Aristóteles e Dante descobrem os Segredos do Universo  -Benjamin Alire Sáenz

Sabe quando um livro se torna seu xodó e você e se pudesse obrigava a todo mundo a ler e gostar? Por que somente ler não é o suficiente, pois então, foi o que aconteceu comigo em relação a Aristóteles e Dante descobrem os Segredos do Universo  da Companhia das Letras, recebi esse livro lindo para o Clube do Livro-BH e fui ler para conhecer um pouco da história, pra comentar com os participantes no dia do encontro.

Quando dei conta já estava acabando e tinha somente um único pensando: “Preciso de uma continuação.”

Aristóteles e Dante descobrem os Segredos do Universo  do autor Benjamin Alire Sáenz, é sobre a história de dois meninos que se tornam grandes amigos e juntos estão descobrindo o quanto um pode fazer a vida do outro melhor e a importância dessa amizade, que começou em uma tarde na piscina.

Os dois juntos passam por momentos incríveis e de cortar o coração, momentos tipo a compra do primeiro carro, o primeiro beijo, a mudança de cidade e conversas incríveis por cartas e brigas (por que como todo amigo com diferentes opiniões, em algum momento vão se desentender) e não foi diferente com os meninos.

“Fiquei pensando que poemas são como pessoas. Algumas pessoas você entende de primeira. Outras você simplesmennte não entende… e nunca entenderá.”

Aristóteles tem 15 anos é descendente de mexicano, tem uma família complicada, seu irmão mais velho está preso, seu pai não conversa vive em seus pensamentos tristes, está sempre irritado e prefere ficar sozinho, não consegue achar que a vida tem graça e acaba passando horas escutando música.

Dante é um menino feliz ele vem de uma família descendente de mexicanos, alto astral e tem uma visão única do mundo que é capaz de conquistar qualquer pessoa, com uma positividade de dar inveja, muito carinhoso e educado.

O que eu mais gostei em Aristóteles e Dante descobrem os Segredos do Universo foi a forma simples que o autor abordou vários assuntos complexos ou do dia a dia dos meninos. A falta de filtro na hora de falar do Dante também me conquistou, por que me lembrou muito de alguém (tipo eu, rsr). Sofro desse mesmo mal, falo o que penso principalmente se estou curiosa sobre alguma coisa, pergunto mesmo. Ri muito com suas perguntas inapropriadas e sua visão do mundo. As reações do Aristóteles em relação às perguntas da Dante são as melhores, já que ele acabava passando pela saia justa de responder ou não as perguntas que muitas vezes o deixava pé da vida.

 

“Outro segredo do Universo: às vezes, a dor era como uma tempestade que vinha do nada. A mais clara manhã de verão podia acabar em temporal. Podia acabar em raios e trovões.”

 

O que eu não gostei, foi o fato de terem ficado perguntas sem resposta e não ter uma continuação. O livro termina em uma fase tão incrível da vida dos personagens que eu realmente gostaria de ter mais algumas páginas para acompanhar essa fase que é a do final da adolescência e da descoberta das paixões e de tomada de decisões importantes.

Para finalizar, este é um romance, um romance gay, mesmo não tendo nada de mais do meu ponto de vista, o livro gira em todo de dois meninos que acima de tudo são amigos e estão começando a descobrir sua sexualidade e como lidar com isso. De uma forma diferente é uma ótima forma de conscientização, há vários Ari e Dante pelo mundo, que precisam e merecem respeito e encontrar outra pessoa que balanceia sua vida e a complete. E mesmo que tenha a cabeça fechada para esse tipo de tema, abra e leia por que é uma história fantástica.

 

                                                                                           


Gostou do post, clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡!