. E vai ser assim que a jovem Coraline vai precisar entender rapidamente o que significa ser corajosa e enfrentar perigos mais assustadores do que ela possa imaginar.

Se segurem, a fã está chegado. Pra mim é algo impossível não se encantar pela história dessa jovenzinha tão inocente e corajosa. A forma que Coraline enxerga e enfrenta os perigos que aparecem é exemplar. Ela não esconde que está com medo, ela não sustenta uma postura irreal forte, muito pelo contrário! Em diversos momentos ela chora, acha que não vai ter saída e consequentemente se sente completamente sem rumo. No entanto está convencida de que mesmo assim precisa seguir em frente. Isso é coragem!

“Porque coragem é quando você sente medo de fazer algo, mas faz mesmo assim, é quando você enfrenta o medo.”

Sua história serve como identificação pra várias outras crianças, principalmente na sociedade atual onde tempo é algo valioso e escasso. Tudo que a jovem curiosa queria era explorar e, claro, a atenção de alguém. A parceria. Mas seus pais precisavam estar muito ausentes por causa do trabalho e esta foi a oportunidade utilizada pela sua “outra mãe” para tentar convencê-la. O mal se aproveita de nossas fraquezas, é preciso estar atento.

Os personagens dessa história dão um show à parte! Todos são, em determinado momento, muito importantes para o desenrolar e desfecho da situação de Coraline. Ainda que em uma fala ou rápida aparição, aconselho que preste atenção principalmente nos diálogos dos vizinhos e do gato. Ao final desse texto vou deixar algumas curiosidades do livro que talvez você tenha deixado passar despercebido, mas farão TODA a diferença quando você prestar a atenção (se ainda não leu, lembra de voltar aqui depois. Prometo que não vai se arrepender).

“Então a mulher se virou. Seus olhos pareciam grandes botões pretos.”

Agora para tudo e vamos falar da Outra Mãe! Os pais do mundo secreto acabam colocando literalmente em escanteio os pais de Coraline, porém a outra é quem quase rouba a cena da história. Muito bem construída, você quase deseja acreditar nela, mesmo sentindo desde o começo que algo ali não está certo. E sua mudança gradativa física e de personalidade é sensacional. Que construção de personagem… Digna de Neil Gaiman mesmo.

É bem provável que em algum momento você já tenha se deparado com essa história. Talvez você seja um fã do filme, do autor, dos livros… Ou talvez você seja mais um que morre de medo da animação! É, eu sei. Essas pessoas existem e tenho alguns deles aqui em casa. Pelo que me dizem, é algo que não dá pra explicar, só sentir!

“Ela roubou nossos corações e nossas almas.”

Coraline

A animação de 2009 foi feita em stop-motion, mas se você não sabe o que é isso, tenha consciência que é um processo árduo de produção. A filmagem acontece quadro a quadro, com os personagens feitos, geralmente, por massinha de modelar, madeira, entre outros. Outros exemplos são “O Estranho Mundo de Jack” e “A Noiva Cadáver”. Ela foi um sucesso desde a semana de estreia, quando chegou a arrecadar 16 milhões de dólares. Teve como dubladora de Coraline a famosa atriz Dakota Fanning e foi indicado ao Oscar e Globo de Ouro como melhor animação.

Muito se especula sobre as “mensagens ocultas e teorias” contidas no filme. Eu realmente acho fantástico tudo isso e leio várias, mas quando você lê o livro percebe que elas não fazem tanto sentido assim, sabe. O que não as torna menos legais também, neh? Deixo como dica pra vocês o canal no YouTube do Felippe Barbosa que analisou o livro de uma forma sensacional, falando inclusive de alguns personagens e desbancando algumas teorias famosas. Conheçam com ele a teoria da idade da Outra Mãe!

