Já disse para vocês que eu tenho medo de livro de terror né gente, então eu passo bem longe desse tema, mas por incrível que pareça, quando o livro é sobre Serial Killers, eu nem lembro que tenho medo e caio de cabeça na historia, principalmente se o livro tem a diagramação que somente a Ed. Darkside sabe fazer, a única coisa que faltou na minha opinião sobre a diagramação foi ele não ser de capa dura.

Arquivos Serial Killers – Made in Brazil  é divido em partes, primeiro o prefácio por Roberto Tardelli, Na segunda parte, há uma apresentação feita pela Psicóloga Clinica e Forense Maria Adelaide de F. Claires Na terceira parte os casos chocantes dos Serial Killers pesquisados pela autora Ilana Casoy, através de obituário, policia e noticias de jornais da época e depois uma entrevista que ela consegui com três dos sete psicopatas relatados nesse livro, dando ao leitor a oportunidade de conhecer a historia através do ponto de vista dos agressores e de algumas vitimas.

 

Por ser um livro bem clinico e direto Arquivos Serial Killers não causa medo e sim incredulidade com o que esta sendo narrado, principalmente no momento em que autora Ilana Casoy junto com outras duas pessoas entrevista três dos sete Serial Killers, por que a frieza com que eles vão contando a trajetória dos assassinatos e como eles começaram a fazer aquilo é espantoso, como se fosse algo do dia a dia, e não crimes horríveis, mas a principio o que me chamou mais atenção no decorrer das pesquisas da Ilana Casoy foi que muitos dos crimes tem um teor sexual muito grande por trás e que quase todos os agressores procuraram em sua vida adulta algum tipo de carreira militar para tentar achar alguma forma de estabilidade.

Arquivos Serial Killers não é para quem tem estômago frago, os relatos são de acontecimentos reais, e tem muitos detalhes e fotos no decorrer de todo o livros, a pesquisa feita pela  autora foi extensa e cheia de curiosidade sobre cada psicopata, ela não deixou nada de fora, nem os maneirismos nas falas dos entrevistados, também fez questão de colocar informações bem extensas sobre suas infâncias e a ficha criminal de cada um, mas não de forma que ficasse cansativo e sim de forma a despertar bastante minha curiosidade, eu precisava continuar lendo e tentando entender o que levou cada um deles a fazer o que fizeram, mesmo sabendo que no final só ficaria mesmo o sentimento de complexidade ou algo do tipo: ” Cara, não consigo acreditar que uma pessoa realmente fez tudo isso”.

________________________________________________________________________________________________________________

Titulo:ARQUIVOS SERIAL KILLERS
Autora:Ilana Casoy
Ano: 2014
Páginas: 360
Idioma: português
Editora: DarkSide® Books
Onde comprar: AMAZON