LIVROS

A PROMETIDA – KIERA CASS | RESENHA

11 maio, 2020 por

A Prometida – Kiera Cass

A Prometida é um dos lançamentos mais aguardados dos fãs da trilogia A seleção, publicado pela Editora Seguinte, que acabou de chegar ao Brasil. Antes de mais nada, é necessário ressaltar que ele não se passa no mesmo universo criado para A seleção, bem como que eu li a série, e sou fã da trilogia. A seleção nos traz um mundo distópico, em que o futuro rei deve escolher sua rainha em uma seleção onde reúne 35 moças de várias partes do país. Um sucesso que já vendeu mais de 2 milhões de cópias no Brasil.

Estamos no reino de Coroa. O rei, Jameson, perdeu os pais, e ainda é bem jovem, mas está procurando alguém para se tornar sua rainha. Até então, ele é visto com uma dama depois da outra, até que esbarra com a Lady Hollis Brite, e ela se torna seu mais novo alvo de atenção. Claro que isso acaba trazendo olhares de inveja das outras damas, mas ninguém – nem mesmo os pais de Hollis, acreditam que o interesse do rei durará muito. Apenas sua melhor amiga Delia Grace aposta nas chances de Hollis se tornar a próxima rainha.

“O que é uma amiga senão alguém que acredita que você consegue mais do que imagina?”

Talvez o que diferencie Hollis das outras é que ela consegue fazer o rei sorrir, o que não acontecia desde a morte de seus pais. E parece que a jovem, apesar da auto estima baixa, é realmente bela, tanto que, após usar um vestido dourado, o rei acaba por chamá-la de sol.

livros Kiera Cass

Coroa é vizinha do reinado de Isolte, um país com costumes bem diferentes, e com um rei bem cruel. Então, durante uma reunião do rei, uma família isoltana vem pedir abrigo em Coroa. São os Eastoffe – pai, mãe, e quatro filhos, cujo nome desperta interesse no rei, e ele pede a Hollis qual sua opinião sobre o asilo solicitado, em deferência à jovem. Assim que o filho mais velho se levanta – Silas, Hollis fica presa naquele olhar mais do que o necessário, mas ela acaba despertando e indicando para o rei que a família poderia contribuir com seu trabalho para o engrandecimento de Coroa.

E é assim que Lady Hollis acaba por ficar presa entre as atenções do rei e de um plebeu. Ser rainha foi o que ela sempre achou que quisesse – principalmente porque as rainhas de Coroa são exaltadas por todo o reinado, seja por sua coragem ou sabedoria, então se tornar a próxima rainha pode ser um fardo pesado para alguém acostumado apenas a ser bonita e se divertir nos bailes do reino. Hollis acaba percebendo que precisa aprender história, conhecer os outros reinos, falar outras línguas, entender de política. Precisa aceitar que seus filhos poderão ser chave para a construção de alianças políticas. E que o rei espera que ela seja um belo enfeite, acima de tudo.

Em contrapartida, Silas Eastoffe parece apontar para uma vida simples, mas recheada de amor. Ela sabe que sua escolha poderá ter um impacto muito grande, para sua amiga e dama e companhia, seus pais, e um futuro que pareceria perfeito pode não ser necessariamente a melhor escolha.

“Queria encontrar alegria em tudo, e é difícil fazer isso permanecendo sentada e calada o tempo todo.”

Então… como começar a falar de A prometida! Bom, talvez dizendo que não estava com as expectativas altas, afinal minha última leitura da autora foi a Herdeira. Não esperava uma nova Seleção.

Frases Kiera Kass

De um modo geral, a escrita da Kiera continua uma delícia – ela escreve bem, é uma leitura fluida, tanto que li em um dia e meio. Mas a historia… achei muito rasa. São bons personagens, mas nenhum deles me passou verdade. Quando o Rei Jameson aparece, a descrição é de uma pessoa bacana, um homem honrado e seguro, que dá atenção à Hollis e parece verdadeiramente interessado nela. De repente, tudo isso é desconstruído.

Silas foi um instalove difícil de digerir – uma ligação imediata na primeira troca de olhares! A família dele é uma família fofa, queria mais deles. Grace tem uma historia interessante, um escândalo na família que acaba por macular o futuro da moça, se não fosse a amizade de Hollis, que define seu lugar naquela corte. Mas Grace também muda inesperadamente de composição, e essa amizade dá um giro de 100 graus… A família de Hollis também é muito fria, muito esquisita, muito distante, que não acredita no potencial da filha, mas depois querem ditar o rumo que ela deve tomar.

A própria Hollis é devagar… muito submissa, muito deslumbrada com a possibilidade de se tornar rainha, muito impulsiva. Mas é interessante que me lembrei de Scarlett O’Hara nos momentos finais – quem sabe no próximo livro ela não se torne a mulher que vislumbra ser, e aí sim, o título do livro será mais assertivo.

A Prometida – Kiera Cass

Eu já tinha uma ponta de desconfiança do que estaria para acontecer já no primeiro quarto de A prometida – talvez esteja lendo demais para não ser surpreendida. Ainda assim, é preciso dizer que os acontecimentos finais são chocantes.