A história de Coraline é rápida, curtinha que dá pra se ler em apenas um dia. Mas não se engane, o autor demorou anos para finalizá-la. Isso porque ela não era sua prioridade de trabalho. Mas se por um sua intenção era entreter sua filhinha, Neil Gaiman acabou criando uma história de coragem para várias outras no mundo todo.

Fica difícil dizer muita coisa sobre essa edição sem ficar repetindo como ela é linda. Porque é mesmo! O cuidado do projeto gráfico envolvendo tudo, desde a capa dura, o corte colorido, fitilho de marcação, até mesmo às novas ilustrações feitas por Chris Riddel em 2012 para uma edição comemorativa de 10 anos do livro. Em comparação com as anteriores, eu achei as novas bem mais modernas e bizarras (no bom sentido).

Para essa edição especial da Intrínseca foi realizada uma nova tradução, que no geral eu achei muito boa e atual, mas um detalhe é importante ressaltar. A Outra Mãe não é mais chamada de Bela Dama, que consequentemente tinha sido a solução para traduzir o termo “Beldam” na tradução anterior. “Beldam“, como é chamada a Outra Mãe em inglês, é uma palavra de um dialeto antigo britânico que se refere a algo semelhante a “bruxa velha“. Neste livro, o espírito da criança que utiliza o termo passou a chamá-la de “velhaca” (ao invés de Bela Dama). Nessa parte eu tive saudade… Adorava o nome Bela Dama!

CORALINE - NEIL GAIMAN

  • CURIOSIDADES

Deixo agora as curiosidades prometidas, pois desde o início os personagens parecem dar dicas e apresentar premonições de que coisas darão muito errado, inclusive a própria Coraline! Vou listar as que consegui perceber:

1. O velho maluco do apartamento de cima passa um lembrete dos ratos para que ela não entre pela porta.

2. As srtas Spink e Forcible dão a Coraline a pedra com furo no meio para ela se proteger.

3. Coraline tenta desenhar a NÉVOA e escreve essa palavra com o E separado das demais letras. Na verdade, aqui perdemos um pouco do significado na hora da tradução, pois no inglês se escreve MIST e o I (eu) que fica afastado, como se avisasse que ela iria se perder na névoa.

4. A srta Spink diz que nunca se usa verde no palco, mas no outro mundo qual a cor da roupa que ela usa em sua apresentação? Se falou verde, acertou!

5. A srta Forcible diz pra NUNCA mencionar no teatro a peça escocesa (se referindo a um mito dos teatros em relação a Macbeth). Mas no outro mundo ela faz uma citação no palco EXATAMENTE dessa peça.

6. O gato é o único personagem que não tem uma versão diferente de si mesmo no outro mundo com botões nos olhos, reforçando o conceito da autenticidade dos bichanos! Ele com certeza poderia ter dado várias dicas para Coraline, mas é um gato, neh…

E então é isso, edição de colecionador e que todo mundo que é fã do gênero precisa ter na estante. Espero ter conseguido passar um pouco do meu encanto pra vocês e me desculpem pelo excesso causado pela paixão! Hahahaha.

________________________________________________________________________________________________________ _____

Coraline
Titulo: Coraline
Autor: Neil Gaiman
P. Craig Russell
Dave McKean
Ano: 2020
Páginas: 224
Editora: Intrínseca
Adicione a sua lista do Skoob
Compre pela: AMAZON

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

9 Comentários

  • Gabriela Miranda
    julho 20, 2020

    Eu amei essa edição, eu acho que é mesma lá dos USA. Estou aguardando ansiosamente ela chegar para enfim começar a leitura. Eu amo e filme, sempre que posso repito a dose e nunca li o livro. Espero gostar também 🙂
    – Gabi

  • Carol Nery
    julho 20, 2020

    Amiga, com certeza você conseguiu passar todo seu amor e encanto por essa obra. Que texto bem organizado e recheado de informações. Eu adoro Coraline de verdade. E essa edição eu quero na coleção.
    Arrasou no post, Karina. Ah, acho que também prefiro Bela Dama. <2

