LIVROS

A ÚLTIMA FESTA – LUCY FOLEY | RESENHA

20 maio, 2020 por

A ÚLTIMA FESTA - LUCY FOLEY

“A Última Festa” é um thriller lançado ano passado pela Editora intrínseca, e que antes fez parte de sua caixinha 015 do Intrínsecos. Com a proposta de um “suspense nostálgico”, o livro questiona até onde você conhece o outro, ainda que o chame de amigo. E o resultado é eletrizante.

Um grupo de amigos composto por nove pessoas, sendo quatro casais e uma amiga solteira, sempre se reúne para comemorarem juntos o fim do ano. Tem sido assim desde que se formaram na Universidade de Oxford, em Londres, onde se conheceram. Com exceção apenas de dois cônjuges que chegaram pouco depois. Mas são um grupo muito coeso e se orgulham em ser assim.

“Antes de ir para lá ele fez uma coisa terrível. Mais de uma, na verdade.”

LUCY FOLEY

Esse ano, Emma é a responsável pela organização e ela é uma das que chegou depois, a última por sinal. Sentindo a pressão, queria que fosse algo perfeito e conseguiu uma hospedagem exclusiva e extremamente isolada na Escócia. Seriam apenas eles! Mas esse grupo tão fechado esconde segredos que vão resultar em uma morte. Um assassinato entre eles! Presos em um lugar afastado, é preciso agora correr contra o tempo e entender tudo que aconteceu para descobrir quem é o culpado.

De cara eu já preciso dizer a vocês que esse livro tem uma narrativa muito viciante. Primeiro porque ele aborda segredos dentro de um grupo fechado de pessoas, o que amplifica a reação do leitor que já se familiarizou com os personagens e suas características. E segundo porque ele apresenta a visão de cinco personagens, que se alternam e se complementam em acontecimentos de antes e depois do crime. E antes que você pense que possa ter ficado cansativo, te asseguro que não é o caso. Me peguei várias vezes torcendo pela troca de abordagem, pois queria ver a continuação pela outra personagem.

“- …acho que eu não contaria. Mas não posso prometer. Talvez seja revigorante pra todos nós. Mostrar que vocês não são tão perfeitos quanto acham que são.”

A ÚLTIMA FESTA - LUCY FOLEY

A proposta geral do livro é muito interessante. O grupo de amigos nos é apresentado como exemplar e isso na verdade não passava de uma fachada para suas falhas e fraquezas. Não é difícil, no começo, querer fazer parte daquele bem sucedido e feliz grupo que se encontra todo fim de ano em um lugar paradisíaco para celebrar a vida!

Mas ao conhecer individualmente cada um… São belezas rasas, egoístas, mesquinhos, agressivos, uns nutrem paixões secretas pelos outros, falam mal pelas costas… e até matam! Amizades tóxicas existem e muito, e “A Última Festa” mostra de forma magistral como isso pode acontecer. Às vezes por insistência em semelhanças que já passaram, apego a anos anteriores e medo de envelhecer ou até mesmo por rotina e hábito.

Não é possível dar muitos detalhes sobre a história em si e sobre o que acontece após a chegada do grupo nesses chalés isolados em meio à floresta, cobertos por neve. Todos os inúmeros conflitos e reviravoltas que acontecem tem impacto direto na investigação do leitor, então é melhor que receba esse grupo e toda sua complexidade sem saber a que ponto podem chegar e de quem devem desconfiar.

“- Todo esse tempo, fiquei do lado dele. Desde Oxford. Cuidando dele, acobertando ele, se necessário. Estou de saco cheio. Não vou mais mentir.”

RESENHA A ÚLTIMA FESTA - LUCY FOLEY

Por falar em investigação do leitor, se o seu coração é fraco e ansioso, se prepare. Até faltar 40 páginas (!!!) para acabar o livro eu não sabia com certeza quem tinha morrido, logo não dá para saber quem matou. Como uma super fã de thrillers, eu sempre me orgulho em adivinhar finais, mas nesse não foi bem assim.

Até a metade eu não tinha ideia de quem morreria, então tinha uma lista imensa de suspeitos e seus motivos. No entanto, comecei a desconfiar de três possíveis mortos, logo seus possíveis assassinos. Quase no final eu já estava tensa, quase certa da vítima mas completamente errada sobre motivação. Um livro já me fez desconfiar de mais um assassino antes, mas de mais de uma vítima até o final foi a primeira vez.

