LIVROS

BTK PROFILE: MÁSCARA DA MALDADE – R. WENZL… | RESENHA

11 novembro, 2019 por

BTK PROFILE: MÁSCARA DA MALDADE | Alerta: Resenha pode conter gatilhos! Trata de assuntos fortes como assassinato, sequestro, tortura e violência.

BTK PROFILE: MÁSCARA DA MALDADE

Uma das mais novas inclusões ao selo Crime Scene da Editora Darkside foi lançado esse ano e logo chamou minha atenção. Assim como os demais do selo, aborda mais um caso real, dessa vez do serial killer BTK. Ele causou medo na cidade de Wichita, no Kansas (EUA), por mais de 30 anos!

Dennis Lynn Rader é um assassino frio, cruel e extremamente violento que matou 10 pessoas entre os anos de 1974 e 1991. Seguindo geralmente o mesmo modus operandi, ele escolhia suas vítimas de forma aleatória, invadia suas casas, cortava a linha telefônica e as amarrava, torturava e matava. É exatamente de sua forma de ação que vem o nome BTK, do inglês Bind, Torture, Kill (amarrar, torturar, matar) que ele próprio se deu.

Seu primeiro crime, em janeiro de 1974, tinha como foco a jovem Josephine Otero, uma garotinha de 11 anos que ele havia visto quando passava pela rua. Porém, ao entrar na casa encontrou também seus pais e irmão e assassinou os quatro. Sua segunda ação aconteceu poucos meses depois, quando Kathryn Bright foi estrangulada e esfaqueada em sua própria casa. Seu irmão recebeu um tiro na cabeça, porém sobreviveu.

BTK PROFILE: MÁSCARA DA MALDADE

Até este momento a polícia ainda não associava os dois crimes a um serial killer. No entanto, BTK escreveu para o jornal local, o Wichita Eagle, reivindicando a autoria do crime da família Otero. Ele iniciou assim uma série de contatos que faria com a mídia, mostrando que queria ser visto e reconhecido, dando ao jornal um papel muito importante nas investigações.

No que diz respeito às investigações, é importante ressaltar que a polícia daquela época ainda não dispunha de tanta tecnologia como hoje. O livro nos mostra como várias vezes BTK cometeu erros e poderia ser capturado, inclusive achou que seria, mas isso não aconteceu. Sendo assim, ao ver toda essa reconstituição, não acredito que tenha sido por inteligência e planejamento que sua ação durou tantos anos.

BTK PROFILE: MÁSCARA DA MALDADE,  reúne fatos e visões de todas as pessoas envolvidas na investigação, inclusive o próprio Dennis Rader. Com todos os depoimentos e entrevistas, foi possível uma reconstituição muito real, com suposição de diálogos, nua e crua de tudo que aconteceu. Por isso, se você não está preparado, tenha certo cuidado.

“Ele sabia que poderia ser uma má ideia matar alguém que morava a seis casas de distância da sua. Porém estava mais preguiçoso do que na época em que perseguira Nancy Fox e, depois de estudar o que se sabia até então sobre os assassinos em série, queria ridicularizar o trabalho dos especialistas em perfis do FBI.

Em contrapartida, temos a oportunidade de acompanhar uma das mentes mais bizarras, na minha opinião, ainda que dentro da categoria de serial killers. Dennis Rader, ao contrário do que se propõe, vem de uma família estruturada, era branco, heterossexual, sem histórico de abusos na infância, problemas financeiros ou qualquer desvio de conduta em sua vida pessoal.

Três anos antes de iniciar sua “carreira” de crimes ele se casou. Juntamente com a vida de BTK teve dois filhos, era presidente de uma congregação religiosa e líder escoteiro. Inclusive, ao observar as datas dos seus casos percebe-se alguns intervalos de anos que provavelmente se referem à fatos importantes de sua vida pessoal (como nascimento dos filhos).

“Dennis Rader tinha visto a mulher e a menina, certo dia, enquanto levava a esposa para o trabalho, no Departamento de Assistência aos Veteranos de Guerra […] ele as seguiu por semanas e tomou notas.”

Consequentemente, esses intervalos acabavam também dificultando o trabalho da polícia. Pensa só, um caso que se iniciou em 1974 e teve sua última morte em 1991! A pobre da cidade já ia se tranquilizando, achando que o assassino tinha morrido ou sido preso por outra coisa, e de repente ele surgia novamente. Embora alguns traços dele já estavam bem conhecidos, como os nós bastante elaborados (lembrem que ele era escoteiro) e a comunicação com a mídia.

Vou evitar relatar detalhes sobre os casos contidos em BTK PROFILE: MÁSCARA DA MALDADE  por dois grandes motivos: o primeiro é porque é spoiler, e você que se interessa pela área criminal e investigativa precisa ler; e segundo porque é muito forte. Ele assumidamente sentia prazer sexual ao assistir suas vítimas sendo torturadas, geralmente mulheres.