  • Valéria
    julho 20, 2020

    Olá, Karina. Nossa, eu sou apaixonada por Neil Gaiman e Coraline é uma leitura extraordinária. Essa edição ta bonita, mas confesso que prefiro a antiga, tem um ar mais sombrio que essa. Acho que condiz melhor com a trama. Aaah, o Gato é o meu preferido. Interessantes essas curiosidades sobre os personagens, eu não tinha me atentado a essa questão do nome Beldam e da nevoa.
    Vou dar uma.sacada nesse canal que você indicou.
    Tschüss

  • Erika Monteiro
    julho 20, 2020

    Oi Karina, tudo bem? Tenho visto muitos comentários sobre esse novo lançamento da Intrínseca e confesso que fiquei encantada com essa edição. O livro em si não conhecia até ver a divulgação, mas o filme é um dos favoritos da minha irmã. Lembro que uma vez comecei assistir e quando cheguei naquela parte dos olhos de botão achei meio bizarro e fiquei com “medo” e não terminei de ver haha Quem sabe agora dê outra chance. Um abraço, Érika =^.^=

  • Victoria
    julho 20, 2020

    Não dá nem pra negar que essa edição está simplesmente maravilhosa, né? *-* A Intrínseca realmente acertou! E concordo, Kah, Coraline merecia muuuuuito! Fora que, affffff, essas fotos PERFEITAS??? Peguei mais amor ainda em Coraline vendo sua paixão! hahahaha Adorei a resenha, os detalhes, tudo!

  • Debora Sapphire
    julho 19, 2020

    Acredito que a Editora Intrínseca está de parabéns! Porque essa edição de luxo de Coraline está fantástica! Eu sempre achei essa história pra lá de intrigante e fascinante, mesmo antes de saber que a adaptação era baseada nesse livro do Neil Gaiman. Achei incríveis essas curiosidades que você deixou aqui pra gente também! Arrasou. Realmente, eu prestarei uma nova atenção ao reler. Eu também sempre fui muito curiosa, então é impossível não se identificar com a personagem! Ótimas considerações.

  • Letícia Guedes
    julho 19, 2020

    Que edição incrível! Coraline é uma história que sempre me despertou a curiosidade por causa dessa questão do duplo e do eu. Eu pensei seriamente em assistir o filme, mas cismei de ler antes e até agora nada. Fiquei apaixonada por essa edição da Intrínseca, mas o preço salgado tem me impedido de adquirir até então rs. Sua resenha me deixou ainda mais curiosa, adoro histórias que são como uma caça à pistas, pois tudo carrega mais significados do que imaginamos a princípio. Abs!

  • Ana Claudia
    julho 19, 2020

    Olá! Como vai? Sempre digo que nunca li Neil Gaiman (provavelmente já mencionei isso aqui também!). E, nossa, Coraline é realmente uma história que super topo! Houve uma época (tempos atrás), que eu só tinha vista a adaptação e sequer sabia que ser uma obra dele. Crê nisso?! Estava meio, ou completamente out, do meio Literário. Mas, pra te falar a verdade, mesmo essa edição da Intrínseca estando linda, a que quero mesmo é a versão em inglês. Inclusive, vc me fez lembrar de adicionar na minha wishlist. Bjs

  • Cibele
    julho 19, 2020

    Olá!
    Acredita que ainda não li esse livro?! Mas depois dessa edição maravilhosa minha vontade só aumentou. Já vi várias indicações desse livro e acredito que nunca vi alguém que não tenha gostado.
    Amei conhecer sua opinião e saber que você amou tanto essa leitura.
    Achei super interessante as curiosidades que você trouxe, confesso que não conhecia nenhuma.
    Assim que tiver a oportunidade de ler com certeza o farei. Ainda mais por saber que é uma leitura rápida, acredito que seja ótimo para intercalar com leituras mais pesadas.
    Dica anotada, beijos!