Enfim, deixo a vocês a indicação de “A Última Festa” como um thriller viciante e cheio de situações do cotidiano levadas ao extremo. Com pessoas com falhas humanas e erros ampliados pelo fato de insistirem em uma amizade que talvez não estivesse fazendo tanto bem assim. E quem nunca, não é mesmo? Insistiu em um vínculo fadado ao fracasso pelo receio do rompimento? Bom, nesse caso aqui, o resultado foi uma desastrosa festa de Réveillon…

___________________________________________________________________________________________________________

Lucy Foley

Titulo: A Última Festa
Todos foram convidados. Todos são suspeitos.
Autora: Lucy Foley
Ano: 2020
Páginas: 304
Editora: Intrínseca
Gêneros: Crime, Ficção, Literatura Estrangeira, Romance policial, Suspense e Mistério
Nota: 4,5/5
Adicione a sua lista do Skoob
Compre usando a Amazon

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

21 Comentários

  • Lucas Buchinger
    maio 25, 2020

    Que resenha linda! Eu estou vendo ótimos comentários em relação a este livro! Desde seu lançamento eu já estou curioso pra fazer a leitura e essa resenha maravilhosa só me deixou mais curioso ainda. Já vou adquirir esse livro. A intrínseca arrasou <3 essa capa está linda

  • Lucas Buchinger
    maio 25, 2020

    Eu estou vendo ótimos comentários em relação a este livro! Desde seu lançamento eu já estou curioso pra fazer a leitura e essa resenha maravilhosa só me deixou mais curioso ainda. Já vou adquirir esse livro. A intrínseca arrasou <3 essa capa está linda

  • Lucas
    maio 25, 2020

    Eu estou vendo ótimos comentários em relação a este livro! Desde seu lançamento eu já estou curioso pra fazer a leitura e essa resenha maravilhosa só me deixou mais curioso ainda. Já vou adquirir esse livro. A intrínseca arrasou <3

  • Lucas
    maio 25, 2020

    Eu estou vendo ótimos comentários em relação a este livro! Desde seu lançamento eu já estou curioso pra fazer a leitura e essa resenha maravilhosa só me deixou mais curioso ainda. Já vou adquirir esse livro. A intrínseca arrasou

  • Yasmine Evaristo
    maio 25, 2020

    Desde que li Agatha Christie que eu sei que pessoas juntas em um lugar isolado tem grandes chances de dar errado. Faço questão de ler esse livro que carrega em si um cheirinho de “O Iluminado” sem os elementos sobrenaturais.

  • Cibele
    maio 25, 2020

    Olá!
    Eu gosto muito do gênero, e já tinha ouvido falar desse livro, mas foi comentários negativos e confesso que isso me deixou desanimada para a leitura.
    Mas depois de ler sua resenha fiquei curiosa novamente, pois gosto de livros que mostram o pior do ser humano e deixam claro que podemos confiar em poucos, ou em ninguém.
    Confesso que a capa não me atrai em nada, espero que ela tenha algum significado com a história.
    Vou ficar com a dica guardada e acredito que agora irei dar uma chance ao livro assim que tiver uma oportunidade
    Beijos

  • Erika Monteiro
    maio 25, 2020

    Oi Karina, tudo bem? Estou tão curiosa para ler esse livro. Desde o lançamento está na minha lista mas ainda não tive tempo =/ O enredo me fez lembrar bastante um livro da Rocco que li no ano passado, mas não eram tantas pessoas assim na casa. A parte que mais gosto é tentar descobrir quem é o “culpado” e criar milhões de teorias. Gosto mais assim do que aqueles finais que ficam evidentes sabe? Um abraço, Érika =^.^=

  • Victoria
    maio 25, 2020

    Oi, Ka! Eu tenho visto esses livros por todos os cantos e estava muito interessada nele, então adorei ler sua resenha. Ultimamente ando gostando muito de ler thrillers e esse com certeza já entrou para a minha lista. Fora que as fotos ficaram MARAVILHOSAS, tô babando! Muito muito obrigada pela resenha, me convenceu total! =**

  • Pedro Silva
    maio 24, 2020

    Adorei a resenha. Parece uma leitura bem envolvente e que nos prende para saber quem morreu e quem matou. Confesso que a sinopse da obra me lembrou muito O caso dos dez negrinhos, da Agatha Christie, história que amo e que me deixou também curioso para ler esse e desvendar o segredo desse grupo que não é nada perfeito..

  • Carol Nery
    maio 24, 2020

    Se você gostou, obviamente eu vou me amarrar também! Isso é certeza…
    Agora, eu adorei esse tipo de narrativa, com as trocas de perspectivas pelos diversos personagens. E PRINCIPALMENTE, não saber até aos 45 minutos do segundo tempo quem de fato é a vítima. Aaaahhhhh!!!! Já quero ler.