Preciso enaltecer as amizades femininas que estão presentes na trama. Apesar de bem no início parecer que muitas dessas mulheres seriam inimigas, isso rapidamente é desfeito, e essas amizades prometem muito no futuro. Prevejo um matriarcado se formando – e que venha, já brilha nos meus olhos.

Enfim, acredito que a experiência literária é um conjunto de todos os livros que lemos. Por isso mesmo, tão diferente de um para outro leitor. Por isso, as resenhas são um sinalizador do que a estória representa para quem escreveu, mas não é uma verdade. Vou sim, ler a sequência de A prometida porque acredito no potencial da estória. Não fiquei feliz com esse primeiro livro, mas tenho certeza de que ele pode ser incrível para outra pessoa. As primeiras notas do Skoob não são animadoras, mas são poucos leitores até o momento. Leia, tire sua impressão e venha me contar o que achou de A prometida.

________________________________________________________________________________________________________________

A PROMETIDA

Título: A prometida
Autor: Kiera Cass
Ano: 2020
Páginas: 344
Editora: Seguinte
Gênero: Romance, Jovem adulto
Adicione ao Skoob
Compre usando o Amazon

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

9 Comentários

  • Alice
    setembro 23, 2020

    Eu acabei de ler o livro e gostei e não gostei. Acho que os personagens ficaram muito rasos, não conseguimos conhecer e nos conectarmos com eles. Os relacionamentos tbm não passaram veracidade, não foram amores que nos fizeram nos sentirmos apaixonadas tbm e nem amizades e que nos fizeram sentir acolhidas tbm. Mas o final, foi ótimo! Chorei horrores e acredito que a história tem potencial pra se desenvolver.
    ALERTA DE SPOILER*
    Me palpite é que ou o Etan é o novo amor da Hollis ou faz parte dos cavaleiros sombrios. Tbm to meu pensativa com essa história da Hollis parecer mais isoltana do que coroana e teve uma cena que os pais dela pareciam estar escondendo alguma coisa. Tbm desconfio do rei Jameson, quando ela foi embora ele disse “Você vai voltar pra mim no fim”. Enfim, são apenas minhas especulações.

  • Giovana
    julho 10, 2020

    Pessoal, comprei o livro, e vim dar mais uma pesquisa sobre a estória mais não estou muito confiante. Apesar de ter muitas ideias e opiniões negativas eu quero ler, pelo fato de todos os livros dela serem bons. Algum ponto que seja indispensável para dar mais ânimo para ler o livro? Vale realmente a pena ?

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      agosto 05, 2020

      Giovana, acho que sempre vale a pena, eu li mesmo com as críticas porque queria ter embasamento para falar da estória…

  • Ada
    junho 19, 2020

    Quando vi que sairia um livro novo de Kiera Cass eu enlouqueci para comprá-lo, principalmente depois de ler A Sereia. Concordo com muitas coisas que você disse e confesso que fiquei meio decepcionada com o livro num todo. Como você mesma disse, foi tudo meio “raso”. Queria ter visto a construção desse relacionamento entre Holly e Silas, o aflorar desse sentimento. Quando li sobre o primeiro beijo deles eu tive que voltar e ler novamente, pois foi muito… vago? Não consigo encontrar um adjetivo que descreva, sinceramente.
    Acho que devia ter tido em desenvolvimento mais elaborado, queremos sentir o que os personagens sentiam.
    A família de Silas é maravilhosa, todos muito fofos, carinhosos, fiquei apaixonada por eles. Mas podiam ter aprofundado mais. A amizade dela com Delia Grace também podia ter sido mais explorada, fiquei um pouco surpresa com as revelações das verdadeiras intenções dela. Apesar de não confiar muito nela desde o início. Assim como a “amizade” de Holly e Nora, que surgiu de repente.
    Eu não consegui sequer imaginar a imagem de Jameson, de tão simples que tudo foi.
    Acredito que a amizade com Valentina será mais explorado no segundo livro, assim espero.
    O final me deixou chocada, não queria acreditar em tudo que aconteceu. Não quero acreditar ainda, pois Silas merecia ter sido mais… apresentado, explorado, considerado.
    Enfim, o livro foi bom, uma leitura muito gostosa, como Kiera sempre faz. Mas mesmo assim, foi meio fraco. Não me agradou tanto quanto eu esperava.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      agosto 05, 2020

      Ada, eu li e reli a cena com o Silas… não acreditei!

  • Mariana
    junho 08, 2020

    Bom não gostei muito do livro não concordo com quase tudo que foi dito mas me surpreendeu as mortes mais sei lá sabe não consegui me ligar com os personagens achei muito burra a Hollis mais vou ler a continuação por que quero saber quem e o vdd responsável pelas morte mesmo achando que foi o rei Jamerson ele riu e disse que a Hollis ainda ia ser dele e q ela ia volta pra ele sei não viu

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      agosto 05, 2020

      Mariana, também me surpreenderam aquelas mortes, não esperava!

  • Mary
    maio 27, 2020

    Eu vi a reportagem sobre a criação da capa. Fantástica fotografia.

    • Maisa Gonçalves
      Maisa Gonçalves
      agosto 05, 2020

      Mary, achei tão bonita a criação da capa, ao menos isso gostei muito.