Estas eram encontradas com várias marcas de estrangulamento, pois quando estavam morrendo ele deixava que recobrassem a consciência para asfixiá-las novamente. A maior parte de suas vítimas foi encontrada com sêmen em alguma parte do corpo.

“Difícil me controlar. Vocês provavelmente me chamam de ‘psicótico com perversão sexual por enforcamento’. Onde esse monstro entra no meu cérebro eu nunca vou saber. Como alguém pode se curar?”

BTK PROFILE: MÁSCARA DA MALDADE

Bom, entre 1991 e 2004, quando voltou a fazer contato com a mídia, ele não agiu e isso tem um motivo. Que também é bizarro, então leiam! Sua prisão aconteceu em 2005 por um erro bem bobo, mas na verdade, ele já tinha cometido erros bobos antes. Mas agora existia uma polícia preparada pegá-lo, com uma grande ajuda do Wichita Eagle.

A edição da Darkside, como sempre, está impecável. Repleta de fotos do caso, do julgamento e locais citados. A capa é um show à parte e traz em destaque algo muito especial para esse caso todo: uma máscara feminina. É  óbvio que eu não vou falar a respeito, mas é absurdo!

Embora possa parecer que eu contei bastante da história e dei uma chuva de spoiler, eu juro que não. Não foi nem 10% do que você irá encontrar aqui. A mente humana continua sendo um mistério para nós e não é sempre que você tem oportunidade de acompanhar uma tão perturbadora.

_______________________________________________________________________________________________________________

BTK Profile: Máscara da Maldade

Autor: Roy Wenzl…
Ano: 2019
Páginas: 416
Gêneros: Crime, Literatura Estrangeira,Não-ficção, Psicologiak, Romance policial, Sociologia, Suspense e Mistério
Adicione a sua lista do Skoob
Compre usando nosso link da Amazon

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

8 Comentários

  • Leitura Enigmática
    novembro 18, 2019

    Desejo demais ter essa obra e poder conferir essa história que está me deixando curioso desde seu lançamento. Espero poder estar me inteirando dessa história por completo em breve. Deve ser uma leitura e tanto.

  • Nayara Borges
    novembro 17, 2019

    Eu estou louca para ler esse livro. Eu tenho vício nos livros de crimes que a Darkside lança, e esse eu ainda não consegui adquirir. Espero conseguir ler em breve, pois parece ser um livro incrível!

  • Debora Sapphire
    novembro 17, 2019

    Acredito que seja super importante o que você ressaltou sobre a resenha poder conter gatilhos, por se tratar de assuntos fortes como assassinato, sequestro, tortura e violência. Eu sempre tive muita curiosidade em descobrir mais a respeito dessa narrativa. Porém, agora confesso que não sei dizer se é um livro que a leitura me fazia bem. Gostei bastante de conferir a sua resenha, acho que bem mais do que o enredo da obra em si. Rs’

  • Aruom Fênix
    novembro 17, 2019

    Eu tenho muita vontade de ler alguma obra do selo Crime Scene da Darkside mas confesso que não sei se os livro me deixariam muito angustiada ou paranóica depois. Fiquei bem curiosa para fazer a leitura de máscara da maldade, quem sabe me desafie a ler ?

    Parabéns pelo post

    Bjs Aruom Fênix

    Blog Leituras de Aruom

  • Erika Monteiro
    novembro 17, 2019

    Oi, tudo bem? O que mais me chamou atenção foi essa capa. Só de olhar já sentimos um frio na barriga e nos questionamos o que nos aguarda durante a leitura. Apesar de gostar de séries do gênero agora pensando nunca li nada a respeito ou como essa obra. Sempre fico na minha zona de conforto que é o suspense. Acredito que é uma leitura bem forte. Ainda mais se tem detalhes, etc. Um abraço, Érika =^.^=

    • Joyce
      novembro 18, 2019

      Sua resenha ficou impecável, a edição está belíssima, pena que não consigo ler esse gênero, morro de medo. Bjs

  • Fernanda Akemi
    novembro 13, 2019

    Eu terminei de ler Killer Clown e que leitura forte! Estou com esse aqui também para ler e já vi que está uma obra bem completa também. Só vou dar um tempo, pois são leituras que chocam demais.
    Gostei de saber um pouquinho e fiquei curiosa com essa máscara da capa,

    bjs

  • Alessandra
    novembro 11, 2019

    Achei essa capa super interessante,mas não tenho estômago pra esse tipo de leitura. Depois de ler a resenha, a vontade voltou, mas vai passar kkkkk. A Dark Side é sempre muito cuidadosa com a diagramação dos livros e com esse não foi diferente.