  • Amanda Rocha
    maio 24, 2020

    Eu sou a louca dos thrillers e esse já entrou na minha lista!
    Adoro quando o livro não tem um final previsível e sustenta o suspense até o final sem se tornar enfadonho.
    O enredo desse me lembrou um pouco o da série europeia original Netflix Le Chalet e tô ansiosa em conhecer logo essa trama!

  • Débora Vicente
    maio 24, 2020

    Parece uma série que assisti uns tempo atrás, só que não gostei da serie, mas esse livro me chama muita atenção, principalmente pela escrita dele.

  • Debora Sapphire
    maio 24, 2020

    Eu já conhecia esse thriller lançado ano passado pela Editora intrínseca. Porém, ainda não tinha me aprofundado nesse e enredo do livro. Achei ótimo conhecer melhor do que se trata. Curto essa proposta de um “suspense nostálgico”. E gostei da maneira como o livro questiona até onde você conhece o outro, mesmo que seja seu amigo ou pessoa mais próxima ou que você considera conhecer . Muito interessante esse resultado da narrativa, tornando o livro eletrizante! Apesar de não ter o hábito de ler o gênero, curto muito ler sobre livros eletrizantes como este. Sem falar, que traz uma proposta tentadora e super atraente!

  • Lilian de Souza Farias
    maio 24, 2020

    Bem macabro esse lance do assassinato num lugar isolado, a julgar pela história, tem tudo realmente para ser viciante, eu concordo sobre as amizades tóxicas, tenho me afastado de muitas e saber que o livro tem esse tem anorteador me parece um bom convite para leitura.

  • Leticia Rodrigues
    maio 24, 2020

    eu adoro a premissa desse livro e depois do video da bel falando dele fiquei mais certa de que é uma leitura que eu vou querer fazer kkk.

  • Leitura Enigmática
    maio 24, 2020

    Essa será minha próxima leitura, não espero a hora de iniciar, pois a curiosidade está grande. Espero gostar, pois estou com bastante expectativa com a história.

  • Maria Valéria
    maio 24, 2020

    Caramba, eu nem pisquei o olho só de ler a resenha, imagina se tivesse com a obra em mãos hahaha
    Eu amo suspense e esse enredo aí me deixou muito intrigada sobre quem morreu, quem matou, o porquê. Pensando na ambientação descrita. Realmente parando pra pensar, não me vem a mente algum livro que tenha me deixado em dúvida com relação a vítima…

    Anotei a sugestão. Espero poder ter a chance de ler essa história, que tem tudo pra me surpreender

    Küss

  • Aruom Fênix
    maio 24, 2020

    Acredita que nunca li um Thriller? Eu tenho muita curiosidade de conhecer esse gênero, e fiquei bem interessada em descobrir qual vai ser o fim dessa história e já tenho uma afinidade como romances policiais como os de Aghata Christie então acho que vou gostar da obra!

    Parabéns pelo seu trabalho
    Bjs Aruom Fênix
    Blog Leituras de Aruom

  • Eitcha! Que livro é esse Brasil?! Já quero ler! Amo trhillers e esse é bem do jeito que gosto, que mexem com nossa mente até a última página. Apesar de gostar de thriller psicológico, confesso que não conhecia muitos títulos do gênero. Esse com certeza vai ficar na lista de desejados! =)
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

  • Camille
    maio 23, 2020

    Oi, Karina!
    É a minha primeira vez aqui! Eu devo confessar que, quando a Intrínseca lançou esse livro, a sinopse já me deixou curiosa de cara, mas ainda não tive a oportunidade de ler. No entanto, agora com sua resenha, foi bom você pontuar a troca de narradores – confesso que eu não curto muito isso num thriller -, porém, tu também disse que ficou muito bem construído. Daí, aumenta a curiosidade de novo.
    Gostei também de saber que fala de relações tóxicas, isso é outro ponto positivo por demais. Enfim, ainda quero ler, mas mais ciente onde tô pisando.

  • Camille
    maio 23, 2020

    Oi, Karina!
    É a minha primeira vez aqui! Eu devo confessar que, quando a Intrínseca lançou esse livro, a sinopse já me deixou curiosa de cara, mas ainda não tive a oportunidade de ler. No entanto, agora com sua resenha, foi bom você pontuar a troca de narradores – confesso que eu não curto muito isso num thriller -, porém, tu também disse que ficou muito bem construído. Daí, aumenta a curiosidade de novo.
    Gostei também de saber que fala de relações tóxicas, isso é outro ponto positivo por demais. Enfim, ainda quero ler, mas mais ciente de onde tô pisando.